sexta-feira, 9 de junho de 2017

Missionário alerta sobre depressão entre cristãos: “não espiritualize tudo”


"Deus quer ver você bem, não brinque com a depressão, não subestime-a, não deixe para amanhã o que você pode tratar hoje"

Por Dr. Rodrigo Assunção
Tive o privilégio de nascer num berço cristão e ao longo dos anos tenho acompanhado preocupado, o número cada vez maior de casos de depressão acometendo a população e por extensão muitos cristãos.
No nosso meio, infelizmente, boa parte destes casos são tratados como uma simples tristeza ocasionada por um período de provação, um problema momentâneo ou um caso exclusivamente espiritual.
Mas, em muitos, ficam evidentes as características especificas da doença. Além disso, Tenho percebido também que a depressão não tem atingido somente os membros da igreja, mas também vários líderes têm sido acometidos por ela.


A doença não tem processo seletivo, ou seja, não escolhe posição social, hierarquia ou tipo de atividade que a pessoa executa. Ela simplesmente acomete o ser humano, sendo já considerada a doença do século e suas causas podem ser orgânicas ou espirituais, podem ser por fator extrínseco ou intrínseco, o fato é que não podemos ser negligentes com relação a ela, pois a mesma desestabiliza vidas e consequentemente famílias, carreiras profissionais e no nosso caso pode prejudicar ministérios.


A depressão é um distúrbio afetivo que acompanha a humanidade ao longo de sua história. No sentido patológico, há presença de tristeza, pessimismo, baixa autoestima que aparecem com frequência e podem combinar-se entre si.

É imprescindível o acompanhamento médico tanto para o diagnóstico quanto para o tratamento adequado, apenas lembrando, as medicações antidepressivas não viciam: existe uma gama de mitos, é essencial aderir ao tratamento para cura. Deus usou medicamento como figo na época para curar um rei: este é o tipo de doença que pensamos nunca nos acometer ou que somos imunes a ela.
É importante lembrar que até o profeta Elias passou por isso. O fato de ele ter sido o canal de Deus para a realização de muitos milagres resultou num desgaste e num esgotamento físico e psicológico a ponto de apresentar sintomas clássicos da depressão.
O esgotamento, inclusive, tem sido um dos maiores promotores deste mal nos nossos dias, pois estamos diante de uma sociedade que impõe um ritmo frenético e que resulta em pessoas que se doam demais e que não se cuidam.


É importante destacar que depressão não se cura apenas com presentes e com viagens, ela precisa ser diagnosticada e devidamente tratada. Sempre tenho orientado meus pacientes sobre a importância de Deus em nossa vida e que as medicações são importantes para o tratamento.


Portanto, seja qual for a posição que você ocupe no ministério, não deixe de descansar, tirar férias, viajar, ter momentos de descontração e estar com os seus familiares, ações como estas são preventivas contra este mal. São coisas simples, mas que vão ajudar a evitar um esgotamento físico e psicológico.
E, se perceber os sintomas, não deixe de procurar um médico ou psicólogo para ter um diagnóstico correto. Saiba que, aquilo que Deus reservou pra sua vida, será seu.
Não há necessidade de sacrificar em demasia seu tempo e seu descanso, lance sobre Ele toda a sua ansiedade, porque Ele tem cuidado de nós. 1 Pd 5.7.
Dr. Rodrigo Assunção
Membro da Igreja Evangélica Assembleia de Deus Joinville
Conferencista e Palestrante para Jovens
Formado em Medicina – MG
e Ciências da Religião – SP
e Pós Graduado em Psiquiatria – SP


Fonte: Gospel Geral
ASSISTA AQUI

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...