segunda-feira, 7 de março de 2011

Assembleia de Deus em Curitiba - Eleições para Presidente - Prazos e datas-limite


Pr. Wagner Tadeu Gaby - Vice Presidente - AD Curitiba Pr.


Pr. Wagner Gabi convoca eleição para o cargo de Pastor Presidente da AD em Curitiba

O vice-presidente da AD Curitiba, o pastor e coronel da reserva do Exército Wagner dos Santos Tadeu Gabi (foto), convocou eleições para a nova presidência da Assembléia de Deus em Curitiba, devido ao falecimento de seu titular pastor José Pimentel de Carvalho. Ela acontecerá no dia 27 de março das 9 as 5 da tarde e todos os membros da igreja com situação regularizada na secretaria geral poderão dar o seu voto.

O edital foi publicado no site da igreja (www.assembleiadedeus.org.br) no último dia 2, divulgando o regulamento interno da Igreja presente no seu estatuto, onde estabelecem prazos, regras para a comissão eleitoral, candidatos e eleitores.

De acordo com o estatuto os candidatos terão somente até dia 7 de março para se inscreverem na condição de candidato a pastor presidente. Até esta data, todos os candidatos devem estar com a documentação em ordem para cumprir as exigências estatutárias.


O candidato a pastor presidente deve ser membro da Igreja em Curitiba, e ser pastor com atividade plena na Convenção Geral das Assembleias de Deus no Brasil há mais de cinco anos. O edital de divulgação dos candidatos deverá ser publicado no dia 15 de março.

Os candidatos a pastor presidente deverão entregar material de divulgação (currículo ministerial e fotos) até o dia 14 e no dia 15 de março, na publicação do edital as informações do candidato serão publicadas em mural informativo e no site da Igreja.

Quanto aos membros poderão participar da eleição todos os cadastrados na Secretaria Geral da Assembleia de Deus em Curitiba, uma lista preliminar de eleitores aptos a votar, será publicada amanhã, 08 de março, já a lista definitiva sairá no dia 25 de março no site da Igreja.

Veja abaixo o Calendário das Eleições Extraordinárias para Pastor Presidente em Curitiba

07 a 11 de março:
Período de Inscrição de candidatos a pastor presidente.

08 de março:
Publicação de eleitores aptos a votar no site da Igreja (assembleiadedeus.org. br) e mural no templo sede.

12 de março:
Reunião de Corpo de Ministros para apresentação de candidatos a Comissão Eleitoral

14 de março:
Comissão Eleitoral irá definir ordem em que os nomes dos candidatos constarão na cédula eleitoral, mediante sorteio. Prazo para os candidatos apresentarem o seu material de divulgação.

15 de março:
Divulgação da lista de candidatos ao eleitor por meio de edital no site da Igreja e mural no templo sede.

20 de março:
Prazo para o eleitor regularizar seu cadastro ou solicitar exclusão da lista, caso não seja membro da Igreja em Curitiba.

25 de março:
Publicação da lista definitiva dos eleitores aptos a votar.

27 de março:
Assembleia Geral Extraordinária a ser realizada entre 9 às 17 horas, no templo sede em Curitiba. 

Após o encerramento ocorre o inicio da apuração e a divulgação do eleito ocorre logo após o término.

De acordo com o pastor auxiliar em Curitiba Antonio Souza, “a igreja está orando para que seja feita a vontade do Senhor”

9 comentários:

Robson Aguiar disse...

Pastor Carlos,

Confesso estar ansioso para saber quem será o novo presidente da AD em Curitiba. Pensei que o pastor Gaby iria se candidatar, pelo visto, não será candidato.

Recebi uma ligação de alguém que diz que uma chapa muito forte está se formando para disputar a presidencia.

Vamos aguardar o desfecho dessa eleição orando para que o melhor candidato seja eleito.

Abraços!

Pastor Geremias Couto disse...

