sábado, 7 de maio de 2011

HOMOSSEXUALISMO - União estável aprovada por 10 a 0 no STF

Homossexualismo


Com a equiparação de direitos e deveres de casais heterossexuais e homossexuais, aprovada nesta quinta-feira pelo Supremo Tribunal Federal (STF), a rotina dos casais gays deve passar por alterações, principalmente para incorporar novos direitos civis. 


A decisão do STF, que foi aprovada por 10 a 0 dos votos dos ministros, faz com que a união homoafetiva seja reconhecida como uma entidade familiar e, portanto, regida pelas mesmas regras que se aplicam à união estável dos casais heterossexuais, conforme previsão do Código Civil.

O art. 226 da Constituição Federal afirma:

A família, base da sociedade, tem especial proteção do Estado.
§ 3º - Para efeito da proteção do Estado, é reconhecida a união estável entre o homem e a mulher como entidade familiar, devendo a lei facilitar sua conversão em casamento.
A decisão de hoje, abre caminho para que outras situações de difícil acordo no Congresso Nacional, sejam julgadas pelo STF, o que consigna grave precedente de inversão de papéis, e ainda passa como um verdadeiro trator sôbre o poder legislativo que representa legitimamente o povo brasileiro.

Do ponto de vista espiritual, o estado brasileiro caminha  a passos largos contra  os princípios da Palavra de Deus, e pasmem, isso é só começo. Antes das últimas eleições no ano que passou, essa bola foi cantada amplamente aqui na blogosfera, mas encontrou resistência mesmo dentro da Igreja. Agora tais defensores se calam. Quando líderes religiosos pensam mais em seus próprios interesses do que na defesa dos princípios cristãos, o diabo deita e rola.

Sei perfeitamente que nossa resistência poderia não impedir, mas com certeza dificultaria muita coisa, e não ficaríamos agora, assistindo de camarote a água descer ralo abaixo.

Aos que conseguem enxergar isso, que oremos pelo Brasil.

27 comentários:

David Bispo disse...

Prezado Pastor Carlos.

A PL 122 que tramita no Congresso, e com essa nova do STF só mostram que o nosso país caminha cada dia mais para aprimorar o direito da minoria, se sobressaindo da maioria.

Agora convenhamos, isso é só o começo. Nós Pastores iremos sofrer e muito por causa do evangelho daqui para a frente.

Oremos, e além de orar, nos manifestar também, pois além de membros e protestantes, somos cidadãos brasileiros, com direitos e deveres também.

Um abraço, e espero conhecer a Igreja de Cubatão brevemente

Pb. David E Bispo
AD BELEM SP

Pb. Gilvan Paz disse...

Pr. Carlos, a Paz do Senhor!

Não consigo olhar para uma situação dessa e não lamentar, chorar e entristecer-se como muito o fez Jeremias.
"A tua habitação está no meio do engano; pelo engano recusam conhecer-me, diz o SENHOR." Jer 9:6 "...ainda que eu os ensinava, madrugando e ensinando-os, eles não deram ouvidos para receberem o ensino." Jer. 32:33b Certamente estão caminhando para um próximo e mui desejado passo que vem sendo orquestrado há tempos, qual seja: "antes, puseram as suas abominações na casa que se chama pelo meu nome, para a profanarem." Jr. 32:34, naturalmente guardadas as proporções do tempo, cenário motivações em que esta palavra foi dita à Jeremias, pelo Senhor Deus. Não estamos longe disso, se efetivamente não agirmos. Só o fato de manifestarmos, já é em si uma ação. Fique na Paz do Senhor.

Abs. Pb. Gilvan Paz

zurisadai disse...

E lamentavel ler na internet noticias como esta, que traz tristeza ao coração de qualquer cristão.
Precisamos como igreja, nos unir em oração, para impedir que a ditadura gay se instaure em nosso país, se isso acontecer, o Brasil vai se transformar numa enorme Sodoma e Gomorra.

CONFERENCISTA RICARDO RIBEIRO disse...

Caro Pr. Carlos Roberto, estou profundamente decepcionado com a CGADB e sua omissão neste episódio. A luta pelo poder os deixou tão ocupados, que não tiveram tempo de ver o estrago que o inimigo fizera. Com certeza, com o devido respeito, Pr. Silas Malafaia teria evitado isso se estivesse à frente da mesma, pois ele é o único empenhado ao máximo.

