terça-feira, 22 de junho de 2010

JABULANI - A "UNGIDA" DA VEZ



JABULANI - A “UNGIDA” DA VEZ

Jabulani é a bola que foi produzida pela Adidas e está sendo utilizada na Copa do Mundo da FIFA de 2010, na África do Sul.

Particularmente, não me recordo de qualquer outra bola utilizada em copa do mundo que tenha ficado tão famosa, porém, o pior de tudo é que a fama da tal Jabulani é procedente dos seus discutíveis efeitos.

Alguns craques a reprovaram, outros tentaram defendê-la sob os protestos de que são patrocinados pela sua fabricante e outros ainda a vêem com desconfiança, e já houve até quem a classificasse como sobrenatural.

O certo é que, se a Jabulani fosse como todas as demais bolas do mercado e mesmo as utilizadas em copas anteriores, não estaria no centro das atenções, muito menos sendo citada neste singelo artigo.

Em que pese ter sido “ungida” a bola da vez na Copa 2010, seu midiático sucesso tem data marcada para entrar em declínio: 11.07.2010, a partida final do torneio mundial de futebol. A partir dessa data, a cada dia menos se falará na Jabulani, até que surja a celebridade redonda oficial da próxima copa.

Enfim, a bem da verdade, o que realmente me interessou em toda essa história da Jabulani, é a relação com alguns também midiáticos ministérios de obreiros, os quais de maneira subliminar se autodenominam como os “ungidos da vez”.

Assim como o futebol sobreviveu até hoje sem a tal Jabulani, também a igreja do Senhor sem os tais “ungidos da vez”.

A semelhança entre tais fatos só subsiste pelos controvertidos efeitos desses ministérios, pela reprovação de alguns, pela suspeita aprovação de amigos, beneficiários e simpatizantes e até mesmo pela desconfiança de outros acerca dos efeitos sobrenaturais por eles produzidos. Assim como a Jabulani vai desaparecer, da mesma forma os tais controvertidos ministérios.

A propósito, me lembro agora de Matias, aquele escolhido pelos apóstolos através de um sorteio, para preencher o lugar de Judas, o qual foi cognominado por um experiente pregador como “obreiro cometa”, ou seja, aquele desaparece com a mesma velocidade que apareceu. A Bíblia só se refere a Matias no dia da sua controvertida escolha. A partir daí nada mais se soube acerca desse apóstolo que teve apenas um minuto de fama.

Na verdade, a obra evangelizadora da Igreja é realizada pelos incontáveis obreiros anônimos, lotados nas grandes e pequenas cidades, bairros nobres ou favelas e até mesmo nos rincões mais longínquos do mundo. Gente normal que prega o evangelho de maneira simples, do jeito que está na Bíblia, sem controvérsia, sem fama, e isso por anos a fio.

Alguns deles, a grandeza da sua obra só é descoberta após a sua partida para a eternidade, quando então surgem as tardias homenagens, digo tardia do ponto de vista humano, pois na realidade à esses está garantida a certeza do galardão celestial, no entanto, quanto aos obreiros Jabulani’s, já receberam aqui mesmo os louros da sua controvertida fama.

"Mas tu sê sóbrio em tudo, sofre as aflições, faze a obra de um evangelista, cumpre o teu ministério."  2 Timóteo 4:5

18 comentários:

Marcello de Oliveira disse...

Shalom!

Amado Rev Carlos, parabenizo pela ótima correlação da bola "jabulani" com os obreiros da atualidade. Precisamos de mais obreiros vocacionados, do que os obreiros sorteados. O obreiro sorteado é apenas contado como mais um. O obreiro vocacionado deixa um legado que ainda não reconhecido pelos homens, será reconhecido pelo Eterno!

Chega de obreiros jabulanis, que não têm história, chamada e trajetória. Precisamos de homens apontados (chamados) pelo Espírito como em Atos 13.2! A diferença é esta: Eles serviam ao Senhor e jejuavam e oravam!

Um abraço e parabéns - Rev. Carlos VOCACIONADO, e não sorteado!

Pr. Marcello

Amarildo Rocha disse...

Querido Pr Carlos, muito bom esse paralelo traçado pelo sr., apesar de não ter uma opinião muito prescisa sobre o assunto, em que pese meu pouco tempo no meio evangélico. Gostei muito do seu blog, voltarei sempre.
Em Cristo:
Amarildo.

Francikley Vito disse...

A Paz do Senhor, Pr. Carlos.
Parabéns, pela maravilhosa reflexão e pela sensibilidade espiritual, e criatividade. Que o Senhor continue te abençoando. Um abraaço.
www.vosbi.blogspot.com

Luciano Vieira disse...

A paz do Senhor Amado Pr Carlos!

O excelente texto do nobre pastor faz me lembrar da sabedoria e temor existe em Gamaliel . Esse tinha mente aberta e não nutria conceitos fanáticos, conforme se reflete no conselho que deu na ocasião em que Pedro e os outros apóstolos foram trazidos perante o Sinédrio. Por citar exemplos do passado, Gamaliel ilustrou a sabedoria de não se interferir na obra dos apóstolos, e então acrescentou: “Se este desígnio ou esta obra for de homens, será derrubada; mas, se for de Deus, não podereis derrubá-los . . . podereis talvez ser realmente achados como lutadores contra Deus.” — At 5:34-39.

Recordo de um obreiro, que por menos de um ano já saiu e voltou mais de duas vezes do ministério. Um amigo de ministério chegou para mim dizendo: “Fulano está voltando moendo”. No mesmo instante sem pensar muito respondi: “Do mesmo jeito que sai moendo.”
Como o Pr Carlos mesmo mencionou; A igreja sobreviverá sem os jalulanis da vida.

