sexta-feira, 5 de março de 2010

BIBLIA DAKE - Resposta do Pr. Carlos Roberto ao Pr. Altair Germano

Considerações sobre o artigo postado no blog do nobre companheiro
Pr. Altair Germano, sob o título:






Considerando o fato do referido artigo também ter sido gentilmente enviado a mim pelo próprio autor, via e-mail, bem como a afirmativa que encerra a lavra que diz:

Aguardo as respostas, juntamente com milhares de assembleianos espalhados por este Brasil afora.” (Pr. Altair Germano),



RESPONDO

Em primeiro lugar, não assino qualquer post neste singelo blog em nome de qualquer conselho ou instituição a que pertença, por entender que respondem por essa representação seus respectivos presidentes e normalmente o fazem em seus veículos oficiais de comunicação.

Desde o início deste debate, que discorre sobre a publicação da Dake pela CPAD, sempre me posicionei pessoalmente, e mesmo quando indagado sobre o posicionamento da magna convenção regional a que pertenço, a COMADESPE, na condição de vice-presidente executivo, somente me manifestei quando pude postar o link da fonte, após ter sido aprovado em plenário o parecer oficial, bem como devidamente publicado no site da instituição.

O que costumo fazer é, quando necessário, dar informações verídicas de fatos concretos, que possam clarear o julgamento do leitor interessado no assunto.

Portanto, o que citarei a partir de agora é minha opinião, e se a qualquer momento vier a ser argüido, no exercício da função como Membro do Conselho de Doutrina da CGADB, saibam que esse será o meu posicionamento pessoal e, portanto meu voto.

O título do post do nosso nobre amigo e pastor Altair Germano sugere uma pergunta, porém já no início do artigo se transforma em uma afirmação, senão vejamos:

Pelo menos é esta a informação que circula na blogosfera evangélica.” (Pr. Altair Germano)

Primeiro, se alguém afirma isso, o está fazendo sem legitimidade, pois entendo que somente os gestores da CPAD ou os membros do seu Conselho Administrativo poderiam isso afirmar, agora, a informação de que o Conselho de Doutrina em conjunto com a Comissão de Apologética da CGADB vetou a citada publicação em duas resoluções (18.11.2009 e 26.02.2010), isso é verdadeiro e também porque é da sua competência (como membro e secretário do CD, participei, votei e justifiquei meu voto). Isso não se trata de informação duvidosa ou boato que circula na internet - É verdadeiro!

Quanto à pergunta que não quer calar, se essa resolução será cumprida ou não, deverá ser dirigida aos responsáveis pela editora ou aos seus superiores imediatos.

O Conselho de Doutrina cumpriu o seu papel.

É lógico e esperado, que o cumprimento da resolução mostrará normalidade e saúde no funcionamento da organização. O contrário caracterizará uma infeliz crise institucional com conseqüências que o tempo dirá.

VISÃO ACADÊMICA

Com todo o respeito que me é devido aos inegáveis expoentes da teologia citados pelo preclaro companheiro em seu texto, com a reprodução de suas frases recomendando a Bíblia de Estudos Dake, entendo que seria bem melhor e pedagógico, uma explicação do porque desse apoio, e quem sabe uma refutação bíblica do que se contesta.
Quem sabe os contrários fossem convencidos a mudarem de opinião?

Por outro lado, meu nobre companheiro, a justificativa de uma visão acadêmica dos mesmos não seria uma espécie de insinuação de que não existiria essa mesma visão entre os membros dos referidos conselhos?

Não é o meu caso, pois me considero um obreiro leigo (o que não isenta minha responsabilidade de estar à altura de discutir o que é pertinente à minha função, e por isso mesmo agradeço a Deus e me sinto honrado), mas por outro lado, contamos com expoentes com livre trânsito nos arraiais acadêmicos assembleianos e até mesmo em outros da nação evangélica brasileira e do exterior, porém todos primaram pelo caráter confessional da CPAD, portanto, pelo seu compromisso principal para com a nossa denominação.

Por conhecer o amado pastor, entendo que essa não foi a sua intenção, mas temo que sua tão bem elaborada lavra possa transparecer isso para muitos, quem sabe para milhares de assembleianos.