Já imaginou, usar nossas revistas de EBSs para saturar nosso povo de informações a respeito de tais ameaças e como reagir, Mensageiro da Paz, demais periódicos e meios vituais e televisivos?

Forte abraço, paz.
Obrigado

Anselmo Melo disse...

Eu particularmente já contava com esse parecer dos ministros.isso tudo vem sendo orquestrado a tempos, e,infelizmente é apenas a ponta de um enorme iceberg.Tomara o fato faça com que homens de bem que desejam a preservação da moral,unam suas vozes agora.O caminho para a sodomização da nação acaba de ser aberto.
Que o Senhor tenha misericórdia de nós!

Pr Ivair José Lehm disse...

A Paz do Senhor Jesus.
Não quero aqui colocar a culpa em "a" ou "b", mesmo porque não tenho esse direito. Mas a verdade é que a direção das Assembléias de Deus no Brasil, devem ser revistas, pois nossos lideres estão muito mais preocupados com seus status de presidentes, seus campos e ministérios que com o Evangelho. O Brasil está sendo conduzido a passos largos para uma verdadeira "farra" de satanás e ainda vejo homens na tv dizendo que o Brasil está experimentando um grande avivamento.
Isso é o que meu avó chamava de " tapar o sol com a peneira".
Mesmo com toda a sua maneira rispida de falar ana tv, o Pr Silas Malafaia, foi o unico que desde o inicio vem falando contra essa desgraça anunciada. Nunca vi Soares, JW, Santiago, Apostolos aos montes, dizerem uma palavra contra. Isso só nos faz entender que cada um está mais preocupado cm os cofres de suas igrejas e não com a verdade do Evangelho.
Que Deus tenha misericórdia de sua igreja e levante centenas de Silas Malafaia neste país, tão desprovido de profetas e cheio de aproveitadores.

Esteves disse...

Pr. Carlos
É triste, mas a legalidade do casamento homossexual é uma realidade que ninguem poderia evitar. Nem o "Pr. Silas Malafaia", segundo a sugestao do irmao Ricardo Ribeiro. Em outros Paises onde a igreja de Deus está presente, tambem nao foi possivel impedir. E nao foi só a CGADB que nao se pronunciou. Outras instituições religiosas evangelicas, tambem foram omissas.
o problema da CGADB não é de um homem, mas do sistema que é viciado e mundano.

Pr. Esteves Jacinto

Fábio José Lima disse...

Graça e Paz Pr. Carlos,

Olha, assim como o Pr. Anselmo disse, eu também não me surpreendi com a vitória, agora com o placar, isso sim me surpreendeu, mas o que fazer, se a caneta e o Diário Oficial estão nas mãos deles, Ministros?
Gostaria de salientar alguns pontos que pude perceber durante a discussão em plenário, por parte dos Ministros, vamos lá:
O Primeiro ponto foi o esforço e o estudo que eles fizeram para tentar formar uma aura de legalidade sobre o tema (bem diferente em outros casos com importância até maior, onde nem discussão há e só se vê o famoso: “acompanho o voto do Relator”), demonstrando, na doutrina, legislação e jurisprudência nacional e internacional, toda a ruptura que o Direito vem tendo, nos últimos anos, com relação a algumas “amarras”, onde se distancia de certas convicções (lendo aqui convicções religiosas), obtendo paulatinamente uma visão mais “humana”, beneficiando a todos, tentando harmonizar todos os segmentos da sociedade, se preocupando com as minorias (a demagogia é tanta que parece que a única minoria que existe é a gay, pois não se vê decisões e proteções para outras minorias, que são muito mais injustiçadas, e existem, porém são esquecidas, sem falar na grande maioria da população Brasileira que sofre nas mãos do Estado, veja o caso da saúde, e vai ver os processos que correm por lá, beneficiando direta ou indiretamente o governo, quando não estão dormindo eternamente em berço esplêndido, engavetados, dentro do chamado embargo de gaveta, não decidem contra nem a favor, “apenas” se omitem...), encontrado suposto abrigo dentro do princípio da dignidade da pessoa humana.
Em segundo lugar o que chama a atenção é que a construção dessa decisão se deu, no Brasil, ao logo de anos, pois foi demonstrado que inúmeras leis foram alteradas onde se aponta uma “abertura” na mentalidade e vontade do legislador, com relação a causa, o que teria conduzido a um suposto amadurecimento para que se chegasse a essa decisão, para mim fica patente os anos e anos de omissão da bancada parlamentar Cristã (coloco bancada Cristão, pois até onde se vê a Igreja Católica Romana, também, está se mostrando contra tudo isso, e segura aí que ainda vou falar um pouquinho sobre ela, mais a frente).
O terceiro ponto que gostaria de colocar, é, justamente, em relação aos Ministros e Ministras do STF, pois, quase todos eles, são, declaradamente, Cristãos, Católicos Romano, exceto dois, o Sr. Min. Relator, Dr. Carlos Augusto Ayres de Freitas Britto, que professa a ideia Holista e o Sr. Min. Luiz Fux, que professa o judaísmo, agora a pergunta que não quer calar é a seguinte: qual vai ser a posição da Igreja Católica Romana, com relação aos Ministros do STF, que professam essa religião, em função da decisão que acabaram de tomar, serão excomungados, ou pau que bate em Chico, não bate em Francisco?
Por fim, espero que continuemos orando, e principalmente agindo, para que coisas assim não continuem a ganhar espaço, não esqueçamos que existem leis em discussão no Congresso Nacional, ainda piores que a decisão que foi tomada na tarde de ontem pelo STF.
Fiquem na Paz.

