domingo, 31 de agosto de 2014

Pr. Carlos Cunha - Homenagem pelo seu aniversário



Foi com imensa satisfação, que participei dessa homenagem ao amigo e pastor Carlos Cunha.

Pr. Cunha, como é bem conhecido entre nós, é de Cubatão, onde se converteu a Jesus Cristo, tendo sido revelado como cooperador, bem como chamado ao Ministério pastoral na Assembleia de Deus - Ministério de Cubatão, consagrado pelo meu pai e pastor Josias de Almeida Silva, que também participa desta homenagem.

Atualmente, o Pr. Carlos Cunha pertence a Assembléia de Deus - Ministério em São José dos Campos, dirigindo o setor de trabalho na cidade de Caraguatatuba, no litoral Norte de São Paulo.

Agradeço aos seus filhos pelo convite, bem como pelo envio do link para esta postagem de homenagem a um amigo. 



Para uma boa audição,
desligue o som do Stúdio Rhema
no canto superior esquerdo do blog.


HOMENAGEM AO NOSSO QUERIDO PAI from Insert Films on Vimeo.




sexta-feira, 29 de agosto de 2014

Marina dispara, empata com Dilma e derruba Aécio diz Datafolha






O Datafolha divulgou na noite desta sexta-feira (29) a pesquisa de intenção de votos para a eleição presidencial. A candidata Marina Silva (PSB) aparece empatada com a presidente Dilma Rousseff (PT); ambas tem 34% da preferência de votos. Na pesquisa anterior, de 18 de agosto, a petista tinha 36%, enquanto a ex-ministra do Meio Ambiente contava com 21%.
O candidato Aécio Neves (PSDB) tomou um tombo nesta pesquisa do Datafolha. Ele saiu de 20% das intenções de voto para 15%. Pastor Everaldo (PSC), o quarto colocado, também perdeu: saiu de 3% para 2%. Brancos e nulos diminuíram: de 7% para 8%. Também caiu a participação dos que responderam que não sabem ou não responderam: de 9% para 7%.
Os demais candidatos não chegaram a 1% das intenções de votos.
Na simulação do segundo turno, Marina seria eleita (50% da intenção de votos, contra 47% na pesquisa anterior). Dilma perdeu espaço, mostra o Datafolha. De 43% das preferências, a candidata do PT agora tem 40%.
Se o segundo turno fosse entre Dilma e Aécio, a presidente garantiria a reeleição, com 48% das intenções de votos (contra 47% da pesquisa anterior). O candidato tucano teria 40%, contra 39% no levantamento de 18 de agosto. Brancos e nulos respondem por 9%. Não sabem ou não responderam compõem 4%.
Cai a taxa de aprovação do governo
A mesma pesquisa do Datafolha mostra que a taxa de aprovação do governo da presidente Dilma Rousseff caiu. Ao todo, 35% opinaram que a administração é boa ou ótima, ante 38% na pesquisa anterior. Já a avaliação negativa (ruim ou péssima) aumentou – foi de 23% paa 26%. A avaliação regular oscilou menos, de 38% foi para 39%.
Foram ouvidos pelo Datafolha 2.874 eleitores (em 178 municípios), entre a quinta-feira (28) e esta sexta-feira (29).
Fonte: IG

Sarah Virgínia - Discurso em Homenagem ao Dia Círculo de Oração em Cubatão - 28.08.2014


Sarah Virgínia Silva y Silva

SARAH  VIRGÍNIA - DISCURSO PROFERIDO NO ATO SOLENE EM HOMENAGEM AO DIA DO CÍRCULO DE ORAÇÃO NA CÂMARA MUNICIPAL DE CUBATÃO

Círculo de Oração recebe homenagem em Ato Solene na Câmara de Cubatão


Excelentíssimo Sr. Vereador Wagner Moura
DD. Presidente da Câmara de Vereadores de Cubatão

Excelentíssimo Vereador Aguinaldo Araújo
DD Autor do Projeto de Lei que criou este ATO SOLENE  DEDICADO AO DIA DO CÍRCULO DE ORAÇÃO EM CUBATÃO, na pessoa de quem cumprimento todos os demais vereadores desta casa, bem como todas as autoridades presentes.