SOBRE SEUS QUESTIONAMENTOS

1 – Acredito que as obras às quais o amado pastor se refere, e em outras oportunidades já citou, pessoalmente nada posso dizer, até porque são obras publicadas em outras gestões, nas quais não participei, o que não descarta meu possível questionamento em reuniões futuras, considerando que as duas últimas praticamente tiveram a Dake como tópico principal da pauta. Pessoalmente, creio que se as incongruências forem pontuais e não estruturais, quem sabe uma nota possa resolver, mas isso tem que ser alvo de sério e responsável estudo. No caso da Dake já ficou provado que não é possível isso.

2 – Quanto ao primeiro vice-presidente da CGADB publicar uma Bíblia de Estudos com teologia divergente da que defendemos, entendo ser uma questão que a magna Mesa Diretora da CGADB deve encaminhar ao Conselho de Ética e Disciplina, uma vez que cabe ao Conselho de Doutrina, deliberar única e exclusivamente sobre obras a serem publicadas pela CPAD, lembrando que a editora dessa outra Bíblia de Estudos é de propriedade particular do irmão citado. Por outro lado, se o Conselho de Ética e Disciplina solicitar, ou mesmo a Mesa Diretora da CGADB determinar, não tenho dúvida que o Conselho de Doutrina cumprirá o seu papel como tem feito até aqui. Isso já aconteceu no caso do G12, Heresias de Boston e outras heresias que surgiram em nosso meio. Apenas para relembrar, mesmo no caso Dake, o Conselho de Doutrina e a Comissão de Apologética só se reuniram após determinação do Presidente da CGADB.

3 – Quanto às obras citadas pelo irmão, comercializadas nas lojas da nossa editora, analise bem, nada há que possa se comparar à Bíblia Dake em termos de divulgação e marketing para penetração no meio do nosso povo, no entanto, entendo que a comercialização de uma obra para efeito de pesquisa, no afã de atender o mercado, não é tão grave como colocar a nossa marca em uma Bíblia de Estudos, o que sugere automaticamente uma espécie de apoio ao que nela está inserido, porém sobre isso, tenho informações que no passado, o Conselho de Doutrina já se posicionou a respeito, vetando tal comercialização. Nesse caso entendo que cabe a quem de direito cumprir o que está determinado.

SOBRE A FORMATAÇÃO DA MATÉRIA

Bem nobre amigo, com todo respeito e amizade que nutro pelo amado, no meu entender, a maneira como sua postagem está formatada (título, foto e frases de nobres expoentes), sugere uma espécie de encurralamento ao Conselho de Doutrina e a quem se opõe à publicação da Dake, o que creio não ser salutar neste momento.

Escrevo essa resposta, tendo ao lado em minha mesa de trabalho, o convite para as comemorações dos 70 anos da nossa CPAD, convite esse que pretendo atender com muito carinho e consideração. Por outro lado, considero o amado irmão, as autoridades da foto, Pr. José Wellington Bezerra da Costa – digno presidente da CGADB, seu filho Pr. José Wellington da Costa Júnior, digno presidente do Conselho Administrativo da CPAD, o irmão Ronaldo Rodrigues de Souza, digno e competente Diretor Executivo da CPAD, os nobres expoentes da teologia da nossa querida Assembléia de Deus citados pelo irmão, os pastores Antônio Gilberto e Elienai Cabral, pelos quais nutro grande admiração desde a minha adolescência, no entanto, tudo isso não foi suficiente para mudar meu posicionamento pessoal a respeito do assunto, o que também em nada mudará meu respeito e consideração por todos eles. Entendo que temos uma discordância apenas pontual sobre um assunto específico.

Por outro lado amado companheiro Pr. Altair Germano, se há milhares de assembleianos esperando estas respostas, registro que igualmente, também há milhares de assembleianos entendendo essa exposição de ícones da nossa denominação desnecessária. Veja que o Conselho de Doutrina e a Comissão de Apologética, em momento algum expuseram qualquer nome, tendo tratado da questão no âmbito da institucionalidade, mesmo sabendo que existem responsabilidades individuais que devem ser apuradas por quem de direito e no momento certo.

Finalmente, acredito sinceramente que os posicionamentos estão definidos, no entanto, entendo que devamos ter todo cuidado com a nossa postura em defendê-los, uma vez que veladas insinuações poderão trazer desconforto e incômodo em boas relações, e isso com certeza não seria proveitoso, particularmente ou mesmo coletivamente, pois entendo que nem Dake gostaria de ver isso, além de acima de tudo, já sabermos antecipadamente que não estaríamos agradando a Deus.

