quinta-feira, 25 de novembro de 2021

Pastores militantes Fulani matam dois na Nigéria


Homens foram assassinados enquanto cuidavam de suas fazendas

Pastores militantes Fulani atacaram e matam dois fazendeiros no estado de Plateau, na Nigéria. Homens foram assassinados enquanto cuidavam de suas fazendas.

A informação foi confirmada pelo secretário nacional de publicidade da Irigwe Development Association (IDA), Davidson Malison. “Duas pessoas Rigwe foram mortas ontem por pastores Fulani no vilarejo de Ancha, no distrito de Miango, Rigwe Chiefdom de Bassa LGA do Estado de Plateau” , disse ele.

De acordo com Malison, as vítimas foram identificadas como Daniel James, 32, e Zakwe Deba, 35.

"Toda a nação Rigwe está entristecida por esse desafortunado desenvolvimento e pede medidas mais proativas por parte do pessoal de segurança e do governo para acabar com esse derramamento de sangue na terra” , acrescentou o secretário.

A International Christian Concern (ICC) explica a diferença entre os fulani e os pastores militantes fulani. "Fulani são um grupo étnico, a maioria dos quais vive em paz com seus vizinhos. Militantes Fulani, no entanto, são membros do grupo étnico Fulani que se radicalizou por uma forma de extremo Islã. Esses militantes usam seu comércio de gado para se deslocar por todo o país, matando fazendeiros cristãos, destruindo aldeias e tomando terras" afirma a organização que monitora o índice de perseguição religiosa no mundo.

A população local tem sofrido com frequentes ataques do grupo, e o governo nigeriano alega que a situação está fora do seu controle, e que está fazendo o que pode para pôr fim aos conflitos. Porém, diversas instituições, que buscam garantir os direitos humanos do cidadão, alegam que por muitas vezes, "o governo é incompetente ou auxilia e incita os agressores". 

CPAD News/ Com informações International Christian Concern (ICC) - Foto: Ilustrativa/ Pixabay.com

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...