sábado, 23 de julho de 2011

CALE-SE - Um amargo cálice a ser tomado!


Cale-se: Amargo cálice a ser tomado


CALE-SE – Amargo cálice a ser tomado!

...tempo de estar calado e tempo de falar.” Eclesiastes 3:7

O ser humano por natureza gosta de se comunicar, interagir, falar. O problema é que a própria Bíblia Sagrada preconiza que, há tempo determinado para todas as coisas debaixo do céu, incluindo aí, tempo de falar e tempo de estar calado.

Quando falamos, externamos nossos mais diversos sentimentos, sejam eles bons ou ruins, valores, idéias e justificativas. Qualquer profissional do ramo da área psíquica aconselhará seu paciente para que fale mesmo, externe seus sentimentos, enfim, desestresse, fale à vontade, afinal isso faz bem à saúde.

A Palavra de Deus não falha e, quando diz que há tempo de se estar calado, é porque isso é verdade, para tanto, precisamos estar preparados espiritualmente para tais momentos.

No tempo de estarmos calados, o cálice é amargo para se tomar, e não adianta falar porque nada vai se resolver mesmo. Quanto mais falamos, mas nos complicamos e nada conseguimos. Até mesmo em se tendo razão para falar, se estivermos fora do tempo, perdermos a demanda com razão e tudo mais.

Falar nos justifica e nos auto-afirma, por isso não abrimos mão dessa prerrogativa nos relacionamentos, mas, se nossa fala esbarrar contra os princípios do Senhor e trouxer prejuízos irreparáveis, principalmente em se tratando do reino de Deus, nesse caso é melhor que sejamos injustiçados. Nesse caso, O Senhor é quem nos justifica – Romanos 8.33.  "Se, pelo nome de Cristo, sois vituperados, bem-aventurados sois, porque sobre vós repousa o Espírito da glória de Deus." 1 Pedro 4:14.

Sabemos que mesmo nessa hora, quando sofremos calados para não transgredirmos as leis e princípios do Reino de Deus, mesmo assim o cálice é amargo, mas é preciso tomá-lo.

Esse misterioso CALE-SE, que só ouvem aqueles que estão em sintonia com o Senhor, Sua Palavra e seus princípios, torna-se amargo na maioria das vezes, não pelo fato em si de se ficar calado, mas principalmente pelo brado da turba enfurecida, a qual, não estando em  sintonia fina com o Espírito Santo, grita:

"Fale, se justifique, faça justiça com as próprias mãos, aproveite a oportunidade e diga tudo agora, jogue a farinha no ventilador, exponha as entranhas, queremos ver o sangue jorrar", mas o Espírito clama e diz:
CALE-SE. Oh cálice amargo de se tomar!

É nessa hora que muitos dizem: "está sofrendo porque quer, não tem necessidade para isso, se fosse eu “botava a boca no trombone”, mas o Espírito insiste:
CALE-SE. Oh cálice amargo de se tomar.

Culpado, todavia sem motivo, sem razão, no entanto tendo razão. Será que existe isso no reino de Deus? José, o governador do Egito que o diga, Sadraque Mesaque e Abdenego, e Daniel então? Esse último foi jogado na cova dos leões pelos ímpios. Parece-me pior, quando os valores são invertidos e jogam um filhote de leão na cova de falsos ungidos e famintos Daniéis. Misericórdia do leãozinho. Tenho a impressão que aqueles, referindo-me aos leões, os da cova, foram mais obedientes ao anjo do Senhor do que muitos modernos ungidos quando enfurecidos, porém, mesmo assim a ordem do tempo celestial é:
CALE-SE. Oh cálice amargo de se tomar.

Isso é o que diferencia o Reino de Deus do reino dos homens, onde o espírito mudando manda que o tempo de falar, de replicar, de desaforar e de retrucar é sempre, nunca acaba. Todo mundo fala, ninguém fica por baixo, todos querem ter a última palavra, ninguém perde absolutamente nada, é a lei do olho por olho e dente por dente. Vale aqui, lembrar a máxima do jornalista Cláudio Humberto, ex-porta voz da presidência da República que dizia abertamente, "bateu, levou".