Qaundo Finnis Dake constatou que suas idéias não coincidiam com as da Convenção das Assembléia de Deus americanas, optou por sair dela.

Creio que, todos somos contrários as incongruências contidas na referida Bíblia de Estudos, divergimos no entanto, apenas no quesito publicação ou não pela CPAD, portanto não precisaríamos chegar a tanto.  Que Deus nos livre de tal radicalismo!

Com a melhor intenção em manter um bom e saudável relacionamento cristão com meus pares que defendem a publicação da Bíblia de Dake pela CPAD,

Amigos, amigos, Dake à parte (rsrs),

No amor do Mestre,

Seu conservo,

Pr. Carlos Roberto Silva

30 comentários:

Pr. Flavio Constantino disse...

Querido Pastor Carlos,

A Paz do Senhor,


Sinto-me honrado em fazer parte da COMADESPE tendo o amado irmão como meu vice-presidente executivo pela capacidade de argumentação e a inteligência nos seus escritos, tendo em vista, como disse no comentário que fiz no blog do Pastor Geremias do Couto que fiquei muito preocupado com a postagem do nobre Pastor Altair em seu blog, mas confesso que agora sinto-me mas tranquilo por saber do posicionamento e firmeza em suas palavras com relação a Bíblia Dake.

Que o Altíssimo continue lhe abençoando e dando-lhe graça.

Seu conservo

Pastor Flavio Constantino

Edson disse...

Amado Pr. Carlos Roberto, a Paz de Nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo.

Como crente assembleiano há 11 anos, depois de minha conversão, sempre tive o cuidado de buscar incessantemente a verdade através da Bíblia Sagrada, pois ela é a única fonte da verdade.
No começo de minha carreira ganhei uma Bíblia de Estudo Thompson, ao qual acho uma boa fonte de se aprofundar no conhecimento e nos caminhos do Senhor, porém já estava há um tempo buscando uma outra Bíblia de Estudos. ao qual me informaram, e eu acabei por adquirir na Livraria Evangélica que costumo comprar, a Bíblia de Estudo Dake.
À princípio estava gostando da mesma, até o fato de me deparar com esta polêmica em relação a ela.
Eu já pesquisei na internet quais são as incongruências, ou leviandades, ou heresias, ou como queira, que existe nesta Bíblia de Estudos, porém só vejo um monte de eruditos no assunto, assim como V. Sa., comentarem sobre tal, mas até agora não consegui maiores esclarecimentos, motivo pelo qual estou mantendo contato com o amado Pastor para que, se possível, possa explicitar melhor sobre as aberrações que esta denominada Bíblia de Estudo possui em seu conteúdo.
Se puder enviar a resposta, também, em meu e-mail (edsonmachado1968@msn.com) ficar-Lhe-Ei muito agradecido.
No mais, agradeço a atenção e que as ricas bençãos do Senhor superabundem sobre a Sua vida, o Seu ministério, e todos aqueles aos quais o Senhor Lhe deu.

Fraternalmente em Cristo.

Edson Machado
Americana/SP

Pastor Geremias Couto disse...

Caro pastor e amigo Carlos Roberto:

De igual modo assino embaixo, já que concordo com todos os termos do que o irmão escreveu.

Nada a acrescentar.

Abraços!

Pr. Carlos Roberto disse...

Caro Pr. Flávio Constantino,
A paz do Senhor!

Grato pela sua honrosa participação e palavras de incentivo.
Ore por nós para que possamos continuar firmes na defesa da fé uma vez dada aos santos.
As heresias aparecem, as divergências surgem, mas a Igreja segue caminhando.

Um grande abraço a todos da UNIMADERJ.

Pr. Carlos Roberto

Pr. Carlos Roberto disse...

Caro irmão Edson Machado,

A Paz do Senhor!

Em primeiro lugar que agradecer ao amado irmão pela honrosa visita à este singelo blog.
Agradeço a sua referência a mim como "erudito", pois não me sinto em tal condição, apenas faço a minha parte dentro daquilo que me é concedido.
Quanto a sua observação, quero registrar que a Bíblia de Dake é uma obra com cerca de 35.000 comentários, o que seria difícil de comentar em blogs, no entanto, se o irmão fizer uma varredura aqui na internet, com certeza vai achar muita coisa, aqui mesmo no POINT RHEMA.
Por outro lado, o irmão já ouviu falar e isso realmente foi constatado, como divergências existentes de caráter estrutural.
Como o irmão informou seu e-mail, vou enviar o que disponho através do seu endereço eletrônico.