SENHORAS E SENHORES,

A PAZ DO SENHOR,

Foi com imensa honra e privilégio que recebi o convite para ser oradora deste ato solene tão significante para a nossa sociedade cubatense, e em especial para a Comunidade Evangélica de Confissão Pentecostal.

Na historia das Assembleias de Deus no Brasil, o Círculo de Oração é um marco que já completou 72 anos. O trabalho fundado em Recife no dia 06/03/1942 – Pernambuco, pela irmã Albertina Bezerra Barreto, falecida no dia 14/08/2008, aos 94 anos - hoje abrange todo o Brasil em várias denominações pentecostais e se expandiu também a outros países como Argentina, Estados Unidos e Japão.

Com surgiu o Círculo de Oração

A enfermidade da menina Zuleide, filha de Albertina foi à maneira pela qual Deus se utilizou para chamá – la a uma obra tão grande.
A menina não andava nem falava e os especialistas pelos quais foi consultada deram lhe apenas oito anos de vida.

Com fé em Jesus Cristo, o medico dos médicos, Albertina convocou algumas senhoras de sua igreja no bairro recifense de casa amarela, para ajuda-la em oração. Sete irmãs se prontificaram, foram Elas: Cecita Colaço, Malphara Bezerra, Maria do Carmo, Antônia Viegas, Ana de Souza, Otávia Pessoa e Maria José. Marcaram a primeira reunião para o dia 06 de março de 1942.

Estava assim iniciada uma nova e marcante atividade na igreja do Senhor: o CÍRCULO DE ORAÇÃO e, cumprindo-se a promessa de Deus na vida da irmã Albertina, sua filha Zuleide cresceu, andou e viveu até aos 49 anos de idade.

Como foi a escolha do nome

O nome, de acordo com relatos colhidos da fundadora, foi colocado por causa de um folheto que havia lido, cujo texto explicava que a oração era como um circulo nos céus. “Quando estávamos orando, lembrei-me da mensagem e disse: - "vamos circular os céus com as nossas orações


Como surgiu o Círculo de Oração em Cubatão, na Baixada Santista no Litoral Sul e Norte de São Paulo

No ano de 1961, quando chegou de Pernanbuco a irmã Maria Natividade de Oliveira, carinhosamente conhecida como irmã Natí, estranhou muito não existir em Cubatão, o Círculo de Oração, já naquela época, uma tradição em seu Estado de origem.

A irmã Natí havia feito um voto a Deus que, por bênçãos já recebidas da parte do Senhor, jamais se afastaria do Círculo de Oração, sendo que, pela não existência deste trabalho na igreja em Cubatão, certo constrangimento se fazia sentir em coração.

Nessa altura, a irmã Natí que morava nos fundos do templo, situado à Rua 15 de Agosto, no antigo Largo do Sapo, começou a fazer orações dentro de casa, todas as terças-feiras, no mesmo dia e horário em que se reunia o círculo de oração em São Lourenço da Mata - Pe.

Outras irmãs que também vieram de Pernanbuco, começaram a acompanhar essas orações a saber: irmã Germana, irmã Angelita Napoleão de Amorim, irmã Maria de Lourdes Norberto e irmã Maria Natanael.

O Pastor da Igreja na época, o irmão Henrique Lelis, ao saber dessas orações nos fundos da igreja, procurou a irmã Natí, para saber qual era o objetivo daquela atividade, ocasião em que foi esclarecido que, o objetivo, era Deus abençoar os esposos das irmãs, os filhos, a família em geral, a igreja,  os pastores, enfim, por todo e qualquer tipo de problema, sendo esclarecido também que no estado de Pernanbuco, este trabalho já era tradicional.

