sábado, 6 de março de 2021

Pr. ALBERTO SERAFIM - 4º secretário da CGADB foi promovido às mansões celestiais neste sábado - 06.03.2021

 


Nota de Falecimento - Pr. ALBERTO SERAFIM DE SOUZA - Membro da Mesa Diretora da CGADB - 06.03.2021


É com profundo pesar que registro a morte do amigo Pr. ALBERTO SERAFIM DE SOUZA, neste sábado - 06.03.2021, ele que nasceu em 16.03.1954, portanto às vésperas de completar 67 anos de idade.

Pr. ALBERTO SERAFIM foi Presidente da UMADER - União de Mocidade das Assembleias de Deus no Estado do Rio de Janeiro` ex-presidente da Convenção Evangélica das Assembleias de Deus no Estado do Rio de Janeiro (Ceader) e atual 4º secretário da Convenção Geral das Assembleias de Deus no Brasil (CGADB).

Pastor Serafim era líder da Assembleia de Deus em Maringá, Belford Roxo (RJ), e havia sido eleito para Mesa Diretora da CGADB novamente, para o mandato referente ao quadriênio 2021-2025. Ele tomaria posse mês que vem, como Primeiro Tesoureiro da entidade, na Assembleia Geral Ordinária da CGADB marcada para Cuiabá (MT).

Segundo informações, pastor Serafim havia sido internado nos últimos dias com complicações decorrentes de COVID-19.

Amigos, congregações, Igrejas, Ministérios e convenções assembleianas de todo o Brasil se solidarizam com a família e Igreja pela passagem do nosso irmão para a eternidade, através das redes sociais.

Registro os sinceros sentimentos em nome da AD Cubatao (SP) e da COMADESPE, e os votos de que o Espírito Santo console os familiares, amigos e a Assembléia de Deus no Rio de Janeiro e em todo o Brasil.

"Preciosa é ao olhos do Senhor a morte dos seus santos" - Salmos 116:15


sexta-feira, 5 de março de 2021

Prefeito de Goiânia, que também é pastor, veta projeto de lei que reconhecia cultos religiosos como essenciais

O prefeito de Goiânia , Rogério Cruz (Republicanos), vetou um projeto de lei que reconhecia cultos religiosos como atividades essenciais.

Segundo Cruz, que é pastor da Igreja Universal , “a espiritualidade tende a ser um recurso importante para muitas famílias, podendo contribuir no enfrentamento aos desafios da vida, na adaptação e na resiliência às perdas”.

O projeto era do vereador Dr. Giancarlo Said (MDB), e permitia o funcionamento de igrejas mesmo “em tempos de crises ocasionadas por moléstias contagiosas ou catástrofes naturais”. Segundo o prefeito, o Projeto de Lei é inconstitucional.

O projeto previa a retirada do poder de polícia da prefeitura à adoção de medidas restritivas destinadas ao controle sanitário e epidemiológico. Agora, a análise do veto deve passar por uma comissão e plenário.

Os vereadores podem mandar o projeto para o arquivo, concordando com a decisão do prefeito, ou derrubar o veto por maioria absoluta; nesse caso, o caso iria para promulgação do presidente da câmara.

Desde o último sábado (27), apenas as atividades essenciais podem funcionar em Goiânia. A medida visa conter a disseminação da Covid-19 para que haja diminuição da taxa de ocupação dos leitos de UTI.

Fonte: Último Segundo via Folha Gospel

Ação popular pede a suspensão do decreto que inclui atividades religiosas como essenciais, em SP

Uma ação popular foi protocolada na Justiça pedindo a suspensão do decreto do Governo de SP que inclui atividades religiosas entre as atividades consideradas essenciais e que podem, portanto, funcionar durante a fase vermelha de restrições do Plano SP contra a Covid-19.

A ação popular que foi protocolada pelo advogado Flávio Grossi, foi distribuída para a juíza Cynthia Thome, que já a encaminhou ao Ministério Público de SP pedindo que a promotoria paulista se manifeste sobre o documento em até 48 horas.

A fase vermelha no estado de SP começa à meia-noite deste sábado (6).

Grossi alega que há “risco iminente de dano irreversível ao patrimônio do estado de São Paulo com o aumento de infecções por SARS-CoV-2 a partir das aglomerações em igrejas, templos e centros religiosos de quaisquer naturezas”.

A prolongação da possibilidade da população paulista deslocar-se e aglomerar-se em instituições religiosas acarretará no aumento da contaminação por coronavírus que, inevitavelmente, implicará no maior uso do já saturado sistema de saúde do estado”, segue Grossi em sua argumentação.

Ademais, a regressão do estado à fase vermelha do Plano São Paulo demonstra que é mais que urgente a necessidade de isolamento social e mínima circulação de pessoas nas ruas.

A ação pede suspensão do decreto em caráter liminar e a sua nulidade em definitivo.

Fonte: Folha de S. Paulo via Folha Gospel


Irmão Lázaro segue intubado mas apresenta resultados animadores, segunda assessoria - VEJA AQUI



A assessoria de imprensa do Irmão Lázaro, publicou nota nas  redes sociais, sôbre o quadro clínico do cantor gospel, confira abaixo:


Continuemos em intercessão pela vida do nosso irmão.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...