Um grande abraço!
Pr. Carlos Roberto

Pr. Carlos Roberto disse...

Caro pr. Geremias do Couto,

Grato pela participação e companheirismo, uma vez que compartilhamos da mesma visão a respeito do assunto.

Um grande abraço!

Pr. Carlos Roberto

Anônimo disse...

Graça e Paz Pr. Carlos

Parabéns pela argumentação e esclarecimentos.


Alípio Fernandes

Pr. Carlos Roberto disse...

Caro amigo e irmão,
Pb. Alípio Fernandes

A Paz do Senhor!

Grato pela honrosa visita!

Voce tem se dedicado ao estudo e ensino das sagradas escrituras, portanto vem para esse debate vc. também!rsrs

Um grande abraço!

Pr. Carlos Roberto

Bernardo, Jose Luis disse...

Caro e Raro Pastor Carlos Roberto,

Devemos ter o cuidado especial das fontes de ensinamentos, Obrigado por compartilhar suas orientações e recomendações relacionadas ao ensino da Palavra.

Abraços e fiquem com Deus

A Gloriosa Paz do Senhor Jesus Cristo

Jose Bernardo
www.adpisp.net
Ministério Casa Verde Alta

Marcello de Oliveira disse...

Shalom!

Nobre companheiro, parabéns pela firmeza doutrinária que tens demonstrado. Vivemos dias dificeis, onde há morte na panela. Esta morte tem se instalado em seminários, igrejas, livros e pensamentos filósoficos que tentam sobrepujar a verdade das Escrituras.

Foi o Pr. John MacArthur que disse:

"A heresia vem montado sobre os ombros da tolerância"

Continuemos firmes na verdade. Amando a verdade. Pregando a verdade.

Pois nada podemos contra ela!

Um abraço, Pr Marcello de Oliveira

Pr. Carlos Roberto disse...

Caro amigo e irmão Bernardo,

A paz do Senhor!

Toda atençào é necessária em tempos de muitas heresias, afinal tudo isso já está previsto nas sagradas escrituras.

Grato pela participação!

Seu conservo,
Pr. Carlos Roberto

Pr. Carlos Roberto disse...

Caro amigo e companheiro Pr. Marcello de Oliveira,

A Paz do Senhor!

Grato pela sua honrosa participação e demonstração de zelo pela sã doutrina!

Que o Eterno nos ajude a não desistir em tempos trabalhosos.

Um grande abraço!

Pr. Carlos Roberto

Robson Silva de Sousa disse...

Prezado Pr. Carlos Roberto,

A Paz do Senhor.

Diante de tudo que conversamos, e considerando as questões regimentais e estatutárias, me preocupa o fato de ainda nos depararmos com considerações como a feita pelo nobre Pr. Altair Germano no que concerne à "remota" possibilidade de o Conselho de Doutrina e Comissão de Apologética reverter o quadro ora pintado.

Conforme declarei em conversa pessoal, faço agora de forma pública:

Considero TEMERÁRIA a resposta dada pelo Pr. Altair Germano em seu Blog, cujo lauda transcrevo:

"... Entendo que seria difícil para qualquer Conselho desaprovar o que o Presidente da CGADB e o Presidente do Conselho Administrativo da CPAD apresentaram com tanta euforia, e ainda por cima endossado pelos pastores Antonio Gilberto e Elienai Cabral."

Ora, o que é isto? Voltamos ao velho "CORONELISMO"? À doutrina do "CABRESTO"?

Espero que NÃO!!!

Seria um retrocesso, em todos os sentidos, se diante de tão malfadada decisão, nenhum dos nobres pastores membros daqueles órgãos tivessem a coragem e a dignidade para agir no “exercício regular do direito” a fim de contestar a decisão ou eventual tentativa de fazer prevalecer a vontade daquela diretoria.

Afinal, quem são José Wellington Bezerra da Costa, Wellington Junior, Antonio Gilberto e Elienai Cabral, senão ministros do Senhor? E não os são, também, os digníssimos membros do Conselho de Doutrina e Comissão de Apologética?

Que o Senhor tenha misericórdia de nós.

