quarta-feira, 27 de abril de 2011

VICE-DEUS - Quem se habilita?


A Bíblia é clara quanto a honra que devemos prestar a todo e qualquer que mereça, principalmente aos nossos líderes, no entanto, nos últimos tempos temos presenciado alguns excessos e, em algumas situações a coisa é feita de maneira tão frívola e irresponsável que chega a ultrapassar a linha do aceitável.

O pior de tudo é quando isso é exercitado em "nome de Deus", utilizando-se de  hinos, versículos bíblicos e até mesmo falsas mensagens proféticas.

O fato que aqui vou contar não é piada, mas o relato de um fato contado pelo próprio homenageado que se sentiu envergonhado e disse que, jamais o tal pregador voltará para ministrar em sua Igreja. Esclareço que por questões obvias e éticas, não postarei nomes, mas conheço os figurantes, a igreja que assistiu, e o local onde isso aconteceu e, quando  os próprios lerem este post, saberão que me refiro a eles.

Vamos ao fato:

O evento se tratava de um culto em ação de graças pelo aniversário do Pastor Presidente do Ministério. Logicamente, os grupos e departamentos deram sua palavra de congratulação como de costume, e cada um tratou de agradecer a Deus pelas qualidades, dons e talentos apresentados pelo líder aniversariante.

Chegando o momento da mensagem final, o preletor da noite iniciou sua fala, primeiro trazendo sua palavra de gratidão e homenagem ao pastor.


Ao perceber que tudo o que falava já havia sido dito por alguém, e na  realidade o que estava fazendo era praticamente "chover no  molhado", tratou de encerrar a questão em alto estilo, e ficar marcado na história daquele pastor e igreja, quando disse:

"Irmãos, todos sabemos perfeitamente, segundo as Escrituras Sagradas que, Deus não tem vice, porém, na minha opinião, se porventura Deus tivesse que escolher um:" (nesse momento, volta-se para o pastor presidente sentado na cadeira do meio, exatamente atrás dele, aponta para o líder e diz em alto e vibrante som:) "ESSE HOMEM DE DEUS SERIA O ESCOLHIDO"


Seria cômico se não fosse trágico.
Onde iremos parar?

18 comentários:

Judson Canto disse...

Caro pastor Carlos,

Muito boa a história.

Na década de 1980, eu costumava ler as tirinhas de "Fagundes, o puxa-saco", um sujeito imbatível nessa arte. O pregador aí deve ser o filho crente do Fagundes, eh, eh!

Abraço.

Judson.

Pr Paulo Lemos disse...

Caro Pastor, os cultos em homenagem a pastores de aniversário são legítimos; mas já percebeu o que se passa em muitos desses cultos? Já fui em muitos cultos em que o pastor, carente de palavras de auto afirmação e elogios se rende aos mais dissimulados bajuladores, enquanto esses bajuladores competem nas suas performances na tentativa de serem tão estrelas quanto a estrela principal. As vezes lembra um filme antigo, em que Nero, maluco, sem nenhum motivo para ser elogiado, é o tempo todo louvado, elogiado pelas qualidades e talentos que ele não tem, e os elogios partem de gente sóbria, equilibrada, mas numa representação grotesca, num jogo em que um precisa desesperadamente de elogio, enquanto outros precisam fazer esse "culto elogioso" para se manterem vivos, nos cargos. Alguns elogiam e "cultuam" de forma sincera, mesmo que sinceramente errados, e outros ainda, mesmo sabendo o quanto é ridículo tecer elogios intermináveis para pessoas ou pessoa que não merecem elogio algum, se submetem a tal, porque "Nero" quer simplesmente a unanimidade. Confesso que mesmo sem se referir a estes aniversariantes da forma simplória e ladina como fez este pregador, uma mensagem fica o tempo todo implícita, a de que o sujeito em questão bem que poderia ser um vice deus. De olho nesse picadeiro, os convidados esclarecidos e politizados presentes na homenagem, alguns não crentes, mesmo que finjam gostar, traçam paralelos interessantes entre o que vêem nesse âmbito religioso, e o que vêem nos caudilhos latino americanos, tipo, Chavez, Fidel Castro, Evo Morales... Líderes que se alimentam do "culto" do povo, mesmo que manipulado ou teatralizado. Mas como o povo simples brasileiro é acostumado com figuras messiânicas, coronéis, com paternalismos, alguns competem nesse exagero doentio. Cabe a nós líderes, o importante papel de ajudar o povo a se libertar dessa necessidade de eleger figuras humanas semi divinas; infelizmente, muitos líderes pensando como o povo pensa, ao invés de quebrar esse cativeiro mental, estimulam, até porque o "adorado" será ele, e na sua maneira equivocada de pensar, ele merece tamanha honra. Seria engraçado se não fosse trágico.
Pr Paulo Lemos

vagner ribeiro disse...

Acho que o mais correto seria, parabenizar o pastor aniversariante e depois pregar ou expor palavra dando honra a Deus, porque culto é em ações de graça a Deus, e não pra adorar o pastor, somente devemos honra-lo como um simples pastor. Toda honra e toda glória sejam dadas a Deus. Vamos ter considerações e não adoração com o nosso pastor.

