segunda-feira, 28 de janeiro de 2013

Tragédia da boate em Santa Maria (RS) - Um alerta às Igrejas Evangélicas

Incendio em boate em Santa Maria (RS)

Na madruga deste domingo, 27.01.2013, aconteceu a segunda maior tragédia produzida por incêndio no Brasil, em uma boate na cidade de Santa Maria (RS), que fica cerca de 300km de Porto Alegre, a capital do estado.

Segundo as notícias divulgadas, até agora foram confirmadas 232 vítimas fatais, sendo 120 homens e  112 mulheres, em sua maioria absoluta jovens e adolescentes, com idade média entre 18 e 22 anos.  Muitos familiares ainda estão em busca de parentes, sendo que ainda existem muitos corpos nem a necessaria identificação, todos colocados no Ginásio de Esportes da cidade. As informações também dão conta de pessoas sendo atendidas nos hospitais e pronto socorros da região, em número aproximado de 131 vítimas sobreviventes. Como Santa Maria (RS) trata-se de uma cidade universitária, muitas das vítimas não possuem parentes no município, e esses estão em deslocamento de seus logradouros para aquela localidade. Segundo informações da imprensa local, a festa era uma iniciativa para angariar recursos para a formatura do Turma que cursava a faculdade de agronomia, por isso o evento foi anunciado com o título de AGROMERADOS.

A presidenta da república, Dilma Roussef, que participava de reunião de chefes de estado no Chile, cancelou sua  agenda para hoje, e está de retorno ao Brasil no afã de acompanhar de perto os procedimentos. Informou no entanto, que determinou aos ministros de estado envolvidos com a situação, que se dirijam imediatamente para o local e disponibilizem toda a assistência necessária às autoridades locais para atendimento aos sobrevivientes, bem como aos familiares das vítimas fatais.

Segundo informação dos sobreviventes e das autoridades do Corpo de Bombeiros, a boate estava superlotadas, com número de pessoas acima do permitido, e o plano de ação contra incêndio também estava vencido, e ainda a boate possuia apenas uma via de acesso, tanto para entrar como para sair do local.

Segundo diversos depoimentos de sobreviventes, o vocalista da banda que se apresentava no momento, se utilizava de fogos de artifícios no palco, instrumento proibido para aquela situação, sendo que faíscas atingiram o forro acústico da casa, o que deu início ao incêndio.

A maior parte das vítimas fatais não morreu carbonizada, mas asfixiada  pela fumaça tóxica produzida pelo fogo que queimou is materiais utilizados para revestimento acústico da casa.

Oremos pelas autoridades e voluntários que estão trabalhando no atendimento geral, bem como pelos familiares das vítimas fatais, bem como pela restauração dos sobreviventes. Que o Senhor console a todos.

UM ALERTA À IGREJA EVANGÉLICA BRASILEIRA

O maior alerta deixado pela tragédia, é a desobediência aos limites estipulados pela legislação vigente quanto ao número de pessoas dentro dos logradouros públicos, como acontece também com os templos religiosos, bem como com a atualização dos planos de prevenção contra incêndio e tragédias, devidamente estabelecidos pelas autoridades competentes. 

É pecado grave, tentarmos a Deus, deixando por conta d'Ele aquilo que já está estabelecido por lei, e faz parte da nossa obrigação para com o estado e com nosso próximo. 

Saídas de emergência, extintores de incêndio específicos, instalações elétricas em condições apropriadas e outras medidas devem ser observadas, sob pena de responsabilização criminal dos responsáveis que desobedecerem tais normas. 
NORMAS E REGRAS EXISTEM PARA SEREM OBSERVADAS E CUMPRIDAS - PRINCIPALMENTE OS TEMPLOS RELIGIOSOS DEVEM DAR O EXEMPLO PARA A SOCIEDADE.
Somos o sal da tera e a luz do mundo e, portanto mesmo sabendo que Deus pode nos guardas, devemos seguir o exemplo do nosso Mestre quando disse a satanás:
NÃO TENTARÁS AO SENHOR, TEU DEUS! 
Fica o alerta a todos!

10 comentários:

Pastor Edinaldo Domingos disse...

Amado Pr. Carlos Roberto, a Paz do Senhor.

Lamentamos profundamente a tragédia em Santa Maria-RS. Rogamos a Deus que console as famílias que sofrem a dor de perderem de forma tão brusca os seus jovens.