Em Cristo,

Robson Silva

Anselmo Melo disse...

Fiquei de boca aberta com tanta “rasgação de ceda” e a falta de conteúdo prático com relação ao tema específico.
Cadê as heresias nos comentários da Bíblia de Dake? Ou heresia seria aquilo que se opõe a erros doutrinários enraizados na cultura da AD no Brasil? Palavras, palavras e palavras, e, explicação que é bom nada? Que tal umas linhas falando dessas tais incoerências contidas na Dake? Se o objetivo e escrever sem esclarecer meu conselho é que se use outro meio e não um veículo público para tal.
Paz
Pr Anselmo Melo

Daladier Lima disse...

Prezados,

Os que apóiam a venda da Dake precisam compreender que a resolução deve ser cumprida. Eu sou daqueles que acho que a publicação deveria apenas conter uma ressalva e continuar no mercado, mas isto está fora de questão diante da decisão do Conselho de Doutrina. Que se cumpra!

Aliás, como será que anda o cumprimento da resolução? Algo prático já deveria estar em curso.

Sem querer aventar hipóteses, creio que o processo está sendo atrapalhado por uma palavra, muito em voga por sinal: nepotismo.

Francisco Erivaldo Vidal disse...

Prezado irmão e amigo, Pastor Carlos Roberto.

Meu querido irmão,tenho acompanhado a discussão sobre a publicação da Bíblia Dake, em seu blog. E penso que se o Conselho de doutrina e a Comissão de Apologética, são os orgãos responsáveis pela autorização das publicações da CPAD, segundo o estatuto da CGADB, não creio ser de bom aviltre contrariamos estes estatutos.Se estes estatutos não estão conseguindo atender os novos entendimentos, que se mudem os mesmos.Penso que não està em jogo, se devemos ou não, publicar a Bíblia Dake, mas, se devemos ou não mantermos estes estatutos.
Penso não ser legal, refiro-me a legalidade,descumprir os estatutos, sendo nós pregadores do cumprimento de limites ,impostos por nós mesmos.

Um abraço do amigo, que o estima.
Pastor: Francisco Erivaldo Vidal

Anônimo disse...

A PAZ DO SENHOR PASTOR CARLOS!

Concordo com todos os termos do que o aMADO escreveu.

FORTE ABRAÇo
Ass:ALBERTO VALENTIM!

Anônimo disse...

E a maconaria ?.

Esse assunto de biblia Dake esta esgotado. Gostaria de sugerir um amplo debate sobre pastores macons. Que o irmao acha ?.

Breve estarei gerenciando um blog, vou questiona a razao dessa inoperancia diante dessa heresia que tem adentrado pela Igreja.


Reginaldo Felix

Ministerio Voz que Clama no Deserto

Pr. Carlos Roberto disse...

Caro Pb. Robson Silva,

A Paz do Senhor!

Grato pela sua participação.
Veja que em momento algum desse debate, pelo menos de minha parte, procurei expor pessoas, até mesmo porque a análise das responsabilidades não é prerrogativa da CD e da CA, no entanto, se houve alguma inversão de valores, o que findou por expor líderes da nossa denominaçào, a culpa não é dos referidos conselhos, mas de quem cometeu tais erros.
Enfim, creio que o CD cumpriu a sua missão nesse episódio, cabendo agora aos respectivos responsáveis as medidas cabíveis.
Se tais medidas não forem tomadas por quem de direito, creio sinceramente que no tempo certo, todos os envolvidos reconhecerão isso.
Suas palavras são sinceras e duras, ms realistas.
Um grande abraço!
Pr. Carlos Roberto

Pr. Carlos Roberto disse...

Caro Pr. Anselmio Melo,

Graça e Paz!
Grato pela sua participaçào!

Pelas suas palavras, entendo que o irmão talvez esteja chegando agora neste debate, que começou no ano passado no Blog do Pr. Robson Aguiar, logo após o lançamento da Dake, mais ou menos no mes de outubro.
Aqui o assunto chegou no dia 22.12.2009, com um post de ultrapassou os 435 comentários.
Procure o link do meu posicionamento, aqui mesmo neste blog, e ainda o Manifesto da Comadespe, também aqui postado, onde o irmão encontrará muito material.
Por gentilezas me encaminhe o seu e-mail que procurarei enviar mais alguma coisa.
Devemos lembrar que uma bíblia de estudos com cerca de 35.000 comentários, com certeza não seria toda revisada através dos blogs.
O que o irmão encontrará, será uma síntese dos principais assuntos.

