quarta-feira, 23 de julho de 2014

NOTA DE FALECIMENTO - Ariano Suassuna, aos 87 anos, em Recife - 23.07.2014

Ariano Suassuna - 1927 - 2014


Morre escritor Ariano Suassuna, aos 87 anos, em Recife

O escritor e dramaturgo Ariano Suassuna faleceu nesta quarta-feira, 23, aos 87 anos, segundo informou a GloboNews.
O escritor foi internado na Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) do Real Hospital Português, em Recife (PE), na noite desta segunda-feira (21) após sofrer um acidente vascular cerebral (AVC). Ele estava em coma e respirava com ajuda de aparelhos.
Ariano Suassuna nasceu em João Pessoa, em 16 de junho de 1927. Seu pai, João Suassuna, governou o estado da Paraíba entre 1924 e 1928 e foi assassinado no Rio de Janeiro em consequência da Revolução de 1930, quando Ariano tinha apenas 3 anos.
No mesmo ano, sua mãe voltou com os 9 filhos para uma cidade no sertão da Paraíba, Taperoá, onde o escritor começou a frequentar a escola. Doze anos depois, a família se mudou para Recife e, em 1946, Ariano entrou na Faculdade de Direito.
Seu interesse por teatro se manifestou logo. Ainda na faculdade, Suassuna fundou com outros colegas o Teatro do Estudante Pernambucano e escreveu sua primeira peça, “Uma mulher vestida de sol”, que foi premiada.
Formou-se em 1950, mas nunca abandonou seu interesse pelo teatro. Produziu diversas peças neste período e seu maior sucesso, “O Auto da Compadecida”, foi escrita em 1955.
Com ela, o autor ganhou prêmios e projeção nacional e internacional. O texto foi traduzido para nove idiomas e adaptado para o cinema pelo diretor Guel Arraes em 2000.
Em 1957, Ariano se casou com Zélia de Andrade Lima, com a qual teve seis filhos. Foi membro fundador do Conselho Federal de Cultura, do qual fez parte de 1967 a 1973 e do Conselho Estadual de Cultura de Pernambuco, no período de 1968 a 1972.
Em 1969, foi nomeado Diretor do Departamento de Extensão Cultural da Universidade Federal de Pernambuco - UFPE, ficando no cargo até 1974.
Seu interesse pela cultura o fez lançar em Recife, em 1970, o “Movimento Armorial”, que buscava o desenvolvimento e o conhecimento das formas de expressão populares tradicionais.
O escritor também foi Secretário de Educação e Cultura do Recife de 1975 a 1978 e professor da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) por mais de 30 anos, onde ensinou Estética e Teoria do Teatro, Literatura Brasileira e História da Cultura Brasileira.
Ariano Suassuna era membro da Academia Brasileira de Letras (ABL) desde 1989. 
Atualmente, estava engajado na campanha do candidato à presidência Eduardo Campos (PSB), participando do lançamento de sua candidatura em abril em Brasília e também de um encontro com a militância de Campos no início de julho.
Fonte: EXAME

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...