Quanto ao alerta feito pelo amado companheiro, julgo ser de grande importância, e deve ser levado a sério pelas lideranças das igrejas.

Um forte abraço.

Pastor Edinaldo Domingos.

Pastor Geremias Couto disse...

Caro amigo e pastor Carlos Roberto:

Além da solidariedade às famílias das vítimas e da dor que sentimos por uma tragédia dessa proporção, o seu alerta, a partir do episódio, é válido e necessário.

Muitos de nossos templos não levam em conta as questões de segurança e são uma "armadilha" pronta para o "laço", caso uma situação parecida ocorra.

Não estou dizendo que líderes cristãos façam isso (creio que não!), mas é um grave erro pedir as autoridades para "flexibilizar" aqui e ali, durante a construção, para facilitar o "habite-se" etc., etc.

Digo sem medo de errar: é brincar com o diabo!

Que o seu alerta seja ouvido em todo o Brasil, onde o "jeitinho" sempre facilita as coisas.

Abraços!

Carlos Roberto Silva, Pr. disse...

Caro amigo e pastor Geremias Couto,

Grato pelo seu responsável e exortativo comentário.

Complementando ainda, é quando ainda se pagam propinas para para que o fiscal dê o famoso "jeitinho brasileiro:

Deus usa todas as situações para nos alertar!

Grato,

Daladier Lima disse...

Temos expressado esta mesma preocupação em relação à estrutura de nossos templos. Por vezes se prioriza a economia. Cá pra nós pouquíssimos templos atendem às normas mínimas.

Carlos Roberto Silva, Pr. disse...

Caro amigo e pastor Daladier Lima,

Infelizmente, existem templo construídos à base de mutirão, porém, sem qualquer projeto arquitetônico aprovado.

É uma situação que precisa ser mudada com urgência. Cada pastor, em particular, precisar atentar para essa realidade.

Um grande abraço,

Pr. Carlos Roberto

Carlos Roberto Silva, Pr. disse...

Caro amigo e pastor Edinaldo Domingos,

Grato pela honrosa visita e comentário.
Como pastores e blogueiros, vamos cumprindo o nosso papel de alertar.

Um grande abraço,

Pr. Carlos Roberto

ROBSON SILVA disse...

Paz, meu pastor!

De algum tempo tenho me mantido afastado dos noticiários "trágicos" e "apelativos" das mídias sensacionalistas... Mas ontem fui pego de surpresa, e não tive outra reação diante da trágica notícia se não vir as lágrimas... Chorei por aquelas vidas... chorei por suas famílias... chorei por aqueles profissionais incapazes de fazer qualquer coisa para arrebatar do fogo as jovens vidas tragadas pelas chamas e pela fumaça por ela provocada... chorei pelos milhares de outros jovens que "lamentavelmente" ainda perderão suas vidas, assim, ou de outra forma, sem DEUS e sem salvação...

A Palavra de Deus nos dia em Judas 1.23: "E salvai alguns com temor, arrebatando-os do fogo..."
Precisamos ganhar esta juventude para Cristo! Acredito que esta seja a segunda e mais importante lição que podemos extrair desta terrível e irreparável perda!

Prossigo (chorando) para o Alvo... Fp. 3.14

Juscelino Vieira, Pr. disse...

Pr. Carlos,

Agora resta-nos orarmos pelas famílias e participarmos com eles da tristeza deste evento tão previsível.

Previsível por que acontecia em lugar totalmente despreparado. Será que estamos realizando reuniões em lugares preparados?

Mas deixo o meu comentário para cumprimentá-lo pelo alerta. Há a necessidade de um painel de informações sobre como evitar um evento tão trágico como este.

Thiany Luz disse...

bem lembrado pastor ....
estamos colocando mais duas portas de emergencia e verificando todo nosso equipamento estintores e treinando jovens e obreiros com o pessoal da cipa . acho que igrejas deveriam fazer isto tambem . nosso pr esta precupado principalmente com os eventos grandes .
Via Facebook

Juber Donizete Gonçalves disse...

Prezado Pr. Carlos Roberto,


Em meio à dor das famílias, seu alerta é muito oportuno para que tragédias como essas não se repitam em nenhum ambiente, inclusive nos templos religiosos. Republiquei sua postagem, com a devida referência a seu blog como fonte.

Um abraço.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...