Meu e-mail:
carsavis@superig.com.br

Um grande abraço!
Seu conservo,

Pr. Carlos Roberto

Pr. Carlos Roberto disse...

Caro Daladier Lima,

A Paz do Senhor!

Grato pela participação!

Após as duas resoluções, a cobrança sobe o acatamento ou não é da competência do Conselho Administrativo da CPAD e posteriormente da MD da CGADB.

Concordo com vc. que já era hora de decisão.

Aguardemos!

Um grande abraço!

pr. Carlos Roberto

Pr. Carlos Roberto disse...

Caro Pr. Francisco Erivaldo Vidal,

A Paz do Senhor!

Grato pela sua participação.

Se o modus operandis dos conselhos, devidamente previsto em estatuto, não agrada mais, que seja então legalmente alterado em Assembléia Geral, porém até lá, que seja cumprido na integra o esttuto vigente!

Oremos!

Um grande abraço!
Pr. Carlos Roberto

Anselmo Melo disse...

Querido irmão.Aí vai o meu e-mail como solicitado.
pranselmomelo@gmail.com
Paz!Sempre!!!

Pr. Carlos Roberto disse...

Caro
Alberto Valentim,

A Paz do Senhor!

Você é um jovem, e tem todo o tempo para se preparar para a defesa da fé que há em Jesus Cristo, nosso Senhor e Salvador!

Um grande abraço!

Pr. Carlos Roberto

Pr. Carlos Roberto disse...

Caro irmão Reginaldo Félix,

A Paz do Senhor!

Recebi todos os seus comentários, porém, propositalmente postei somente o último, uma vez que nos anteriores, o irmão faz a citação de nomes de líderes, segundo um link de vídeo enviado, que são maçons.

Primeiro não conheço o prezado irmão, nem o apresentador do referido vídeo no yotube, motivo pelo qual não posso me resposabilizar pelas informações, e, de acordo com a lei, o que aqui se veicula é de minha inteira responsabilidade. Não tenha a menor dúvida que estarei estudando a matéria, no sentido de esclarecer e alertar a Igreja de Deus.

Como o irmão declarou sua dúvida a meu respeito, quero aqui declarar:

NÃO SOU MAÇON, E SOU CONTRA SERVOS DE DEUS PARTICIPAREM DE SOCIEDADES SECRETAS.

Já que o irmão tem se dedicado à essa questão, vejo com bons olhos que crie o blog anunciado, no entanto, faça isso na direçao do Espírito Santo e com a melhor das intenções. Por certo os resultado virão.

Quanto ao elogio que o irmão citou em um dos seus comentários, quando alguém me chamou de "príncipe de Deus", sinceramente não me lembro mais disso, e para seu governo eu mesmo me considerao é um servo de Deus e da Sua Igreja, e isso pela sua grande e infinita misericórdia, senão, nada seria.
Tenho convicção disso!
Não fosse o sacrifício de Cristo por mim na cruz do calvário, não passaria de um perdido neste mundo.

O irmão não me conhece e já fez suposições negativas a meu respeito, quem sabe alguém me conhecendo, foi muito generoso em me elogiar. De uma maneira ou de outra, continuarei sendo um pecador redimido pelo sangue de Jesus e dependente da graça e da misericórdia do Senhor!

Quanto aos nomes de pastores que o irmão citou como sendo maçons, (tanto os vivos e os mortos), sinceramente é a primeira vez que ouço isso!

Acabo de assitir os vídeos indicados em primeira mão e averiguarei com carinho, mas desde já posso lhe afirmar que não é da minha competência tal prerrogativa.

Quanto ao apego com cargos, mencionado pelo prezado irmão, tenha a certeza que se estivese preocupado com isso, não defenderia abertamente alguns temas, como tenho feito aqui no blog e até mesmos em fóruns competentes. Só não farei provocado por suposições e pressões sem fundamento, uma vez que isso seria leviandade!

No amor de Cristo,

Seu conservo,
Pr. Carlos Roberto

Anselmo Melo disse...

