sexta-feira, 6 de agosto de 2010

É LÍCITO O USO DA PALAVRA DE DEUS PARA ANGARIAR VOTOS?



É lícito o uso da Palavra de Deus para angariar votos?

Uma das coisas que mais vemos nos tempos de campanha eleitoral é político cumprimentando os irmãos com “A Paz do Senhor”, “Graça e Paz”, “A Paz de Deus”, “A Paz de Jesus”, etc.

Se isso por si só já não fosse manjado e suspeito, alguns deles mal instruídos por seus cabos eleitorais “cristãos” e até mesmo por “pastores” chegam ao ponto de decorarem versículos e passagens inteiras da Bíblia Sagrada, para recitarem nas igrejas por onde passam ou até mesmo em encontros que sejam formados por evangélicos.

É bom que fique claro que, essa prática não é peculiaridade deste ou daquele partido, mas uma regra quase que geral. Independe de que lado se esteja, e é bom que todos nós cristãos estejamos atentos a tal atitude.

Não me refiro aqui nos casos dos políticos que são cristãos genuínos, que verdadeiramente servem ao Senhor e tem a Palavra de Deus como regra de fé e prática em suas vidas.

Neste texto não quero me referir sobre as circunstâncias diversas que podem ter levado tais políticos a tais reuniões e ou cultos, ou mesmo sobre as oportunidades que lhes foram e são concedidas, se válidas ou não, ou se as palavras foram proferidas no púlpito ou em outro lugar.

Quero aqui me ater e refletir sobre o uso indevido da Palavra de Deus, por parte de pessoas que não decidiram segui-la, muito menos tomá-la por estatuto em sua vida.

Leiamos com atenção o texto de Salmos 50: 16-22

"Mas ao ímpio diz Deus: Que tens tu que recitar os meus estatutos e que tomar o meu concerto na tua boca, pois aborreces a correção e lanças as minhas palavras para detrás de ti? Quando vês o ladrão, consentes com ele; e tens a tua parte com adúlteros. Soltas a tua boca para o mal, e a tua língua compõe o engano. Assentas-te a falar contra teu irmão; falas mal contra o filho de tua mãe. Estas coisas tens feito, e eu me calei; pensavas que era como tu; mas eu te argüirei, e, em sua ordem, tudo porei diante dos teus olhos. Ouvi, pois, isto, vós que vos esqueceis de Deus; para que vos não faça em pedaços, sem haver quem vos livre." (o grifo é meu)

Vejamos em que encrenca se metem os políticos que assim agem, e da mesa forma os servos de Deus que os instruem a fazerem isso.

É lógico que o texto fala sobre qualquer um que recita ou prega em vão a Palavra do Senhor, no entanto sem atribuí-la à sua própria vida. Isso é hipocrisia e engodo mesmo para aqueles que estão dentro da igreja. Essa atitude, no caso de líderes religiosos, é a velha prática do “faça o que mando, mas não faça o que eu faço”.

Esquecem, porém que, a Deus ninguém engana:

"Assim diz o SENHOR: Por três transgressões de Judá e por quatro, não retirarei o castigo, porque rejeitaram a lei do SENHOR e não guardaram os seus estatutos; antes, se deixaram enganar por suas próprias mentiras, após as quais andaram seus pais.                                         " - Amós 2:4

"Não erreis: Deus não se deixa escarnecer; porque tudo o que o homem semear, isso também ceifará." - Gálatas 6:7

Não seria mais propício que tais pessoas, em horário e momento propício educadamente, cumprimentassem a todos com um bom dia, boa tarde ou boa noite, e depois de maneira cidadã dessem o seu recado, sem no entanto fazer uso da Palavra de Deus, apenas com interesses sazonais e para o seu próprio proveito?

Reflitamos!



Pr. Carlos Roberto Silva

8 comentários:

disse...

Concordo contigo, pra que fazer uso da palavra, sem falar que usar o Templo para fazer política é crime. Paz seja contigo!

Pr. Carlos Roberto disse...

Prezada Rô,

Graça e Paz!

Grato pela participação!

Um grande abraço!

Pr. Carlos Roberto

Marcello de Oliveira disse...

Shalom!

Parabéns pela lucidez demonstrada neste artigo. O sr conseguiu combinar eficiência, experiência e sabedoria!

Nele e por Ele

Pr Marcello Oliveira - seu carregador de malas!

Pr. Carlos Roberto disse...

Caro irmão e amigo,
Pr. Marcello de Oliveira,

A Paz do Senhor!

Grato pela sua honrosa participação, bem como pelas palavras de apoio.

Precisamos refletir, analisar e nos apoiarmos na Palavra do Eterno.

Ore por este amigo!

Um grande abraço!
Pr. Carlos Roberto

Pastor Geremias Couto disse...

Caro pastor e amigo Carlos Roberto:

Estamos na mesma linha sobretudo em relação àqueles candidatos que chegam até a tomar "banho solene" (batismo) antes das eleições para se dizerem evangélicos.

O meu último artigo da série vai tratar deste assunto.

Abraços!

Rose disse...

Pastor, Deus te abençoe por este artigo. Temos visto púlpitos serem usados como palanques por homens ímpios, sem nenhum compromisso com Deus e sua Palavra. Não sei se o senhor leu meu livro "Eu lavo minhas mãos - 2a. edição em 1996. Nele, eu também abordei este assunto há 14 anos atrás. Deus te abençoe, sempre!
Rose Prado

Dóriam Alves disse...

Não deixe de ler excelente artigo sobre a Lei Maria da Penha e como eu entender porque até o presente, a Lei Maria da Penha tem sido ineficaz, pois a violência doméstica e familiar tem aumentado. Acesse o blog, comente e divulgue: www.valdecyalves.blogspot.com

Cid disse...

É um tempo de escuridão para a AD. Candidatos ímpios e cristãos (embora em mutos casos não há diferença) no púlpito interrompem o culto para dar seu recado eleitoreiro, desejando a "Paz do Senhor"! "Deus, dá um tempinho aí, porque temos que conseguir uns votos e depois continuamos a adoração."

Os reinos deste mundo, rejeitados por Jesus em Mt 4, cativaram muitos pastores. A desculpa é a agenda política anti-aborto, anti-gay e pró-benesses-publicas-aos-templos-e-pastores-e-suas-familias.

Nos próximos meses, evitarei os comícios maquiados de culto. Depois das eleições, voltarei a ser "crente".

Muitos me vêem como radical em relação a isso. Uns reprovam e outros admiram minha "coragem". Não sou nada. As vezes me sinto solitário em minhas convicções; Deus me sustenta. Mas estou surpreso com a quantidade de irmãos que estão adotando a mesma postura: deixar a igreja (a denominação, não a noiva de Cristo) durante a campanha eleitoral e continuar adorando em espírito e em verdade. Ainda há sete mil que não se curvaram para Baal.

Parabéns pelo blog. Sou leitor habitual. Fique na Paz do Senhor.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...