Amados, ficar calado é dar a outra face, é entregar a túnica, é caminhar a segunda milha, é perdoar mesmo tendo sido ofendido – Mateus 5: 39-41.

Quem se habilita a berber esse cálice?

O exemplo do amado Mestre foi claro: "Aba, Pai, todas as coisas te são possíveis; afasta de mim este cálice; não seja, porém, o que eu quero, mas o que tu queres." Marcos 14: 36

Que o Senhor tenha misericórdia de nós, e nos ajude a tomar esse cálice, sempre que isso seja da Sua vontade.

No amor do Mestre,
Vosso conservo n'Ele,


Pr. Carlos Roberto Silva

7 comentários:

Pb Uilton disse...

Glória a Deus

Até Jesus se calou Mt24.63.

Que possamos guardar a nossa língua e só falar no hora certa.

Um Abraço

Na Paz do Mestre Amado


Pb Uilton

***fabi***guria*** disse...

as vezes é melhor calamos para não pecamos amem.

Pr.Daniel S Acioli disse...

Meu nobre Pr. Carlos Roberto!

Parabens pelo post!

Quão dificil é "cumprirmos" tão alvissareiro hábito!

Quantos de nós tem se arrependido de ter falado demais!

Quem estiver sem pecado que atire a primeira pedra. (rsrsrsrsr)

O silêncio mais puro é aquele que guarda a confidência.

Este silêncio jamais é excessivo.

Não se deve apregoar aos quatro ventos o que foi murmurado na intimidade da amizade e do amor.

O silêncio mais sábio é aquele que fazemos diante dos impertinentes, intolerantes e desbocados.

É o silêncio do Cristo inocente diante dos acusadores, o silêncio dos espaços infinitos diante da quase infinita capacidade nossa de falar ou escrever sem razão.

Calar da maneira certa é deixar que uma voz mais profunda seja ouvida.

A voz severa, a voz serena, a voz suave e firme da verdade.

O verdadeiro silêncio diz a verdade que não se pode calar.

O verdadeiro silêncio nunca será cedo demais.

Quero ouvir o silêncio que tudo explica.

Que o Espirito Santo nos alerte com veemência quando estivermos ultrapassando o limite ou fronteiras da prudência!

Deus nos abençoe!!

Pr. Daniel Sales Acioli

Amara Nascimento disse...

Verdadeiramente devemos aprender a nos calar, apesar de ser difícil principalmente quando temos razão, mas como eu disse ainda ontem, andar com Jesus é um aprendizado permanente, mas fascinante...Tenho aprendido muito com o Senhor, e me calar é uma das coisas que Ele esta me ensinando...até porque uma das lições que aprendi é que quando nos calamos não temos do que se arrepender no dia seguinte.
Que Deus nos ajude a tomar este cálice.

Deus abençõe Pastor.

Amara

David disse...

Caro Pastor Carlos, paz do Senhor!
Parabéns pelo post!..muito oportuno. Se agissemos sempre assim muitas confusões seriam evitadas. Lembremos sempre que temos dois ouvidos e uma só boca....e minha vó sempre dizia: "quem fala muito, dá bom dia a cavalo".
Abraços companheiro!!
Pr.David Martins
Ass.Deus em Franca SP
Ministério de Igarapava.

Flávia Borges disse...

Meu amado Pr. Carlos, já estamos com saudades, foram dias abençoados, graças a Deus.
Gostei muito do texto, como é difícil dar a outra face, entregar a túnica,caminhar a segunda milha e perdoar mesmo tendo sido ofendido. É bem amargo esse cálice!
Que Deus nos ajude!
Grande abraço e um carinho especial para a irmã Sarah.

Anônimo disse...

Confortante... Para um fraco como eu... Deus abençoe!

Silas Missias

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...