quarta-feira, 26 de setembro de 2018

Câmara aprova Projeto de lei que declara os Grupos Artísticos de Cubatão Patrimônio Cultural Imaterial


A Câmara Municipal de Cubatão aprovou projeto de lei que declara os Grupos Artísticos de Cubatão Patrimônio Cultural Imaterial.

O projeto seguiu para sanção do Prefeito Municipal e após transformado em Lei dá maior segurança à preservação e manutenção dos Grupos, que são: Banda Sinfônica de Cubatão, Banda Marcial de Cubatão e Corpo Coreográfico, Coral Zanzalá, Grupo Rinascita, Cia. de Dança, Coral Raízes da Serra (3a. Idade) e Programa BEC - Banda Escola de Cubatão.

Paralisados oficialmente desde 23 de setembro último, os Grupos Artísticos aguardam conclusão dos estudos em curso na Procuradoria Jurídica do Município que indicará ao Executivo o instrumento legal para a retomada das atividades num novo modelo de gestão.

Com o tempo dado pelo Ministério Público para a adequação do modelo de gestão, e com o risco eminente da solução de continuidade, não soou bem para a municipalidade a paralização dos grupos, dando a impressão de incompetência de setores envolvidos ou uma espécie de inércia propositada, salvo melhor explicação ou juízo. 

Parabéns a todos os vereadores pela sensibilidade para com a Cultura da Cidade de Cubatão. Espera-se agora a mesma sensibilidade do poder executivo em sancionar a lei aprovada hoje pela Câmara Municipal.

Ressalto aqui, a luta do Maestro Roberto Farias Leite da Silva, fundador da Banda Sinfônica de Cubatão e atual Coordenador dos Grupos Artísticos, que coloca toda a sua experiência cultural à disposição da cidade, permanecendo ao lado dos músicos, dos artistas e da cidade de modo geral, justamente porque faz parte desta história, da sua raiz e agora luta pela sobrevivência e manutenção daquilo que consideramos uma marca e tradição da cidade de Cubatão. 

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...