sexta-feira, 1 de setembro de 2017

Feira Literária Cristã irá se unir à Expo Cristã em 2018



A 6ª edição da Feira Literária Internacional Cristã (FLIC) teve início nesta quinta-feira e vai até sábado (2).


A 6ª edição da Feira Literária Internacional Cristã (FLIC) marcou seu início nesta quinta-feira (31) com uma novidade. Em 2018, o evento será realizado em conjunto com a Expo Cristã, que voltou a acontecer este ano em São Paulo após um hiato de três anos.

A informação foi revelada pelo presidente da Associação de Editores Cristãos (ASEC), Emílio Fernandes, na cerimônia de abertura da feira.

“Trabalhamos nos últimos meses com a possibilidade de incorporação com a Expo Cristã, entendendo que o mercado está crescendo e precisamos ser um só”, disse ele a dezenas de líderes reunidos no Café de Pastores.

Segundo Fernandes, haverá dentro da Expo Cristã um espaço dedicado ao mercado editorial e um esforço para tornar ainda mais relevante o Prêmio Areté, considerado o "Oscar" da literatura cristã.

Representando Adriana Barros, CEO da Rede do Bem Group (empresa que incorporou a Expo Cristã e a FLIC), Karina Gama expressou a expectativa do mercado em relação à nova parceria. “Sabemos que o potencial do mercado literário é imenso e nós recebemos essa incorporação com muita alegria”, afirmou.

Emílio Fernandes, presidente da ASEC e Karina Gama,
representante da Rede do Bem.
(Foto: Guiame/Marcos Paulo Corrêa)


O mercado literário distribui cerca de 70 milhões de livros, sendo 9,5 milhões de Bíblias, segundo dados apresentados pela ASEC. Neste setor, é movimentado cerca de 1 bilhão de reais.

“A nossa missão é fortalece e capacitar, a fim de ampliar o mercado editorial cristão para que a literatura seja um instrumento de transformação da sociedade. Tudo o que nós fazemos tem esse viés”, acrescentou Fernandes.

A cerimônia de abertura da FLIC contou ainda com mensagens dos pastores Josué Campanhã, diretor do Envisionar, Erní Seibert, secretário de comunicação da Sociedade Bíblica do Brasil e a participação do vereador Rinaldi Digilio, representando a prefeitura de São Paulo.

Fonte: Guiame

O pastor Josué Campanhã foi o preletor principal do
Café de Pastores.
(Foto: Guiame/MarcosPaulo Corrêa)


Pastor Erní Seibert, secretário de comunicação da
Sociedade Bíblica do Brasil.
(Foto: Guiame/Marcos Paulo Corrêa)

2 comentários:

Laudinei- NEI disse...

Onde tudo é business, como disse o Malafaia em uma edição passada da Expo, eu achava que o pessoal da FLIC era mais sério e tinha por objetivo principal o crescimento que a literatura cristã pode dar e não o lucro que as editoras obtêm com estas publicações, mas ao ver que querem ocupar o mesmo espaço destes mercenários da Expo Cristã ( liderados por hereges e pilantras gospeis) percebo que tudo esta nivelado por baixo. Estive na última Expo e não entendo o termo cristão associado ao nome, "Expo (Falsa) religião" seria um termo mais indicado para o evento, melhor ainda seria "EXPO MAMOM".

Laudinei- NEI disse...

O que é a tal Expo Cristã a quem a FLIC quer se aliar: https://exemplobereano.blogspot.com.br/2017/08/expo-crista-digo-expo-mamom-2017-quem.html

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...