Anônimo disse...

Pb. Cleilson Gomes, Ass. de Deus.

A paz do Senhor amados,

Pelo que percebi dos comentários nesse blog sobre assunto, não de todos é claro, mas de boa parte deles, é que toda a culpa pelo reconhecimento da união civil entre homossexuais é da denominação Assembleia de Deus!
Calma aí amados!
Não vejo outras denominações, quer tradicionais, quer pentecostais ou novos pentecostais tratando com afinco do assunto.
Em verdade, não há culpados mas sim omissos.
Veja que no texto sagrado encontramos o Apóstolo Paulo afirmando que Deus os entregou (homossexuais) às suas próprias paixões (Rm. cap. 1). Ou seja, trata-se do cumprimento da palavra que não passará vazia.
Não é momento de procurarmos os culpados mas de alertar os omissos, chamando-os ao despertamento, pois a autovalorização do ser humano pelas instituições estatais a cada dia será mais ampla, confrontando, é claro, com o que diz a Bíblia.
A vinda do Messias está MUITO próxima irmãos!
Quanto ao voto de cada ministro do STF, pude acompanhar na íntegra alguns. Vi que eles se basearam em constitucionalistas europeus, e ainda, em decisões da união européia sobre o assunto, não levando em consideração a própria CF/88. E isso, pode nos fazer ficar atento no seguinte sentido, de que outros direitos constitucionais da população brasileira poderão ser desprezados, favorecendo ainda mais a autovalorização do homem, ou melhor, ao princípio constitucional da dignidade da pessoa humana, que ao meu olhar, parece uma faca de dois gumes.
Oremos pela união da Igreja do senhor Jesus, pois dias melhores NÃO virão.
Que Deus em Cristo nos abençoe. Amém.
Pb. Cleilson Gomes - Assembleia de Deus.
A paz do Senhor amados,

Pelo que percebi dos que comentaram nesse blog sobre esse assunto, pareçe que toda a culpa pelo reconhecimento da união homoafetiva é da denominação Assembleia de Deus!
Calma aí amados.
Não vejo outras denominações, quer tradicionais, quer pentecostais ou neopentecostais tratando com afinco do assunto.
Em verdade, não há culpados mas sim omissos.
Veja que no texto sagrado encontramos o Apóstolo Paulo afirmando que Deus os entregou às suas proprias paixões (Rm. cap. 1). Ou seja, trata-se do cumprimento da palavra que não passará vazia.
Não é momento de procurarmos os culpados, mas alertar os omissos, chamando-os ao despertamento, pois a alto-valorização do ser humano pela instituições estatais a cada dia será mais ampla, confrontando, é claro, com o que diz a Bíblia.
A vinda do Messias está MUITO próxima irmão!
Quanto ao voto de cada ministro do STF, pude acompanhar na íntegra algusn. Vi que eles se basearam em constitucionalistas europeus, ainda, em decisãoes da união européia, não levando em consideração a própria CF/88. E isso, pode nos fazer ficar atento, que outros direitos de toda a população pode ser desprezado pela a auto-valorização do homem, ou melhor, da dignidade da pessoa humana.
Oremos pela união da Igraja do senhor Jesus, pois dias melhores não virão.
Que Deus em Cristo nos abençoe. Amém.
Pb. Cleilson Gomes - Assembleia de Deus em Nova Metrópole, Ceará.

disse...