O Pastor Henrique Lelis, foi a Santos falar com o Pastor João Alves Corrêa, então  Presidente do Ministério, o qual veio imediatamente a Cubatão conversar com a irmã Natí em sua residência.

Após todos os esclarecimentos necessários, foi autorizado pelo Pastor Presidente, o início oficial do Círculo de Oração na cidade de Cubatão.

Foram escaladas como dirigentes, a irmã Germana como primeira, e a irmã Maria Anunciada como segunda.

Como na época estava em atividade as duas igrejas, sendo uma na rua 15 de Agosto e a outra no local onde é hoje a Rua Assembleia de Deus n° 251, logo também começou o Círculo de Oração na Rua Assembleia de Deus, tendo como sua primeira dirigente a irmã Ramona Trigo França, que foi sucedida pela irmã Terezinha Saloes Conceição e na sequência pela irmã Maria Lizete dos Santos Silva, esposa do Pastor Josias de Almeida, a qual continua sendo Coordenadora Geral do Departamento Feminino, e é assistida por diversas companheiras, tanto na Igreja sede bem como nas congregações.


Registra-se que, partindo de Cubatão, a instituição Círculo de Oração, foi expandindo-se, por toda baixada santista, litoral norte e sul.

Desde o seu inicio o Círculo de Oração, é semelhante a um exercito em marcha, preparado para a guerra. A igreja sabe que pode avançar contra o inimigo, pois conta com uma retaguarda composta de um batalhão de mulheres que, em oração, se prepara para auxilia – lá na peleja contra o mal.

Somadas à Igreja Evangélica Assembleia de Deus no Brasil, hoje com 103 anos, muitas outras denominações pentecostais são marcadas com muitos milagres, curas, batismos no Espírito Santo, e vidas restauradas pelo clamor e oração de mulheres de fé que frequentam o Círculo de Oração, dobrando os joelhos em favor dos aflitos, das lideranças, dos missionários, dos lares, e de todos os que confiam que Deus ouve e atende.

A Bíblia Sagrada nos orienta:

1.  Orai sem cessar. 1 Tessalonicenses 5:17

2.  Irmãos, orai por nós. 1 Tessalonicenses 5:25

3.  Orando em todo o tempo com toda a oração e súplica no Espírito, e vigiando nisto com toda a perseverança e súplica por todos os santos, Efésios 6:18

4.  Jesus, nosso Mestre orou - E aconteceu que naqueles dias subiu ao monte a orar, e passou a noite em oração a Deus. Lucas 6:12


Em sendo assim, hoje é dia festa, é dia de agradecimento e Ações de Graças, pois o Círculo de Oração está sendo homenageado pela sociedade cubatense.

Registro aqui o agradecimento de toda a comunidade evangélica pentecostal de Cubatão, ao nobre vereador, nosso irmão e Cristo Aguinaldo Araújo, por essa brilhante propositura,

Ao excelentíssimo senhor vereador Wagner Moura, mui digno presidente da Câmara Municipal de Cubatão, pela pautação da causa.

Aos todos os demais edis que formam a atual legislatura desta egrégia casa de leis, pela aprovação unânime do projeto de lei.

À Excelentíssima Senhora Professora Márcia Rosa de Mendonça Silva, nossa digna Prefeita de Cubatão, pela sensibilidade em sancionar a lei que oficializa o Dia do Círculo de Oração em nossa cidade.

A todos vocês, a gratidão sincera desse exército de mulheres de oração.

Saibam que assumimos aqui um sério compromisso, de cumprirmos a nossa bíblica missão de orarmos por todas as autoridades constituídas, mas em especial, com muito carinho por aquelas que, assim como vocês, reconhecem o valor da oração.

Salve o Dia do Círculo de Oração em Cubatão!

A Deus toda a glória!

