domingo, 21 de março de 2021

TEMPLOS VAZIOS E A NOBREZA DO CHAMADO - Por Pr. José Verneques


COVID 19 - TEMPLOS VAZIOS E A NOBREZA DO CHAMADO - (Pr. José Verneques Santos)


Uma Reflexão aos Sacerdotes de Deus em tempos de pandemia


Adentrando ao templo qual sirvo a Deus como pastor,  e vendo-o vazio por conta das restrições impostas pelas autoridades,  como medidas salutares,  pude me deparar quão imenso ele é sem o rebanho cultuando,  e me veio à mente o quão insignificante ele se torna sem a presença de nossos irmãos adorando ao Senhor conosco.

Comecei a refletir no chamado de Deus para o sacerdócio e o Espírito Santo me fez lembrar que o Senhor Jesus nos chamou em primeira instância, para sermos apascentadores de vidas, e não zeladores de prédios. 

Deus conta com os pastores na labuta ministerial primeiramente para cuidar de vidas,  para curar ovelhas feridas,  para ampará-las quando se sentem desprotegidas, para consolá-las quando entristecidas e resgatá-las das garras dos lobos.

É urgente que nos voltemos para cumprir na íntegra o que, para Deus, tem suma importância, ou seja, cuidar das ovelhas de Seu grande rebanho. Os templos vazios nos leva a refletir que, sem ovelhas, não há necessidade de que haja pastores, pois os zeladores de prédios farão o trabalho de cuidar para que os templos, embora vazios, fiquem seguros.

Em suma, não fomos chamados para sermos zeladores,  muito embora se saiba que no âmbito administrativo seja também uma de nossas funções zelar e preservar a casa de Deus em plenas condições para recebimento dos fiéis, mas templos não são igreja. A Igreja de Jesus é  formada por pessoas que se convertem a Ele e fazem parte do Corpo de Cristo. 

Templos suntuosos jamais chamaram a atenção  de Deus, pois ele não disse Ide e pregai o cimento, mas, Ide e pregai o Evangelho.

Devemos aproveitar estes tempos em que as ovelhas não estão nos templos para refletir. Pois sem vê-las nos templos nos faz perceber o valor e a importância que cada uma delas tem e, sem elas, não  faz sentido ser pastor.

Portanto, devemos valorizar e priorizar o nosso chamado valorizando cada uma vida que o Senhor colocou sob nossa custódia,  elas são  preciosas para Deus e jamais podemos esquecer que foi por elas que o Senhor Jesus morreu, desse modo, o cuidado, a atenção, e o amor manifestado a cada ovelha do redil que cuidamos é que devem pautar nossas motivações pastorais.

Que Deus nos ajude a sempre lembrar que as ovelhas são a causa principal dos pastores existirem.

Forte abraço!!!

Pr. José Verneques




Jose Verneques Santos
Presidente da Assembléia de Deus Paulista
2° Secretário da COMADESPE
Bacharel em Teologia
Casado com irmã Zenilda Santos, Pai de três filhos e avô de três netos.
Autor de dois livros:



▶️
Jornada Ministerial ▶️ A suficiência do Evangelho de Cristo para Sua Igreja

2 comentários:

Unknown disse...

🙌🙏 as ovelhas são a "causa" da chamada e não o contrário!

Muito boa reflexão!

Unknown disse...

As ovelhas são a "causa" da chamada e não o contrário!

Muito boa reflexão!

🙌🙏

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...