domingo, 12 de novembro de 2017

Nova Convenção das AD's do Brasil é retratada com detalhes pelo Jornal Diário do Pará


A coluna do Jornalista Mauro Bonna no Jornal Diário do Pará, noticia a fundação de uma nova Convenção em caráter nacional no seio das Assembleias de Deus no Brasil, e revela detalhes do novo projeto, com informações obtidas através dos advogados, doutores Cláudio Dias e Lucas Lima da Assembleia de Deus em Belém do Pará, que trabalham na elaboração e tratativas para a fundação da nova instituição.

VEJA A MATÉRIA

Nova Convenção das Assembleias de Deus do Brasil (CADB) é retratada em detalhes pelo Jornal Diário do Pará - 12.11.2017


Uma nova convenção de Assembleias de Deus nasce, a partir do próximo dia 2
de dezembro, para garantir mais autonomia e consultoria a pastores, reconhecer direitos das mulheres na igreja e consolidar projetos de cunho nacional, como o canal de TV da congregação.

A Convenção das Assembleias de Deus do Brasil (CADB) deve começar suas atividades com a participação de 25 mil pastores de pelo menos nove Estados brasileiros – cinco da Região Norte –, com metas em comum em prol do trabalho espiritual e também dos projetos sociais desenvolvidos por cada federação.

A decisão de deixar a Convenção Geral das Assembleias de Deus no Brasil (CGADB) foi divulgada na última quinta-feira (9), após decisão unânime tomada pelos pastores que estiveram reunidos no Templo Central de Belém e votaram pela emancipação da convenção local.

O evento teve a participação de toda a diretoria Convenção da Igreja-Mãe das Assembleias de Deus em Belém (CIMADB) e também de representantes da Igreja-Mãe.

O requerimento de desligamento da CGADB  será apresentado nesta semana que se inicia.

A CADB inicia suas atividades com a participação de cerca de 25 mil pastores de nove estados, sendo cinco da Região Norte, visando o trabalho espiritual e projetos sociais CGADB será apresentado nesta semana que se inicia.

NOVA CONVENÇÃO

A assembleia de formação da nova CADB será no dia 2, às 19h, no Centro de Convenções Centenário da Assembleia de Deus em Belém. Segundo Cláudio Dias, um dos advogados da congregação na capital paraense, o objetivo é melhorar a consultoria ao pastor que está, todos os dias, trabalhando em prol da igreja e da comunidade.

"A nova convenção, que terá caráter nacional, vai tocar projetos como o canal de televisão da Assembleia e os programas sociais. Queremos prestar mais serviços, e para isso precisamos de mais autonomia e expertise", defende.

RECONHECIMENTO DE MULHERES COMO PASTORAS

Outro avanço será o reconhecimento oficial das mulheres como pastoras. Hoje, embora façam parte do trabalho de evangelização e de atendimento sócio assistencial e cumpram, na prática, atribuições do pastor –, elas não são oficialmente reconhecidas na estrutura da Assembleia de Deus nacional. O cenário mudará com a composição da nova convenção.

REPRESENTAÇÃO

Pastores do Pará, Amazonas, Amapá, Roraima, Acre, Espírito Santo, Rio de Janeiro, São Paulo e do Distrito Federal já anunciaram a filiação à CADB.

O movimento de emancipação começou na Assembleia de Deus em Belém, em iniciativa do presidente, pastor Samuel Câmara. A ideia é que, diferentemente de como é hoje, cada Estado tenha uma sede representativa da nova convenção. "Será uma gestão descentralizada e, por isso mesmo, mais democrática, dando suporte aos pastores que trabalham pela Assembleia fora dos centros urbanos, onde a escassez de recursos é maior. Queremos dar esse suporte", reforça o advogado Lucas Martins, que também trabalha na equipe que elabora o processo de composição da CADB.

Entre as consultorias que serão dadas aos pastores estão a jurídica e a contábil, além da administrativa e do apoio nas missões evangelizadoras. "O pastor precisa ter condições essenciais para fazer um bom trabalho", afirma Cláudio Dias, lembrando que o setor de comunicação da Assembleia de Deus  receberá um grande incentivo.

"Vamos intensificar nossa relação com a comunidade em geral por meio da TV, rádio, internet e canais oficiais nas redes sociais, algo que já é forte em Belém e Manaus, mas que precisa ser ampliado no resto do país", assevera. 

ABRANGÊNCIA

A Assembleia de Deus em Belém tem 220 mil membros, espalhados em 540 templos. Desde 19 de novembro de 1910, quando os suecos Gunnar Vingren e Daniel Berg chegaram à capital paraense, vindos dos Estados Unidos, o Pará abriu as portas para a mensagem pentecostal.

Como igreja cristã-evangélica, a Assembleia de Deus é considerada a maior denominação pentecostal em todo o mundo, e estima-se que hoje tenha mais de 66 milhões de membros.

Com informações: Diário do Pará

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...