segunda-feira, 22 de janeiro de 2018

Bahia passa a contar com mais uma convenção assembleiana


No último sábado (20), foi criada mais uma convenção assembleiana no Estado da Bahia. Trata-se da COMADEB – Convenção dos Ministros das Assembleias de Deus e Igrejas Independentes no Estado da Bahia e Outros. A instituição fundada com 50 ministros está sendo presidida pelo pastor Donald Hiroshi Silva, ex-ministro da Conframadeb (Convenção Fraternal dos Ministros da Assembleia de Deus no Estado da Bahia). 

O pastor Donald Hiroshi Silva afirmou que deixou a Conframadeb, mas mantém o respeito e amizade com o pastor Israel Ferreira: "ele continua sendo nosso amigo, sem nenhuma dificuldade, vamos trabalhar pela Bahia", disse  Hiroshi. 

Na ocasião, foram consagrados onze pastores e consagradas duas pastoras, sendo elas: Danila Barros Queiroz e Rute da Silva Sacramento.

Mesa Diretora

A composição da Mesa Diretora da COMADEB ficou da seguinte forma:
Presidente: Pastor Donald Hiroshi Silva
1º Vice-presidente: Pastor Ademir Sacramento
2º Vice-presidente Pastor  José Filho
1º secretário: Pastor Márcio Ribeiro
2º Secretário: Pastor Joandre Santos
1º Tesoureiro Pastor Manoel Santana
2º Tesoureiro: Pra. Marcela Silva
Conselho Fiscal
Pr. Cosme Silva
Pr. Jorge Barbosa
Pr. Jadison Gonçalves
Secretario Executivo de Missões. Pastor Manoel Nunes
Secretaria de Ministério de Mulheres Pra. Rute Sacramento
Secretário de Ação Social: Pastor Givaldo Lima.
CADB
O Pr.  Donald Hiroshi Silva afirmou que a nova convenção baiana está em processo de filiação à Convenção da Assembleia de Deus no Brasil. Segundo ele, "por ser paraense, por acreditar nas propostas da CADB feita pelo presidente pastor Samuel Câmara é pôr ter o apoio direto dele e do pastor Jônatas Câmara, me senti a vontade para tomar a decisão de pedir desligamento da CGADB".
BOLÍVIA
Mesmo em meio a um clima tenso que a Bolívia tem enfrentado nos últimos dias, o presidente da Convenção COMADEB anunciou que enviará um missionário aquele país.
Neste domingo (21) o presidente boliviano declarou que estava revogando o Novo Código Penal e culpou a direita pelos protestos contra o texto. “Decidimos revogar o Código de Sistema Penal para evitar confusões e a direita deixe de conspirar e não tenha argumentos para desestabilizar o país”, declarou Evo Morales.
Prestes a completar 12 anos no poder, o presidente boliviano prometeu discutir com a sociedade civil um novo texto para o Código Penal e enviará para Assembleia Legislativa um decreto revogando completamente o código que passaria a valer dentro de um ano e meio.
No artigo 88 da referida lei está escrito que convocar pessoas para participar de organizações religiosas ou cultos seria crime com pena de sete a 12 anos de prisão. Igrejas evangélicas e católica se posicionaram contra e fizeram campanhas de jejum e oração para que o texto fosse revogada.
Pr Donald Hiroshi
Fonte: JM NOTÍCIA
Quem é o Pr Donald Hiroshi?
Ministro do Evangelho, Teólogo, filósofo, Advogado com especialização em Ciências Jurídicas e Direito Penal, casado com Marcela Colares Torres Silva, pai de David Enzzo. Mora em Lauro de Freitas BA.

Cantores que trocaram a fama pelo Evangelho de Cristo

Alguns continuam como cantores, outros são pastores e ministram a Palavra de Deus em vários países.

O ano de 2017 foi marcado por alguns cantores que resolveram deixar o gospel e voltar para o mercado secular. Porém a lista de ex-cantores seculares que trocaram a fama pelo Evangelho tem grandes nomes que merecem ser citados.
Alguns deles estão há tantos anos no cenário evangélico que muitos não conhecem a história de conversão desses cantores. Separamos alguns nomes para você acompanhar:

Rodolfo Abrantes

Quem ouve as ministrações maravilhosas e as canções compostas pelo cantor Rodolfo Abrantes não imagina que até o ano de 2001 ele liderou uma das principais bandas de rock do país, Raimundos, atraindo fãs e alcançando o ápice do sucesso da época.
Regis Danese
Foi exatamente naquele ano que Rodolfo conheceu a fé evangélica e seu estilo de vida passou a se tornar incompatível com aquilo que ele passou a acreditar e vivenciar. Hoje ele é pastor e continua na música em carreira solo. Seu álbum mais recente é “Fornalha Dunamis”, lançado em 2016.
Um dos cantores gospel mais conhecidos do país, Regis Danese surpreende a muitos quando comenta que já fez parte da banda de pagode “Só Pra Contrariar” sendo o compositor e vocal de apoio do grupo. Antes disso, porém, ele tentou fazer sucesso como dupla sertaneja, chamada de João Geraldo & Maziero, e posteriormente como Régis e Raí. Sua carreira solo aconteceu após a sua conversão, dada diante de uma crise no casamento. Com a família restaurada, o cantor passou a investir no cenário e em 2005 lançou seu primeiro CD gospel “O Meu Deus é Forte”. Mas foi apenas em 2009 que ele se tornou nacionalmente conhecido pelo hit “Faz um milagre em mim”.

