sexta-feira, 19 de setembro de 2014

Os Pecados de Omissão e de Opressão - EBD - CPAD - 3º TRIMESTRE 2014 LIÇÃO 12 - Subsidio Teológico



LIÇÕES BÍBLICAS - CPAD - 3º TRIMESTRE DE 2014 LIÇÃO 12 - Os Pecados de Omissão e de Opressão - Subsídio Teológico


Prof. Natalino das Neves

ACESSE O VÍDEO COM OS COMENTÁRIOS REFERENTE A ESTE ARQUIVO EM UM DOS SEGUINTES ENDEREÇOS:

  • TEXTO ÁUREO - "Aquele, pois, que sabe fazer o bem e o não faz comete pecado" (Tg 4.17).
  • VERDADE PRÁTICA - Os pecados de omissão e opressão são tão repulsivos diante de Deus quanto às demais transgressões. Lições Bíblicas - CPAD
  • LEITURA BÍBLICA - 17 - Aquele, pois, que sabe fazer o bem e o não faz comete pecado. 1 - Eia, pois, agora vós, ricos, chorai e pranteai por vossas misérias, que sobre vós hão de vir. 2 - As vossas riquezas estão apodrecidas, e as vossas vestes estão comidas da traça. 3 - O vosso ouro e a vossa prata se enferrujaram; e a sua ferrugem dará testemunho contra vós e comerá como fogo a vossa carne. Entesourastes para os últimos dias. 4 - Eis que o salário dos trabalhadores que ceifaram as vossas terras e que por vós foi diminuído clama; e os clamores dos que ceifaram entraram nos ouvidos do Senhor dos Exércitos. 5 - Deliciosamente, vivestes sobre a terra, e vos deleitastes, e cevastes o vosso coração, como num dia de matança. 6 - Condenastes e matastes o justo; ele não vos resistiu. – Tg 4.17; 5.1-6
  • INTRODUÇÃO • Pelo visto, os destinatários de Tiago, sabiam fazer o bem e não faziam (pecado de omissão). • Mesmo dentro da comunidade cristã está havendo exploração dos ricos sobre os mais pobres (pecado de opressão). • Tiago recomenda um tratamento mais igualitário e justo entre os membros da comunidade cristã.
  • I - O PECADO DE OMISSÃO (Tg 4.17) • Quem nunca deixou de fazer um bem que poderia fazer? • Algumas vezes, as pessoas se justificam pelas dificuldades e aflições sofridas. • O contexto da Carta de Tiago é de perseguição e sofrimento, mas o apóstolo não “refresca” com a comunidade e pede mais ação. “[...] e o não faz comete pecado” (Tg 4.17).
  • II. O PECADO DE OMISSÃO (Tg 4.17) • O pecado de omissão tem sido ignorado pelo povo de Deus. Mas, Deus está atento (Mt 25.35- 46). • Pecado não é somente quando desobedecemos um mandamento de Deus, mas também quando omitimos de fazer o bem (Lc 10.25-37; Jo 15.22,24).
  • APLICAÇÃO PRÁTICA Será que você tem feito o bem que poderia fazer? Será que você não tem ignorado o pecado de omissão? Pense sobre isso.
  • II. - O PECADO DE ADQUIRIR BENS À CUSTA DA EXPLORAÇÃO ALHEIA (Tg 5.1-3)) • 1. O julgamento divino sobre os comerciantes ricos (v.1). • A carta de Tiago destaca-se no NT, quando o assunto é recomendar uma ação mais justa dos ricos (Tg 1.9-11; 2.2-6; 5.1-6). • Todos os ricos (cristãos nominais ou não) que conduzem os seus negócios de maneira desonesta e opressora contra os menos favorecidos serão julgados e condenados por Deus.
  • II. - O PECADO DE ADQUIRIR BENS À CUSTA DA EXPLORAÇÃO ALHEIA (Tg 5.1-3)) • A tendência dos ricos é depositarem sua confiança nos bens que possuem (Pv 10.15; 18.11; 28.11; Jr 9.23; 1 Tm 6.9,17). • Ver também a parábola do rico insensato (Lc 12.16-20). • Não há paz para quem adquirir suas riquezas sobre a desgraça/sofrimento dos outros.
  • II. - O PECADO DE ADQUIRIR BENS À CUSTA DA EXPLORAÇÃO ALHEIA (Tg 5.1-3)) • Jesus também reforça essa advertência no Sermão da Montanha: “não [devemos ajuntar] tesouros na terra, onde a traça e a ferrugem tudo consomem, e onde os ladrões minam e roubam” (Mt 6.19). • O reino de Deus é para todos, ricos ou pobres, desde que tenham uma vida justa.
  • APLICAÇÃO PRÁTICA Como você tem adquirido os seus bens? Você tem sido justo quando comercializa com alguém? Para você ter vantagem, alguém teve que ter desvantagem!
  • III. A EXPLORAÇÃO DOS TRABALHADORES
  • III. A EXPLORAÇÃO DOS TRABALHADORES (Tg 5.4-6) • A comunidade cristã e formada por pessoas de todas classes sociais. Como as comunidades primitivas a maioria continua sendo de pobres. • Relação de Tiago 5.4 com Dt 24.14-15. • Os patrões e executivos cristãos devem fazer a diferença no tratamento com os trabalhadores a seu serviço. • Tiago advertem que Deus acompanha a relação patrão-empregado.
  • III. A EXPLORAÇÃO DOS TRABALHADORES (Tg 5.4-6) • A regalia dos ricos que não temem a Deus cessará (v.5). • Os ricos que desconsideram os pobres serão julgados por Deus (Ex 23.6; Dt 24.17; Lc 16.19- 31). • Paulo recomenda aos ricos a tratarem os pobres com benevolência para acumularem tesouros no céu e não na terra (1 Tm 6.17-18). • Deus está atento e se coloca no lugar do pobre e justo porque este não resiste à opressão do rico.
  • APLICAÇÃO PRÁTICA Você cristão, que tem pessoas que lhe prestam serviços, como os tem tratado? Saiba que Deus está atento à situação do pobre!
  • CONSIDERAÇÕES FINAIS
  • Pecado não é somente quando desobedecemos um mandamento de Deus, mas também quando omitimos de fazer o bem
  • O cristão não pode explorar o próximo na comercialização de bens e produtos.
Os patrões cristãos não devem explorar seus empregados, sob o risco de serem condenados.