A questão é legal porém nunca será moral. Bom as questões de direitos são normais, eles são cidadãos como qualquer hetero é cidadão eles não são isento porque são gays, eles tem todas as obrigações que qualquer crente salvo tem, isso é uma questão social e não religiosa. Isso não tem nada haver coma igreja, o unico perigo é que isso abre precedentes para a provação da PLC 122 isso porque muitos parlamentares pode se influenciar e começar a dar direitos a gays acima de qualquer cidadão comum. O que aconteceu ontem foi normal, nem todos são santos eles são ímpios isso é questão social, nosso governo é laico aqui não somos comandados por talebãs. Temos que entender que a igreja não governa o país. Agora, quero ver a liderança católica e evangélicas no Congresso para destruir esta lei, esta que é perigosa, que vem com o kit gay, querendo catequizar o bumbum dos outros, criminalizarão da homofobia, profanação do casamento que é um sacramento religioso tanto no civil quanto no religioso, isso que tem que ser combatido, eles deveriam se dar por satisfeito com o que ganharam ontem , mas o negócio deles é bagunçar com a igreja , isso que não pode ser permitido. A CNBB enviou um advogado para lá, e os evangélicos enviaram quem?? Aaah! não podem, eles estão brigando pela cachaça do poder, outros pelo espaço na TV, RR SOares ,e Silas, Waldemiro estão brigando por espaço na tv. Mas eles deveriam fazer uma comitiva de pastores para derrubar esta afronta a igreja e a sociedade. Paz

vagner ribeiro disse...

Se não fosse o Pastor Silas Malafaia a coisa estaria pior. As igrejas evangélicas não são culpadas, mas omissas, poderiam fazer mais e não fazem, salvo alguns blogueiros e pastores que incansavelmente são nossas vozes. As assembléias de Deus é a maior denominação evangélica do país e a CGADB seu maior represente, por isso, deveria ter feito mais, mesmo que não desse resultado algum

Casal 20 disse...

Querido Pastor Carlos, gostaria de compartilhar contigo o link do Reinaldo Azevedo que também comentou sobre essa decisão do STF e sua inconstitucionalidade.

http://veja.abril.com.br/blog/reinaldo/


Abraços sempre afetuosos.

Gesiel Camilo disse...

PASTOR CARLOS,
Deus abencoe, também estou indignado com tal situacao. Mas a minha indignação, nao e contra o STF nem contra os próprios homossexuais, e sim com a igreja.
Expus minha opinião em meu blog, e vou posta-la aqui com a sua permissão. Que Deus abencoe

gesielcamilo.blogspot.com


PARABENS,

Igreja Evangélica Brasileira. Você se mostrou morta como as demais espalhadas pelo mundo. Mostrou a sua cara real: calada ante as situações do mundo. Qual seria o pensamento de Cristo agora a respeito da “sua” igreja?

O reconhecimento civil da união homossexual foi aprovado pelo STF brasileiro.

Porem, a culpa não e do STF tampouco dos próprios homossexuais, me perdoem. Não estou defendendo ninguém, a culpa e da igreja.

Essa igreja que um dia foi denominada protestante que renunciava a vida “mundana,” denunciava o pecado do povo e anunciava o perdão e a misericórdia de Deus.

Você e culpada igreja, por abandonar seu propósito e deixar que leis humanas permaneçam acima da Lei de Deus.

A igreja, que outrora pregava o evangelho, hoje esta mais preocupada com a instituição do que com a conversão de pessoas.

Afinal não há mais o que fazer, nem que ficar buscando explicações, pois as mesmas não existem. O que era apenas assunto, agora passou a ser a realidade. O que todos não queriam que acontecesse, aconteceu.

Sejamos honestos. Nada fizemos para isso não acontecer não e mesmo? A não ser o Pr. Silas Malafaia que denunciou tudo isso e profetizou acerca de todos os acontecimentos, mas ninguém lhe deu ouvido, nem mesmo a própria denominação que o mesmo pertence, que a muito tempo esta mais preocupada com seus conflitos internos, institucionais, e sua editora e com discussões para saber onde será ou não as comemorações de seu centenário. Afirmo isso, pois também pertenço à mesma denominação, Assembléia de Deus. E nada fizemos para impedir. Alias, lutamos uns contra os outros e escrevemos em nossos “sites” o que deve-se ou não ouvir, escrever e cantar na igreja.

Então igreja, agora e esperar e ver o que ira acontecer.