Waguinho

Apenas quem viveu nos anos 1990, no auge da fama dos grupos de pagodes, reconhece o cantor gospel Waguinho como o vocalista de “Os Morenos”, um dos principais grupos da época. Presença obrigatória nos principais programas de TV, Waguinho teve uma mudança radical quando se converteu na Assembleia de Deus dos Últimos Dias (ADUD). Hoje, membro da Assembleia de Deus Vitória em Cristo, Waguinho permanece cantando, mas agora usa seu talento em louvor e adoração à Deus.

Chris Duran

O cantor e compositor francês Chris Duran iniciou sua carreira na década de 1990 e fez sucesso internacional como cantor de músicas românticas. Mas a fama e o sucesso não preencheram o vazio de sua alma e um acidente de carro durante uma viagem ao Chile, isso em 2003, o fez conhecer a Cristo.
Esse encontro transformou sua vida de uma forma tão surpreendente que ele abandonou a carreira em seu auge e mergulhou na fé. Em 2004 ele lançou seu primeiro CD como cantor gospel e hoje tem ministrado em igrejas de todo o mundo.

Fat Family

O grupo Fat Family, formado pelos irmãos Célio Cipriano Filho (Celinho), Simone Cipriano, Suzetti Cipriano, Kátia Cipriano e Deise Cipriano, também fez sucesso na década de 90, tendo várias canções entre as músicas mais tocadas nas rádios.
Mas em 2003 a conversão de alguns componentes fez o rumo do grupo mudar. Deise foi a primeira a aceitar Jesus como único e suficiente salvador. Através dela, toda sua família foi impactada e o grupo deixou de lançar CDs. Apesar de se apresentarem em várias igrejas, Fat Family não tem um disco gospel gravado.

Irmão Lázaro

Hoje deputado federal pela Bahia, Irmão Lázaro é cantor e compositor que fez parte do grupo Olodum. Mas os problemas com drogas e dores o fez encontrar o Evangelho e sua vida foi transformada. Desde 2000 ele tem lançado CDs como cantor solo, sendo autor de sucessos como “Eu Te Amo Tanto”, “Meu Mestre”, “Quem era eu” e outras.

Sarah Sheeva

Idealizadora do "Culto das Princesas", a pastora Sarah Sheeva tem uma carreira musical em seu sangue. Filha dos músicos Baby do Brasil e Pepeu Gomes, ela fez sucesso no final da década de 90 e começo dos anos 2000 ao formar o grupo SNZ ao lado de suas irmãs Nãna Shara e Zabelê.
Sarah se converteu logo que a banda surgiu, isso em 1997, mas com o passar dos anos não conseguiu manter a carreira por achar incompatível com sua fé e em 2003 deixou o grupo definitivamente.
Em 2005 ela chegou a gravar seu primeiro e único disco gospel, “Tudo Mudou”, mas seu chamado pastoral falou mais alto e hoje ela tem se dedicado a ministrações de cura emocional, falando também para mulheres solteiras através do Culto das Princesas.

Nãna Shara

Irmã de Sarah Sheeva, a cantora Nãna Shara se converteu em 2002 e com o fim do SNZ ela não investiu mais na carreira musical. Casada com o pastor Brinco, Nãna também e pastora e juntos lideram o ministério Firmados na Rocha que desde 2009 tem ministrado casais no Brasil e também no exterior.
Em 2016 ela aceitou o chamado de Deus de voltar a cantar e lançou o CD “Novo Céu” pela Universal Music Chistian Group.
Fonte: JMNotícia via Seara News

Governo comunista aperta o cerco contra a Igreja na China


Segundo analistas e cristãos locais, demolição de igreja foi alerta para mais restrições às atividades das igrejas