Pr Paulo Lemos disse...

O que tenho visto é até o pregador convidado, ler um texto da Bíblia para "escorar" os "confetes" e passar o tempo todo pregando sobre o homenageado. Muitos, acredito eu, tanto pastores (aqui nem tanto) homenageados quanto os que lhes rendem homenagens, o fazem na simplicidade... Quero acreditar nisso.

Pr. Nonato Souza disse...

Eh, nobre companheiro pastor Carlos Roberto, não estranhemos se aparecer alguém habilitado para tal cargo.Isso se torna possível quando os homens preferem prestar a si próprio o devido louvor por seus feitos. Alguns se acham prodigiosos e preferem glorificar a si próprio ante o Deus de toda glória. Esse é uma mau do século.
Att. Pr. Nonato Souza.

Visite o meu blog e leia o texto:"A Glória de Deus e a glória dos homens"(blogdoprnonatosouza.blospot.com)

Pastor Geremias Couto disse...

Meu caro amigo:

Daqui a pouco vão inventar uma sequência de cadeiras de vices para atender a "demanda".

Abraços!

David disse...

Pr.Carlos, paz do Senhor Jesus!
Só faltou ele profetizar:"meu servo! a ti te digo. parabéns pra você, e digo mais, é pique ..é pique ..é pique"
Abraço
Pr. David Martins

disse...

kkkkkkk Que isso?? Eu to que não consigo para de rir aqui. Meu Deus eu não aguento esse negócio de bajuladores. Graças a Deus que onde estou nem tem isso. Se tiver meu pastor da logo uma chamada no povo pra para de bajulações. kkkk

Elias Lukas disse...

Esta é uma realidade que cada vez mais se faz presente dentro das igrejas principalmente porque os novos preletores e cantores para conquistar novos espaços acabam elegendo os "Vice-Deus". Que Deus tenha misericordia de nossas igrejas para não seja envolvido numa cortina de fumaça que se cham vaidade e façao com que lideres sérios se deixe envolver por tamanha imponencia que o cargo pode proporcionar.

Elias Lukas
AD Londres
Via Facebook

Uilson Camilo disse...

Pr. Carlos,
Paz do senhor!
Melhor seria ter apenas feita a exposição da palavara.
Infeliz colocação do tal pregador, Deus nos guarde disto.
Se ele queria fazer média com o referido Pastor acho que se deu muito mal.

Abraços.

Uilson Camilo

edna disse...

Este pregador perdeo mais uma oportunidade de adorar o seu Criador, ficou no ridículo.
É como aqueles que subistetue um pregador no Pubíto por um visitante
só por ser ele um empresário influente.
É lamentavel....

Wilson Jr. M. Matsubara disse...

Esse é o risco que se corre quando o homem é homenageado. O risco do exagero.

Quando Deus é exaltado nunca corremos o risco do exagero. O máximo que dermos ainda será pouco.

Já para homens, o mínimo sempre é o melhor.

Afinal, não existem grande homens de Deus. Existem, isso sim, homens quebrantados, humildes, submissos e contritos, os quais Deus pode usar livremente.

Ide e anunciai disse...

Grça e Paz Pr.Carlos.

Alguns estão "monopolizando" Jesus,
outros "endeusando" os homens.

Onde iremos parar!

Esteves disse...

Essa é a cultura assembleiana, que alimenta os presidentes que se tornaram os semideuses.... quase imortais.... com poderes sem limites... entidades espirituais esquizofrenicas.... senhores dos feudos construidos com a ignorancia de uma gente simples e humilde... MAS O REI ESTÁ VOLTANDO....

Pr. Esteves Jacinto

Ladislau Rodrigues, Pr. disse...

"Servo, diáconos, apóstolos, bispo, semi-Deus, vice-Deus e Deus, cargo muito desejado pelo diabo. Porque será que estamos desejando as mesmas coisa que o arquinimigo de Deus?

abrs meu amigo"

Via Rede Plaxo

Ladislau Rodrigues, Pr. disse...

"Tenho uma sentimento agridoce:
rio e choro ao mesmo tempo"
Via Rede Plaxo

Anônimo disse...

Graças a Deus que o pastor-presidente da minha igreja mandou retirar do pulpito aquela cadeira de rei que quase todas as assembléias de Deus tem.Quanta arrogancia existe nesses lideres assembleianos que Deus me perdoe.

sillermo disse...

É por isso mesmo que sempre chamei esse tipo de culto de "culto badalatório", que de culto não tem nada.
Começa por ser preparado, programado por alguns mais chegados, para não dizer puxas, e depois pelo povão que vai na onda. Ainda tem que dar presente, em dinheiro, com quantia estipulada na maioria dos casos. Eu nunca programei esse tipo de culto nas igrejas por onde tenho passado. Não está errado mas não faz o meu feitio porque acho que o porteiro merece muito mais que o pastor, muitas vezes.
Pobre gente.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...