terça-feira, 13 de abril de 2021

Após 14 anos de governo de esquerda, Equador elege presidente conservador



Foram três tentativas até que Guilhermo Lasso conseguiu obter a maioria dos votos e se tornou o novo presidente do Equador


Na noite do último domingo (11), a população do Equador elegeu como presidente o empresário conservador Guillermo Lasso.

Foram 52,5% dos votos contra 47,50% de Andrés Arauz, esquerdista que representava o governo que há 14 anos liderava o país.

Lasso tentava a presidência pela terceira vez e obteve a vitória. “Agradeço a Deus por todas as bênçãos que concedeu ao povo equatoriano. Devemos isso a ele. Devo a ele todas as bênçãos que ele me deu durante minha vida “, disse o novo presidente durante o seu primeiro discurso.

Aborto e defesa da comunidade LGBT
 
Durante seu primeiro discurso, Lasso falou sobre temas polêmicos como a legalização do aborto.

O novo presidente diz que “acredita na vida desde a concepção” e que não pretende mudar este princípio. Ele se declara inimigo do socialismo do século 21 promovido pela Venezuela e Cuba, cujo capítulo equatoriano se identifica com a Revolução Cidadã liderada por Rafael Correa.

Aos grupos LGBT, ele disse: “Vou cumprir meu compromisso de protegê-los para evitar que sejam estigmatizados e escolhidos por seu modo de ver a vida”.

O presidente eleito encerrou seu discurso invocando a ajuda divina. “Peço a Deus que continue nos abençoando e nos dê sabedoria para governar”.

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...