Sarah Virgínia Silva y Silva

A verdadeira sabedoria se manifesta na prática - EBD / CPAD - Subsídio Teológico

Lições Bíblicas

Por Eliseu Antonio Gomes

A Carta de Tiago enfatiza o lado prático do Evangelho de Cristo. No capítulo 1 e versículo 27, o apóstolo destaca as evidências da "religião pura e imaculada" para nos faz entender que praticar a Palavra é torná-la viva ante o mundo. É importante viver na prática a Palavra de Deus, para não cairmos no descrédito daqueles que nos rodeiam.

O cristão portador da sabedoria do alto é um crente abnegado, ao invés de simplesmente pronunciar a Palavra, vive-a como um exemplo de que ela é praticável e benéfica. Seu comportamento faz com que as pessoas em sua volta reflitam sobre como recebem as Escrituras, se como simples relato histórico ou como a sagrada regra de fé e conduta.

Mahatma Ghandi, diante de um líder cristão, disse: "Eu admiro o vosso Cristo, e não o vosso cristianismo". Infelizmente, vivemos num tempo em que, para muitos, há um grande abismo entre o ato de dizer e o fazer, o ato de pregar e o praticar, o ensinar e o oferecer exemplo.

O crente tem que ser uma testemunha viva do amor e poder do Senhor. De que adianta, ao homem, ouvir mandamentos, preceitos e ordenanças sem conhecer na prática os seus efeitos positivos?

É necessário ouvir

Quem é de Deus ouve as palavras de Deus (João 8.47). O verbo ouvir neste texto tem mais do que o sentido de escutar, é prestar atenção com a intenção de aprender e tornar-se apto a pôr o ensinamento em prática.

Na Palavra encontramos a exposição de um padrão ético superior ao que se vê em homens e mulheres comuns. A ética bíblica não visa apenas ao que a pessoa faz, mas ao que ela é, vai ao encontro de todas as áreas essenciais da vida e de encontro ao código exterior da sociedade edonista e ególatra.

Quando o leitor se submete à vontade divina, a Palavra cria fé em seu coração (Romanos 10.17). À medida que uma pessoa lê a Bíblia, esta, por sua vez, interage com o leitor, falando dinamicamente às suas necessidades. Ela é a voz de Deus, é penetrante, toca no âmago do ser humano e oferece todas as respostas necessárias às perguntas mais importantes (Hebreus 4.12, 13).

A leitura bíblica gera conhecimento e o conhecimento do Senhor produz libertação (Oseias 6.3; João 8.32). A Palavra transforma o leitor em todos os setores que precisa ser transformado e o conduz ao encontro com Deus. O leitor cuja alma está cansada e oprimida, recebe o alívio proporcionado por Cristo, que troca o fardo pesado que encontra-se em seu coração pelo fardo leve e agradável que Ele tem para quem deseja ser praticante da vontade divina. Com a ajuda do Espírito o crente experimenta viver praticando a Palavra prazerosamente (Mateus 11.28-30; João 14.26).

As ideias expostas na Bíblia, morais e religiosas, encaminham o leitor em direção a Deus, que o ama, apresentando o Todo Poderoso como fonte originária da relevância e do propósito para si mesmo e para o seu mundo, orienta-o com vista ao seu bem-estar pleno.

O perfil do crente praticante da Palavra de Deus

Segundo Tiago, o nosso relacionamento com outros deve ser propenso a dar atenção ao próximo. O praticante da Palavra é sempre dado a ouvir, pois quando fala corre o risco de pecar.

Há muita sabedoria em ser uma pessoa tardia para falar, a Bíblia revela que o homem de entendimento cala-se, até o tolo, quando calado, será reputado por sábio (Provérbios 11.12; 17.28). No círculo social das rodas de conversas, a Bíblia valoriza mais quem se propõe a escutar do que quem se dispõe a expressar-se. Recomenda o filho prestar atenção nas instruções do pai, ouvir as palavras dos sábios e afirma que é melhor "ouvir a repreensão do sábio do que a canção do tolo" (Provérbios 1.8; 22.17; Eclesiastes 7.5).

