quinta-feira, 10 de junho de 2010

Pr. GEREMIAS DO COUTO NÃO SAIU DA CGADB




PR. GEREMIAS DO COUTO NÃO SAIU DA CGADB

Em virtude das comparações da renúncia do Pr. Geremias do  Couto, com a do Pr. Silas Malafaia, é bom que se esclareça que, a sua carta-renúncia publicada em seu próprio blog Manhã com a Bíblia, fala de renúncia apenas do cargo que exercia, como membro e secretário no Conselho Nacional de Política da CGADB.

Como prova que essa interpretação estava ganhando força, veja a palavra que o Pr. Geremias Couto publicou em comentário na mesma postagem em seu blog, no mesmo post.

"Caros:




Apenas para esclarecer uma vez mais, informo:




1. Não me desliguei da CGADB.




2. Não deixei a Assembleia de Deus.




3. Não abandonei a trincheira.




4. Apenas renunciei à condição de membro e secretário do Conselho Político da entidade pelos motivos elencados na carta e também com o fito de ficar mais livre para expressar minhas opiniões sem as amarras do cargo.




Abraços

Geremias do Couto"

11 comentários:

PR MAURICIO BRITO disse...

Parabens pr carlos foi muito oportuno o senhor tecolocado o tema Pr Geremias não saiu da CGADB; pelo entendimento que tive ele apenas renunciou o cargo que exercia na mesma. Ja era percebido o descontentameto do pr Geremias; na verdade, A CGADB/CPAD esta indo na contra mão; pr Geremias é um homem honesto, serio equilibrado, ético, um dos teologos mais brilhante no meio pentencostal na tualidade, uma mente fértil; os livros e os coemtarios do pr Geremias e recheado de espiritualidade que da gosto e prazer em ler. A Historia da CGADB me diz que ela foi criada para dar suporte e apoio aos pastores, mas, se agir ao contrario, teremos mais renuncia; e os próximos a renunciar será os MEBROS DO CONSELHO FISCAL. é o chamado efeito cascata.

Luciano Vieira disse...

Prezado Pr Carlos,
A paz do Senhor!

Muito bem colocado pelo pastor. Renúncia do CARGO e não CONVENÇÃO.
Até fiz um reforço no artigo em que publiquei, frisando que a renúncia não é de membro da convenção, mas sim do cargo em que ocupava.
Em Cristo,
Luciano Vieira

Pr. Roberto Cruvinel disse...

Prezado Pr. Carlos Roberto

A paz do Senhor!

Muito interessante esse esclarecimento. Ao leitor desavisado poder-se-ia pensar que está acontecendo uma debandada geral.
No caso específico do nobre Pr. Geremias do Couto a renúncia nada mais é do que uma demonstração de coerência com entre sua convicção e a vida prática. Parabéns ao Pr. Geremias e parabéns ao senhor Pr. Carlos por estar atendo à esses detalhes que fazem muita, mas muita diferença mesmo.
Um abraço,

Pr. Roberto Cruvinel
AD - Ministério Pleroma - Diadema - SP
Em Transito

Pr. Carlos Roberto disse...

Caro Pr. Maurício Brito,

A Paz do Senhor!

O post teve a iniciativa de esclarecer o que não estava sendo muito bem interpretado.

Oremos para que tenhamos atitudes coerentes e que o Senhor faça aquilo que somente Ele pode fazer.

Um grande abraço!
Pr. Carlos Roberto

Pr. Carlos Roberto disse...

Caro Luciano Vieira,

A Paz do Senhor!


Perfeito, você entendeu e interpretou corretamente!

Grato pela visita e participação.

Um grande abraço!

Pr. Carlos Roberto

Pr. Carlos Roberto disse...

Ao
Prezado irmão e companheiro,
Pr. Roberto Cruvinel,

A Paz do Senhor!

Agradeço por suas visitas à este blog , lembrando que quando podes comentar, é sempre uma honra para nossos leitores.

Grato pelas palavras de incentivo!

Um grande abraço!
Pr. Carlos Roberto

Gígio Campos disse...

É com grande tristesa que acompanho, em grande parte neste blog, o andar que está tomando a CGADB/CPAD, porém, como assembleiano só posso orar para que o pior não aconteça, principalmente tão próximo ao centenário.

Vanderleia disse...

É! com certeza o único de A à Z, que funciona, é o de A à Z, de Deus!


Onde estão os Neemias?Vamos reconstruir?.... E Nâo destruir!

Pr. Carlos Roberto disse...

Prezado Gigio Campos,

A Paz do Senhor!

Grato pela honrosa participação.
Sua oração, creia, também é a minha!

Um grande abraço!

Pr. Carlos Roberto

Pr. Carlos Roberto disse...

Prezada Vanderléia,

A paz do Senhor!

Você tem toda a razão, no entanto, sempre que precisamos reconstruir, não está descartado termos que eliminar ações danosas à construção.
Que o Senhor nos ajude a fazer isso com sabedoria e no centro da Sua soberana vontade.

Um grande abraço!

Pr. Carlos Roberto

Silvanio disse...

...

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...