quarta-feira, 8 de maio de 2019

Igreja Universal (IURD) arrecada 230 toneladas de alimentos para ajuda a Moçambique

Para ajudar as vítimas das tragédias climáticas, a Igreja Universal do Reino de Deus promoveu o “SOS Moçambique”

Moçambique enfrentou, nas últimas semanas, dois ciclones, Idai e Kenneth, que devastaram regiões do país africano. Para ajudar as vítimas das tragédias climáticas, a Igreja Universal do Reino de Deus promoveu o "SOS Moçambique", envolvendo todos os membros da Universal na África do Sul, país vizinho, que arrecadaram cerca de 230 toneladas alimentos não perecíveis, água, roupas e calçados.
O responsável pela Universal da África do Sul, Bispo Marcelo Pires, explica que as doações estão sendo enviadas para o Instituto Nacional de Gestão de Calamidades (INGC) de Moçambique. Oito caminhões foram abastecidos com as doações e aguardam a autorização governamental para entrarem no país. "A Universal é uma importante instituição que integra a sociedade e, como tal, precisa auxiliar qualquer governo em dar assistência aos mais necessitados, principalmente, em situações de calamidade como essa".
Para o Bispo Marcelo, quando alguém passa por uma situação de desastre, a maior perda da pessoa é da esperança e da vontade de viver. "Nós sabemos que a comida irá acabar, mas a força que as vítimas dos ciclones receberão da Universal, ao perceberem o movimento de solidariedade em torno delas, dará energia e alívio para que elas sigam em frente".
Eventos promovidos pela Igreja Universal no final de semana de Páscoa, foram transformados em pontos de entrega para as doações a Moçambique. Por exemplo, no estádio do Ellis Park, em Johanesburgo – maior cidade do país – mais de 40 toneladas de doações foram recebidas em uma cerimônia a céu aberto.

Ciclones catastróficos

Em 14/3, o ciclone Idai tocou o solo de Moçambique. Os ventos ultrapassaram 170 km/h e destruíram casas, causaram alagamentos e deixaram mais de 600 mortos, ultrapassando mil em toda região – Malawi e Zimbábue também foram atingidos.
Já na semana passada, o ciclone Kenneth atingiu a costa norte de Moçambique, com tempestades e rajadas de vento que superaram 210 km/h. A tragédia deixou 38 mortos e afetou mais de 168 mil pessoas. Foi o maior ciclone já registrado na região.
Fonte: JM Notícia

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...