Caro pastor e amigo Carlos Roberto:

Muito interessante e, pelo visto, bem organizado o processo.

Apenas uma observação curiosa: Por esse sistema, o saudoso pr. José Pimentel de Carvalho jamais teria sido pastor em Curitiba, visto que nos idos de 1962 era pastor no Rio de Janeiro.

Mas os tempos mudam!

Abraços!

Pr. Carlos Roberto disse...

Olá amigo e pastor Robson Aguiar,

A Paz do Senhor!

Para todos os efeitos, o processo está transparente e satisfaz as exigências humanas do nosso tempo. Esperamos que todos ouçam a voz do Espírito Santo. A democracia apenas não é suficiente, é necessário colocá-la à apreciação do dono da obra.

Oremos!

Um grande abraço!
Seu conservo,

Pr. Carlos Roberto

Pr. Carlos Roberto disse...

Caro amigo e pastor Geremias Couto,

Shalom!

Muito boa a sua observação.

E veja que deu certo por 48 anos!rsrs

Será que em um processo democrático suportaria tanto tempo assim?

Bem, mas os tempos eram outros e de qualquer maneira, entendo que a democracia deste também precisa de alguma forma estar submetida à vontade de Deus e ao controle do Espírito Santo.

Nesse caso, caberá a cada eleitor submeter o seu voto à vontade do altíssimo.

Não vale somente o "fervor eleitoral" e as preferências pessoais.

Por ora, oremos pelos envolvidos no processo!

Um grande abraço!

Pr. Carlos Roberto

Anônimo disse...

Incrivel o desconhecimento da Palavra de Deus. DEMOCRACIA e TEOCRACIA são regimes que não combinam. Gideão quando em sua batalha, foi orientado a deixar de lado os covardes 22.000, depois dos 10.000 restantes que ainda eram muito para DEUS, escolheu num processo 'exclusivo de Deus' os 300 homens necessários. Jz 7:1-8.
Igreja não é para ser dirigida por ADVOGADOS (até podem os ser), mas sim por OBREIROS. Como disse o Pr. Geremias: por esse processo a igreja em Curitiba jamais teria o privilégio de ter sido pastoreaada por essa uninimidade entre os assembleianos - O PR. PIMENTEL.

Anônimo disse...

O estatuto para presidente foi o pastor Pimentel que deixou pronto.

Graças ao pastor que vamos votar, se não vc ele, tenho certeza estaria a maior briga pelo poder, agora com certeza a pastora tem que obedecer o estatuto da igreja.Graças a Deus por tudo.Eu já estava cansada de ir a igreja nas reuniões administrativas e quando tinha alguma coisa para aprovar simplesmente era dito para as ovelhas, quem concorda fica sentado e, quem não concorda fique em pé.
Quem ia pagar um mico deste, como fala a juventude, rs rs rs .
Eu é que não ia rs rs rs...
Estou falando da minha igreja de Curitiba.
Agora sim a menbresia vai votar com gosto.

Oziel Castanho disse...

Creio que a melhor maneira, nos dias de hoje, para se escolher um pastor presidente seja a democracia.

Atualmente, com um pequeno grupo de obreiros escolhendo sabe-se lá com qual critério, sob o pretexto de "pareceu bem a nós e ao Espírito escolher o...", não são poucas as igrejas sofrendo com péssimas administrações pastorais.

Missionario internacional, Bispo universal, Apóstolo Mundial disse...

Deus tenha misericódia! Com a presidência do querido Pastor Pimentel já tava difícil, imagina agora com candidatos totalmente desqualificados, repito : "Deus tenha misericórdia!"

Germano L. disse...

A observação do Pastor Geremias é o que sempre questionei,se Jessé apresentasse à Samuel apenas os que estavam em casa, o escolhido de Deus, Davi teria ficado de fora e o gigante continuaría matando.
Será que não corremos o risco de ter deixado o escolhido Davi fora? O tempo nos dirá.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...