Em Cristo,
Luciano Vieira

Pr. Carlos Roberto disse...

Caro amigo e companheiro,
Pr. Marcello de Oliveira,

A Paz do Senhor1

Suas participações aqui neste singelo blog, honram sobremaneira este espaço, assim como também agregam valores.

Grato pelas palavras de incentivo!
A Deus todo louvor e glória para sempre!

Um grande abraço!

Seu conservo,
Pr. Carlos Roberto

Pr. Carlos Roberto disse...

Prezado Amarildo Rocha,

A Paz do Senhor!

Grato pela sua honrosa visita e comentário.
A medida que você for se aprofundando nas escrituras sagradas, tais verdades se tornarão bem claras em seu coração.

Volte sempre!

Um grande abraço!

Pr. Carlos Roberto

Pr. Carlos Roberto disse...

Prezado Franciklei Vito,

A Paz do Senhor!

Grato pela honrosa visita e participação.
Volte sempre!

Um grande abraço!
Pr. Carlos Roberto

Pr. Carlos Roberto disse...

Caro Luciano Vieira,

A Paz do Senhor!

Seu testemunho, atesta o que vemos a cada dia em todo o Brasil, porém, a igreja é constituída por aqueles que trabalham no anonimato, em sua maioria, e em silêncio.
São aqueles que permanecem onde foram plantados e assim glorificam a Deus.

Um grande abraço!

Seu conservo e admirador,

Pr. Carlos Roberto

Dayse Mara Lopes disse...

Parabéns Pr. Carlos pela mensagem, hoje em dia temos visto muitos "jabulanis" em nosso meio, meu pai (Pr. Francisco Sales) prega há 30 anos e a cada dia Deus tem capacitado seu ministério.

Um abraço,

Daysemara Lopes
ADBelém-SJCampos

Anônimo disse...

Crao Pr. Carlos, deus continui a te usar com tamnha visão do reino, e advertência para os menos esclarecidos! Sua comparação, "Jabulani XUngidos da Vez, é simplemente um grande grito a fim de despertar os indecisos.
Um abraço nos laços do calvário.
Seu irmão em Cristo. Pr Edvado Florencio da Silva - Bragança Paulista - SP.

Pr. Carlos Roberto disse...

Prezada Dayse Mara Lopes,

A Paz do Senhor!

Sua visita e comentário neste singelo blog é uma honra!
Recomendações ao seu pai Pr. Francisco Sales, por quem nutro grande consideração.

Parabéns pelo seu blog. Já fiz minha visita por lá!

Amplexos,

Seu conservo em Cristo,

Pr. Carlos Roberto

Pr. Carlos Roberto disse...

Caro amigo e companheiro,
Pr. Edivaldo Florêncio,

A Paz do Senhor!

Grato pela sua honrosa visita, bem como pelas palavras de incentivo.

Volte e comente mais vezes!

Um grande abraço!

Seu conservo em Cristo,

Pr. Carlos Roberto

Cleuci Hedlund Rosa disse...

"Pastor Carlos,

Eu fui no seu blog e conferi a Jabulani...

Confesso que ela me pareceu bem "simpática"... rsss.

Bem diferente de certos obreiros "cometas" que não perdem oportunidade de serem estúpidos com as ovelhas carentes que precisam de atenção...

Ocupam o "palco" pra falar besteira, e quando uma ovelha está feliz e quer testemunhar, ainda ouve a frase repetitiva:

"só conte a benção e sem resenha: ...

Obrigada por compartilhar comigo o seu artigo....

Vou repassar à amigos, com os devidos créditos.

Pr. Carlos Roberto disse...

Prezada Cleuci,

A Paz do Senhor!

Grato pela honrosa visita, bem como pelos seu comentário que agregou valores à este post.

Um grande abraço!

Seu conservo,

Pr. Carlos Roberto

Ev. Anderson Araujo disse...

Prezado Pr. Carlos Roberto;

A PAz do Senhor;

Parabéns pelo texto, muito bem explorado e exemplificado fazendo um paralelo com a chamada de muitos obreiros que como a tal "JABULANI", estão em evidência e em destaque somente por um tempo, porém não demorará e serão esquecidos, seus ministérios não deixaram legado pois não se preocupam com o Reino de Deus e sim com seu bem estar momentâneo.

mais uma vez Parabéns Reverendo...

Um grande abraço;

seu conservo e aprendiz;

Ev. Anderson Araújo.

Pr. Marcos Serafim disse...

Nobre Pr. Carlos Roberto;

Graça e paz!

Excelente artigo, mas os "ungidos da vez" acham que são inigualáveis, com seus milagres passageiros e efêmeros, distanciados da Cruz , pois se temos que nos gloriar, gloriemo-nos na cruz, disse o apóstolo.

Deus continue abençoando seu ministério e familia ;

Marcos Serafim Silva

Pr. Carlos Roberto disse...

Caro amigo e companheiro,
Ev. Anderson Araújo,

A Paz do Senhor!

Grato pela sua honrosa visita e participação.

Que o Senhor nos dê a graça suficiente para percorrermos o caminho mais longo do Calvário, a escolher a fama da Jabulani!

Um grande abraço!

Seu conservo e amigo,

Pr. Carlos Roberto

Pr. Carlos Roberto disse...

Prezado colega,
Pr. Marcos Serafim,

A Paz do Senhor!

Sua avaliação é excelente sobre o caso. Muitos preferem o caminho da glória, ainda que seja rápida e polêmica, assim como a Jabulani!

Que o Eterno nos guarde.

Grato pela honrosa visita e participação.

Seu conservo em Cristo,

Pr. Carlos Roberto

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...