Talvez esse fosse o único meio de você igreja acordar do sono profundo, pois não podemos negar que a igreja primitiva so se tornou igreja depois que veio a perseguição. Então agora poderemos mostrar a mundo que somos igreja de verdade não essa comedia religiosa que nos tornamos.


Deus, guarda a sua igreja e faz-nos voltar ao primeiro amor.


gesielcamilo.blogspot.com
missionário na argentina

Giovani Nery (Conc. Barra de Minas) disse...

Pr. Carlos,
Saudações em Cristo!
Creio que enquanto cristão não seja possível apoiar a iniciativa de aprovação da referida PL, uma vez que ela vem ferir o padrão estabelecido pelo Criador. Porém, já nos dias neotestamentários, quando Paulo escreve aos cristãos de roma (Carta aos Romanos), ele menciona a questão da mudança do uso natural, no contrário à natureza, cuja situação era, já naqueles dias, aplicável a homens e mulheres (Rm 1.24ss). Não creio que fosse necessária este reconhecimento legal, porque perante a Lei já se reconhecia a união estável que era comprovada por meio de contratos celebrados e já se punia àqueles que manifestavam atitudes preconceituosas. Criou-se, assim, um favorecimento à minoria. Num país dito democrático, não deveria a situação ser colocada para o povo decidir em plebiscito, em primeira mão? Ainda veremos muitas coisas mais neste sentido. Como diz um hino da harpa cristã, CPAD: TUDO NOS MOSTRA QUE CRISTO JÁ VOLTA... BREVE JESUS VOLTARÁ

A Paz do Senhor!

Anônimo disse...

Caro Pr. Carlos,
Indico a leitura da postagem de 06/05/2011, em relação à aprovação da PL no STF. Publico no meu blog:

www.conhecadetudo.blogspot.com

uma enquete realizada pela veja (No blog tem o site), onde já votei e a votação das pessoas que discordam da posição do STF é grande, até o momento. As posições favoráveis ao STF, no momento em que votei, somavam 34% e contrárias 66%.

Jesiel Jeronimo, Jornalista disse...

A Paz do Senhor, Pr Carlos Roberto.


Lamentavelmente estamos assistindo a imoralidade se "moralizando". E pensar que nós evangélicos poderíamos evitar esses recentes acontecimentos no ano passado (eleição).

Penso que as lideranças eclesiásticas Interdenominacionais poderiam reverter o caso, caso tivessem mais atentos com as questões gerais e não só as particulares.

Sei que existem grandes homens de Deus e fazem muito pelo zelo da Palavra ao pregar e defender as santas escrituras.

Precisamos olhar para o todo: orar e agir para que a sociedade continue sendo temperada por nós que contemos o sal da terra e luz do mundo.

Sola Scriptura disse...

Essa postura do STF e do PT com a institucionalização do pecado, como diz o Pastor Paschoal Piragine, só vem a trazer maldição ao país. A culpa é nossa e, sobretudo, de quem votou no PT de linha marxista (atéia).


DIREITOS HUMANOS não alinhados à Lei de D'us (Valores Eternos), da qual descende os valores judaico-cristãos, e que fazem apologia ao pecado (crime contra D'us) é o CAOS, em todos os sentidos, para o indivíduo, família e nação que os adotem.

Reinaldo Carlos da Silva disse...

Com certeza o que o STF fez foi uma violencia ao estado de direito. qualquer um em são juizo sabe que legislar é atribuição do legislativo nesse caso o congresso nacional.
O código civil foi rasgado, diante de todos, o artigo 1.723, " É reconhecida como entidade familiar a união estável entre o homem e a mulher, configurada na convivência pública, continua e duradoura e estabelecida com o objetivo de constituição de família." . Para isso foi feita vista grossa.
A carta magna a Contituição foi pulverizada o artigo 226, é muito claro.
O parlamento com representantes do povo e eleitos pelo voto do povo é que pode alterar a lei, o que o STF fez ontem foi dizer da seguinte forma " O código civil, a constituição, o congresso nacional não vale nada!".
Concluindo mas apenas por enquanto, quero tornar notório o meu repudio a CGADB, ao Presidente o Sr José Wellingthon por fazer de conta que nada disso acontecerá, ou como diria alguns: "É assim mesmo, a palavra tem de se cumprir" a estes que pensam assim fiquem sabendo que vocês tem um preço diante de Deus e ele irá requerer esta sua omissão. Arrependam-se o quanto antes.

edna disse...