Caríssimo irmão, que a paz de Cristo esteja sempre convosco.
Segui o conselho que me foi dado de ler outros artigos. Fui um pouco mais longe e cheguei por hora à seguinte conclusão:
Creio que o problema relacionado à publicação ou não da Bíblia DAKE com o selo da CPAD seja o menor dos problemas da CGADB e seus rincões Brasil a fora.
Li vários artigos; visitei vários blogs e conclui que tem muita gente “coando mosquitos e engolindo camelos” por assim dizer, ou, talvez seja mesmo proposital que surjam outras discussões de menor importância a fim de encobrir tanta politicagem no vosso meio?
Uma das questões levantadas é a famigerada “teologia da prosperidade”, e, vosso vice-presidente é a “maior” autoridade no assunto aqui por nossas terras tupiniquins. Como explicar então tanta artilharia pesada contra a tal Bíblia e nem sequer uma palavra a respeito desse cidadão que enriquece cada dia mais à custa dos membros mal avisados de tantas AD no Brasil? O que faz mais mal ao povo da AD? Uma Bíblia de estudos que a maioria absoluta dos crentes simples não terão acesso ou a voz que propaga via satélite as mesmas heresias?
Quem são os que temem o Sr Silas e porque o temem?
Não seria essa uma discussão mais pertinente caríssimo pastor Carlos Roberto?
Aguardo.
Paz!

Pr. Carlos Roberto disse...

Caro irmão Anselmo Melo,

A paz do Senhor!

Louvo a Deus pela sua vida e interesse nas coisas do Reino de Deus.

Reconheço que o assunto é polêmico e talvez o irmão não participou desde o início.

Meu irmão, somente estou debatendo o caso da Bíblia de Estudos Dake, porque esse me é pertinente.

Pela misericórdia de Deus sou membro do Conselho de Doutrina da CGADB, conselho este que a pedido da Mesa Diretora da convenção, fez uma avaliação da referida Bíblia para verificar denúncias de heresias.

Essa avalição, de acordo com as normas estatutárias, deveria ter sido realizada antes da publicação e não depois como ocorreu.

Uma vez realizada tal avaliação, o Conselho de Doutrina em conjutno com a Comissão de Apologética, constatou mesmo as heresias e vetou a publicação. Esse é um procedimento interno e plenamente legal. Lógicamente quem concorda com a publicação não gostou disso e eu particularmente respeito, no entanto o Conselho de Doutrina atuou dentro da sua prerrogativa regimental.

Quanto a teologia da prosperidade, não conheço ninguém do Conselho de Doutrina e da Comissão de Apologética que seja a favor, no entanto não é nossa prerrogativa analisar obras de outras editoras, senão da CPAD.

Acontece que a editora da outra bíblia citada pelo prezado irmão, é publicação de uma editora independente, de propriedade do primeiro vice-presidente da CGADB.

Esse é um caso para o Conselho de Ética e Disciplina, ao qual não pertenço, mas tive informações aqui mesmo na blogosfera, que já há representação por lá sôbre isso.
Cabe a eles tratarem o caso.

Nós do Conselho de Doutrina nada temos a ver com essa atitude, a não ser contribuir com o Conselho de Ética, se solicitado através da Mesa Diretora da CGADB.

Saiba antecipadamente que particularmente sou contra a teologia da prosperidade e lá no Conselho de Doutrina, todos os pares também o são.

Quanto a Bíblia Dake, não estou adentrando onde não me seja pertinente.

Quanto ao veto da Bíblia Dake, foi unanimidade em duas reuniões do Conselho de Doutrina e da Comissão de Apologética. É lógico que toda decisão agrada alguns e a outros não.

Fique na Paz do Senhor!

Um grande abraço!

Pr. Carlos Roberto

Jorge disse...

Paz do Senhor jesus Pr. Carlos Roberto.

O Irmão tem informação se o evento da 1º Conferencia de Educação Teologica que vai ser realizada esse mês, irá ser gravado? Havera possibilidade de adquirir depois as palestras?

Paz do Senhor Jesus

Jorge

Pr. Carlos Roberto disse...

Caro Jorge,
A Paz do Senhor!

Ainda não tenho essa informação, mas estarei postando aqui nos próximos dias!

Fique atento!

Pr. Carlos Roberto

Jean Patrik disse...

Paz do Senhor pastor Carlos!!!

Passei aqui só para deixar o link do meu blog http://blogdojeanpatrik.blogspot.com/

para que de uma passadinha ali, e veja um video incomodador, pelos menos para mim.

Um grande abraço!!!

Jean Patrik

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...