terça-feira, 9 de março de 2021

Pastor que queria ser arrebatado ou morrer no púlpito sofre um ataque cardíaco após pregar


O pastor Robert Lee Hamilton da Golden Gate Cathedral Church of God In Christ falava do desejo há cinco anos.

O pastor Robert Lee Hamilton, líder da Golden Gate Cathedral Church of God In Christ de New Alban (EUA), passou os últimos cinco anos compartilhando seu desejo de ser arrebatado na igreja ou morrer enquanto pregava no púlpito.

Na manhã do domingo passado (7) seu desejo foi realizado. O pastor, de 84 anos, sofreu um ataque cardíaco fulminante depois de ter pregado um sermão sobre santidade em sua igreja.  Segundo seu filho Norman Hamilton, mais tarde o sacerdote foi declaro morto em um hospital local.

Ele tem falado isso e tem sido seu testemunho por pelo menos cinco, seis anos ou mais. Ele disse: 'Não quero ficar em casa, não quero estar no hospital. Se eu não for arrebatado na igreja... quero morrer no púlpito enquanto prego a palavra'. Essa seria a sua maneira de morrer, e foi isso que Deus fez”, contou o filho ao The Christian Post.

Norman disse que o pai era saudável e estava se sentindo bem naquele domingo. E conta que depois do pastor ter pregado “ele se sentou em sua cadeira no púlpito às 13h. Então, ele olhou para o céu e morreu; como se ele tivesse tido um ataque cardíaco fulminante ali mesmo ”.

No momento, a igreja de cerca de 200 fieis percebeu que o pastor passava mal pelo barulho do microfone que caiu das mãos de Robert e fez um estrondo no chão. “Ele deixou o microfone ligado. É assim que ficamos sabendo. O microfone atingiu o chão. Todos olharam para cima e nós o vimos caído”, disse o filho.

Norman afirmou que parecia que o pai previu o que iria acontecer, pois pregou um sermão muito forte sobre estar em santidade para se encontrar com Deus: “Santidade - essa foi a sua mensagem. Ele estava dizendo aos membros que você tem que ser salvo e cheio do Espírito Santo para chegar ao Céu: 'Espere, segure o que você tem.' Essa foi sua mensagem final para a igreja antes de se sentar”.

O filho lembra que quando o pastor caiu, a igreja ficou em choque, muitos gritavam e choravam, e tentaram o reanimar.

O pastor Robert Lee Hamilton era um homem incrível e que cuidava da família, de acordo com Norman. “Ele amava sua esposa. Foi casado por 63 anos, era um homem santo, um homem incrível. Ele foi salvo e santificado aos 16 anos de idade e correu sua carreira com o Senhor desde então. Ficamos em choque”, desabafou o filho.


Fonte: Guiame

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...