Semana passada a imprensa sobre a demolição da mega igreja na China, Golden Lampstand, ocorrida no dia 9 de janeiro. Como informado, essa não foi a primeira vez que a igreja teve enfrentamentos com o governo.
Quando recém-construída, em 2009, o governo local pediu a posse da igreja, que havia sido construída em um terreno doado por um cristão. Como a igreja se recusou, e entrou com uma petição contra o governo, houve um sério conflito entre 400 oficiais do governo e os membros, que foram agredidos.
O incidente resultou na prisão de vários líderes da igreja e da pastora, Yang Rongli, que foram condenados a longos anos de prisão por “ocupação ilegal de propriedade” e “atrapalhar a ordem do trânsito quando se reuniam”. Yang Rongli foi a última a ser libertada, em 2016.
Alguns analistas dizem que o fato de a demolição da igreja ter sido publicada no dia seguinte pelo Global Times (mídia on-line do governo) evidencia que o incidente foi apoiado por níveis mais altos do governo, não apenas pela administração local. Como uma revisão da lei de religião deve ser implementada a partir de 1 de fevereiro, acredita-se que o episódio tenha sido um alerta a outras igrejas. Por isso o alvo foi uma igreja grande, muito conhecida, que já havia apresentado uma petição, com conexões com a mídia estrangeira e organizações de direitos humanos – todas características que vão além dos limites impostos pelo governo. Hoje, em que é comemorado o Dia Mundial da Religião, é importante lembrarmos como um país de relevância mundial como a China ainda persegue os cristãos, que fortemente resistem a toda pressão.
A nova regulação religiosa implicará em restrições sobre locais de culto, atividades religiosas, educação religiosa, doações, assim como envolvimento de grupos estrangeiros em atividades religiosas locais. Líderes de igrejas locais estão se preparando para as mudanças na lei e, no caso de suas igrejas serem suprimidas, pretendem dividir a congregação em grupos menores e até mesmo se reunir nas casas dos membros. Outras igrejas sem registro foram avisadas por autoridades locais a não reunirem mais de cem pessoas. Mas igrejas com esse número de membros são comuns na China e alguns líderes estão dispostos a negociar com as autoridades ao invés de simplesmente ceder às restrições impostas.
Pedidos de oração:
- Peça para que Deus guie e proteja os líderes e os cristãos da igreja Golden Lampstand. Que eles tenham sabedoria para lidar com as autoridades.
- Clame pelos líderes de outras igrejas, que não sejam intimidados, mas continuem com suas atividades, levando os cristãos a seguir a Cristo independentemente das circunstâncias.
- Ore para que os cristãos perseguidos da China estejam preparados para ser fiéis a Deus a qualquer custo, mantendo firme a fé.
Fonte: CPAD News

0% dos jovens que vivem na Islândia acreditam que Deus criou o mundo, diz pesquisa


Segundo o levantamento, nenhum dos jovens islandeses com menos de 25 anos acredita no relato bíblico sobre a criação

A Islândia está se tornando um país mais secular, de acordo com uma pesquisa realizada pelo instituto Maskina para a Associação Humanista Ética Islandesa. Nenhum dos jovens entrevistados acreditam no relato bíblico da criação.
Segundo o levantamento, 93,9% dos jovens com de menos de 25 anos acreditam que o universo foi criado pelo Big Bang. Pouco mais de 6% respondeu 'não sei' ou 'outros'. No entanto, nenhum dos entrevistados acredita que o universo tenha sido criado por Deus.
Embora muitos jovens não acreditem na literalidade do livro de Gênesis, 42% afirmam ser cristãos, enquanto 40,5% se declaram ateus. As pessoas menos religiosas da Islândia vivem na cidade de Reykjavík, capital do país.
Dentre as pessoas com mais de 55 anos, 80,6% se identificam como cristãos e apenas 11,8% se declaram ateus.
Atualmente, o governo islandês declara como oficial a Igreja Evangélica Luterana da Islândia, mas a maioria dos entrevistados (72%) defendem a separação total entre Igreja e Estado.
Gênesis em questão
Nas escolas e universidades do Brasil e outros países, os estudantes são ideologicamente doutrinados dentro do contexto do evolucionismo. "Nós temos contato desde crianças com livros didáticos que nos fornecem uma história que na verdade não é a história real das nossas origens", disse o mestre em ciências Everton Alves, membro da Sociedade Brasileira do Design Inteligente e da Sociedade Criacionista Brasileira.
"Quando vamos estudar a fundo por conta própria ou com a ajudade de literaturas específicas de pessoas intelectualmente honestas, nós temos evidências abundantes que nos mostram que o relato de Gênesis é verídico e histórico", ele avalia. 
A veracidade da Bíblia está sendo comprovada principalmente na arqueologia, conforme observa Everton. "A cada ano, vem sendo descoberta uma nova civilização, um túmulo ou objeto com nome de algum personagem que já estava descrito na Bíblia, sendo que antes eram considerados como mitológicos ou metafóricos", explica.
"A ciência, ano após ano, vem comprovando todo o relato bíblico, principalmente quanto à literalidade do livro de Gênesis, se formos tratar de Adão e Eva, Noé e sua família ou até mesmo do episódio do Dilúvio. Podemos ter dentro da própria Bíblia informações que atestam a veracidade desse primeiro livro", Everton afirma.
Fonte: CPAD News
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...