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS ARRINGTONFrench L.; STRONSTAD, Roger. Comentário Bíblico Pentecostal do Novo Testamento. Rio de Janeiro: CPAD, 2004. ASLAN, Reza. Zelota: a Vida e a Época de Jesus de Nazaré. Rio de Janeiro: Zahar, 2013. BROWN, Raumond E.; FITZMYER, Roland E. Murphy. Novo Comentário Bíblico São Jerônimo: Antigo Testamento. São Paulo: Ed. Academia Cristã Ltda; Paulus, 2007. ERICKSON, Millard J. Introdução à Teologia Sistemática. São Paulo: Vida Nova, 2008. HENRY, Matthew. Comentário Bíblico Novo Testamento: Atos a Apocalipse. Edição Completa. Rio de Janeiro: CPAD, 2012.

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS JOSEFOFlávio. História dos Hebreus. Rio de Janeiro: CPAD, 2000 RICHARDS, Lawrence O. Comentário Devocional da Bíblia. Rio de Janeiro: CPAD, 2012. RICHARDS, Lawrence O. Comentário Histórico-Cultural do Novo Testamento. 1.ed. Rio de Janeiro: CPAD, 2007. STORNIOLO, Ivo. Como ler a Carta de Tiago: a fé e a prática do Evangelho. 5ª reimpressão. São Paulo: Paulus, 2013. STRONSTAD, Roger; ARRINGTON, French L. Comentário Bíblico Pentecostal Novo Testamento. 2.ed. Rio de Janeiro: CPAD, 2004. VINE, W. E.; UNGER, Merril F.; WHITE JR, William. Dicionário Vine. Rio de Janeiro: CPAD, 2002.