Meu coração doi, minha alma chora, não entra na minha mente uma abominação tão grande, é uma afronta a família cristã. Eu não sei como vai ser conviver com uma situação tão constrangedora como esta. So o Senhor pra nos socorrer.
'HORA VEM SENHOR JESUS".
"OREMOS"

Paulo Júnior disse...

Paulo Junior:

Isso é mais um sinal da volta do nosso mestre, oremos pois coisas terriveis ainda surgiram por ai.

Via Facebook

Jamierson Oliveira disse...

Jamierson Oliveira:

Isso confirma o que disse o pr. Josué Martins no artigo que o irmão postou no seu blog:

“Cuidado com o evangelho triunfalista que afirma que vai melhorar, nao é bíblico, a bíblia diz claramente que vai piorar”

Via Facebook

Filipi Rosálio da Silva disse...

Filipi Rosálio da Silva:

É impressionante!!!

O STF unanimimente primeiro feriu absurdamente os princípios bíblicos, segundo a constituição brasileira que declara abertamente que só deve ser reconhecida como estável a união entre homem e mulher. Devemos continuar orando para que medidas contrárias à verdade sejam enfraquecidas. Os gays são livres para escolherem o que querem para si, só não podem esperar que concordemos com isso. O que a sociedade descomprometida com Deus quer é fazer com que os homoafetivos tenham tratamento VIP.

Via Facebook

Filipi Rosálio da Silva disse...

Filipi Rosálio da Silva:

Pensa-se em leis para protegê-los, pensa-se em leis para nos fazerem engolir guela abaixo a opção que fizeram. E os cristãos que na história sofreram com a intolerância, morreram em fogueiras acesas em praças públicas, foram expostos ao ridículo em afiteatros e rasgados pelos dentes de feras.... que leis os governos estabeleceram para protegê-los?
Via Facebook

tião disse...

A paz pastor Carlos, é triste de ver como agora ninguém tem culpa só o STF, e analisando e é verdade ninguém tem culpa, e como fica o que esta escrito na Palavra de Deus, que o homem vai ser mais avarento e amante de si mesmo, O Senhor Jesus falou o que vai acontecer nos finais dos tempos, e ai quem pode mudar o que o Mestre falou, o srº ou eu tem alguém? Nossa vida tem que ser (col, 3)e esperar o arrebatamento , aqui é só enfado e canseira, Vamos orar, a palavra diz "Clama a mim" e não reclama a mim. fica na paz . o único culpado é o diabo, capeta, lúcifer ,maligno ou qualquer outro nome que podem dar a ele. os lideres não são responsavel por tudo que acontece , o alvo do diabo é a liderança , Jesus falou fere o Pastor e as ovelhas se desviam fogem, e agora meus irmãos em Cristo de quem é a culpa , José, Silas, RR soares , Estevam, ou do diabo.

Pb Uilton disse...

Graça e Paz Pastor

É triste esta situação e mais triste ainda como o povo de Deus é desunido, pois como o senhor falou, cada esta buscando os seus proprios interesses e com isso o diabo fica sorrindo e aplaudindo a tudo.

Temos que orar para que as não piorem ainda mais.


Em Cristo

Pb Uilton

Nill disse...

Acho que ainda há tempo para desfazer esse erro. Basta que todos os pastores do Brasil deixem de lado a política eclesiástica e se unam ao Pr. Sila Malafaia nessa guerra. Chega de ficarem criticando o Pr. por isso ou por aquilo. Unam-se a ele e guerreiem pela igra de Cristo. Chegou a hora de Silas Malafaia, CGADB, Igreja-Mãe, CONAMAD, IMPD, Igreja Universal, Internacional da Graça, Zona Sul, Renascer, e tantas outras se unirem nesse propósito.

Itamar Corsini disse...

Itamar Augusto Corsini:

É para isto que elegemos politicos cristãos, para continuar a luta a favor dos principios morais e da familia, pois já dizia o nosso amigo A. W. Tozer "O cristianismo de hoje não transforma as pessoas, pelo contrário, está sendo transformado por elas. Não está elevando o nivel moral da sociedade, está descendo ao nivel da própria sociedade, congratulando-se c/ o fato de que conseguiu uma vitória, porque a sociedade está sorrindo enquanto o cristianismo aceita a sua própria redenção!", ou seja, em outras palavras, estamos calados enquanto as águas nos puxam pra dentro do mar em um návio.
Via Facebook

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...