Em nosso relacionamento com o próximo é preciso estar disposto a ouvir mais e não ter pressa para falar. Ao relacionarmos com Deus, é necessário estar sempre pronto a ouvir a Palavra com mansidão e possuir muita disposição para rejeitar o pecado.

O perfil do crente, que por esquecimento ou desatenção, não pratica a Palavra



Os exemplos de Moisés e Jesus em momentos de ira devem ser observados e imitados. A indignação que manifestaram teve como alvo a iniquidade e afronta contra Deus. Moisés revoltou-se contra a idolatria ao bezerro de ouro e quebrou as tábuas da lei. Jesus, irou-se contra a ação de cambistas no templo, virou mesas com chicote nas mãos. Ambos não pecaram contra o próximo ao agirem com objetivo de reestabelecer a vontade do Senhor. É válido frisar: eles não pecaram.

A Palavra de Deus conclama o ser humano a uma moralidade que supera a nossa medida de justiça. "A ira do homem não opera a justiça de Deus"(Tiago 1.20). O crente não praticante da Palavra ao sentir-se prejudicado, lança mão de recursos injustos, luta contra o próximo objetivando fazer justiça em favor de si mesmo e em proteção de seus interesses egoístas. Toda pessoa não praticante da Palavra ainda não despojou-se do "velho homem", portanto dá vazão à indignação através do pecado. É capaz de fazer uso de gritarias, seus lábios transbordam amargura, pensamentos maus, calúnias, mentiras, blasfêmias, e toda espécie de malícia contra seu semelhante por quem Cristo morreu, ignorando (ou ignorante) que seus inimigos reais têm origem espiritual, não possuem sangue e carne, são principados, potestades, os príncipes das trevas deste século, as hostes espirituais da maldade, alojadas nos lugares celestiais (Efésios 4.22, 25; 31; 6.12).

Tiago compara tais pessoas a um homem que se olha no espelho e ao afastar-se esquece dos detalhes de sua fisionomia. São exatamente assim as pessoas que um dia entregaram-se ao senhorio de Cristo, mas em determinadas circunstâncias costumam deixar que a raiva apodere-se de suas vidas. O sentimento de cólera toma o coração delas com autoridade de senhor, elas parecem esquecidas do mandamento que orienta a amar o próximo como a si mesmo. Talvez abatidas pelo surto de amnésia, ou propositalmente, desprezam a ordem de Jesus para amar quem nos odeia, falar e fazer o bem aos que nos maldizem e fazem mal, orar em favor de nossos perseguidores.

Conclusão

É primordial praticar a Palavra: no lar, na igreja, em trânsito. É necessário que cada cristão realize um exame de consciência e pergunte-se se seus sentimentos refletem ambição egoísta ou o amor de Deus, pois não há evidências aceitáveis no relacionamento com Deus e com os outros na vida de crentes que são apenas conhecedores e não praticantes. Suas ações produzem consequências maléficas à Obra de Deus.

Não é normal alguém pregar o Evangelho e ao mesmo tempo ter atitudes que destoam de seus ensinamentos. É anormal pronunciar a Palavra sem praticá-la, tal contradição é puro intelectualismo; o ensino sem a vivência é puro farisaísmo.

É preciso, diuturnamente, desejar e ser parte do grupo de crentes que são praticantes da Palavra e não apenas conhecedores e pregadores dela, é necessário aplicar a verdadeira religião cristã em nossas vidas, observando seus preceitos e estatutos. Do contrário, nossa religião será vã, vazia, sem resultados apropriados e a Palavra nos condenará ao porvir sem paz, sem alegria, sem motivos para sorrir.

Fonte: E.A.G. - Belverede

Consulta: 
Ensinador Cristão, ano 15, nº 59, página 40, 41, julho-setembro de 2014, Rio de Janeiro (CPAD). 
Lições Bíblicas - Mestre, Elinaldo Renovato de Lima; 1º trimestre de 1999, páginas 40, 24-30, Rio de Janeiro (CPAD). 
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...