Igreja Evangélica Assembleia de Deus de São José dos Pinhais
www.adsaojosedospinhais.com.br
www.redemaoamiga.com.br
Pr. Presidente: Ival Teodoro da Silva
Pr. Vice Presidente: Elson Pereira
Comentários: Ev. Natalino das Neves - www.natalinodasneves.blogspot.com.br
Email: natalino6612@gmail.com
(41) 8409 8094 / 3076 3589

Os Pecados de Omissão e de Opressão EBD / CPAD - L - 12 - Subsídio Teológico em Vídeo



Os Pecados de Omissão e de Opressão - Subsídio Teológico em Vídeo


Para uma boa audição,
desligue o som do Stúdio Rhema
no canto superior esquerdo do blog.

quinta-feira, 18 de setembro de 2014

PSC sinaliza apoio a Marina para eleger presidente evangélico


PSC reconhece que evangélicos já apoiam Marina Silva

Desde o inicio da campanha eleitoral, analistas indicavam que os evangélicos, que são cerca de 25% do eleitorado, poderiam fazer a diferença. Quando o PSC lançou Pastor Everaldo na corrida pelo Planalto, acreditava-se que ele poderia “surpreender”. Contudo, ele tinha de 2 a 3 por cento das intenções de voto.
Quando Marina assumiu a condição de candidata, tudo mudou. A ex-senadora aparece com chances reais de vencer Dilma no segundo turno e passou a ser atacada constantemente pelo PT. Embora tivessem suas críticas, apoiadores de peso de Everaldo, como Silas Malafaia e Marco Feliciano já anunciaram seu apoio à candidatura de Marina. O mesmo aconteceu com a Convenção Geral das Assembleias de Deus do Brasil (CGADB), que deverá anunciar que ficará ao lado de Marina.
Segundo o portal IG, um dos coordenadores de campanha do PSC já admite que evangélicos irão “aderir em massa” à Marina no segundo turno. “Seria a primeira vez na história que um candidato evangélico chegaria com condições reais de ganhar a eleição”, afirmou Gilberto Nascimento, presidente do PSC de São Paulo. “Nosso eleitor e o dela pertencem ao mesmo segmento. Será um encontro natural”.
Embora Everaldo Pereira não tenha planos de abandonar sua campanha no primeiro turno, o PSC já sinaliza que ficará ao lado da candidata evangélica. Nascimento explica que uma negociação entre PSC e PSB passaria pelos temas defendidos pelos evangélicos e “uma reforma política ampla, que mude radicalmente o sistema eleitoral”.
Mesmo assim, Marco Feliciano fez um apelo para que Everaldo abrisse mão ainda no primeiro turno. “Neste momento, dadas às circunstâncias, se eu estivesse no lugar do Pastor Everaldo, eu pensaria em declinar da campanha e migrar para Marina, para não haver divisão no meio cristão”.
Fonte: Gospelprime

Marco Feliciano está entre os primeiros em São Paulo segundo Ibope

Marco Feliciano

Ibope aponta Marco Feliciano entre os primeiros em São Paulo

Pesquisa inédita realizada pelo Ibope sobre as intenções de votos para a Câmara dos Deputados pelo estado de São Paulo indica que o Pastor Marco Feliciano estará entre os mais votados no maior colégio eleitoral do país.
Confirmando o que havia sido apontado por especialistas, o candidato do Partido Social Cristão já aparece entre os cinco candidatos mais bem colocados na pesquisa. O líder assembleiano foi alçado ao top 5 após sua passagem pela Comissão de Direitos Humanos e Minorias da Câmara dos Deputados.
Recordistas de votos em 2010, o palhaço Tiririca (PR) deve repetir o número expressivo. Além de Feliciano e Tiririca, Celso Russomanno (PRB), Paulo Maluf (PP) e Baleia Rossi (PMDB) também são apontados como puxadores de votos para as eleições de 2014.
Segundo a pesquisa apenas 12% dos paulistas sabem dizer em quem votarão para deputado. Feliciano deve arrematar um grande percentual dos votos evangélicos e um bom número de católicos conservadores, já que foi o parlamentar que mais lutou pela defesa dos valores morais.
O Partido Social Cristão conta hoje com apenas 2 deputados federais, mas se a pesquisa se confirmar o PSC poderá chegar a 5 caso o parlamentar repita o fenômeno de votos de Tiririca (PR-SP).
Em 2010 o parlamentar evangélico foi o 12º mais votado em São Paulo, com 211.839 votos válidos. Feliciano chegou a ser boicotado por líderes evangélicos no estado devido a influência e expressivo número de votos.
Fonte: Gospelprime
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...