sábado, 9 de junho de 2012

CGADB - Pr. Márcio Rogério de Paula é o novo Secretário Adjunto


Pastor Márcio Rogério substitui pastor Cyro Melo que segue como Missionário na Europa

Da esquerda, Pastores Cyro Melo, José Wellington e Marcio Rogério

O novo Secretário Adjunto da CGADB é o pastor Marcio Rogério de Paula Silva que assumiu a Secretaria Geral da CGADB, em substituição ao pastor Cyro Mello. A Mesa Diretora reunida dia 17 de maio, deu boas vindas ao novo secretário e, nas palavras do presidente da CGADB, pastor José Wellington Bezerra da Costa, “muito trabalho o aguarda, especialmente com a organização da 41ª AGO, que acontecerá em 2013, em Brasília, DF.

Não temos dúvidas que, tanto o ex-secretário como o atual, serão bem-sucedidos, nas novas etapas de seus respectivos ministérios.” O pastor Márcio deixa seu escritório de advocacia, onde atua há mais de 20 anos, para se dedicar integralmente à Secretaria Geral.

Nas palavras do pastor Temóteo Ramos de Oliveira, presidente da CONFRADERJ, o novo secretário “reúne ampla experiência na área administrativa, visto que, exerce seu terceiro mandato como primeiro secretário da CONFRADERJ. Não tenho dúvidas que fará um excelente trabalho para o reino de Deus à frente da Secretaria Geral da nossa CGADB”. O novo Secretário é membro da Assembleia de Deus em Todos os Santos, no Rio de Janeiro, onde se converteu, foi discipulado e consagrado ao ministério, tendo exercido a vice-presidência da igreja por sete anos.

O pastor Cyro Mello deixa a Secretaria da CGADB para dedicar-se à obra missionária na Europa. “Trabalhar como Secretário Adjunto da CGADB foi um dos maiores privilégios que o Senhor já me concedeu na sua obra; seja auxiliando nossos patriarcas que compõem a Mesa Diretora, ou, simplesmente atendendo nossos pastores de todo o Brasil. Desde que recebi o convite do nosso presidente, pastor José Wellington, estava ciente da grande responsabilidade.

Tenho certeza que não decepcionei nosso presidente”, declarou. “Agora, concluída esta etapa, quero seguir adiante para cumprir o grande sonho do meu ministério, que é a vocação missionária.”, concluiu.

“Oramos ao nosso Deus para que a bênção do Senhor acompanhe nosso irmão no labor missionário”, concluiu o pastor José Wellington Bezerra da Costa, presidente da CGADB.

Fonte: CGADB

8 comentários:

Anônimo disse...

Tudo bem, tudo bem, parabéns pelo blog!

Mas pq a AGE foi cancelada?

Pq?

Será que o pr. Samuel está totalmente errado ou existe um mal maior, um mal mor que reina absoluta,mente na CGADB e que não quer se submeter nem mesmo a legislação da mesma?

ou seja:

pq o presidente da CGADB não obedece o estatuto e ignora a aporvação dos 2/3 como manda nos estatutos?


Se a outra parte ficasse calada José Welligton ia fazer isso em 2013 nas eleições da Convenção e o mal seria muito maior.

Pr. João Souza-MG

Pr. Carlos Roberto disse...

Caro irmão Pr. João Souza - MG

A Paz do Senhor,

Grato pela sua honrosa visita neste singelo blog.

Como filiado da CGADB estava presente na AGE em Maceió-AL, e pelo que ví, a AGE não foi cancelada, mas sim, encerrada ante do horário previsto.

Quanto as duas perguntas que o amado fez, deixo aqui mais uma, também para a reflexão de todos nós:

A quem interessa não colocar um artigo no Estatuto da CGADB, que proíba seus filiados de celebrarem cerimônia de casamento entre homossexuais, isso não soaria estranho entre os membros de nossas igrejas?

Enquanto refletimos sôbre essas perguntas, as suas e a minha, oremos pela CGADB e façamos a nossa parte.

Anônimo disse...

Pois é pr. João eu tbm estava lá

e ví o pr. José Weligton ignorar os estatutos da Convenção e passar o trator nos mesmos!

Colocoar ou não colocar esse artigo nos estautos não é a questão, pois todos sabem que a prática de casamentos de homessexuais não é aceita por nenhum ministério de nossa denominação; E o que está em questão aqui é o desrespeito pelos est atutos por uma pessoa que se acha acima do bem e do mal em nossa denominação.

Cleber Machado-MG

Pr. Carlos Roberto disse...

Caro Pr. Cleber Machado,

A Paz do Senhor.

Grato pela honrosa visita e comentário! Seja sempre bem vindo por aqui.

Vejo que nossos pensamento a respeito do que vimos sôbre a votação do que se propôs, é diferente, e isso realmente acontece, agora não é estranho que todos nós sejamos contra o casamento entre homossexuais, mas o grupo liderado pelo Pr. Samuel Câmara, seja contra explicitar isso no estatuto?

Como foi dito lá após o encerramento da AGE ( eu ouvi isso), a justiça vai decidir, e como crentes, oremos para que o Senhor use a justiça secular para que sobressaia a justiça entre nós.

Oremos, é tudo o que posso dizer neste momento.

Grato pela participação aqui.

Tenha um bom final de semana!

Seu conservo,
Pr. Carlos Roberto

Anônimo disse...

Pr. Carlos Roberto,

Muito obrigado pela resposta!

Meu irmão, vejo com tristeza que o que importa a esses 2 lideres é a CGADB. Por um lado o pr. José W.B.Costa não quer deixar de jeito nenhum a presidência e por outro lado o pr. Samuel está louco pela mesma,
Dai surgem esses conflitos todos.
Vejo ai, olhando mais atentamente e sem paixão alguma por partido A ou B uma grande demonstração de forças de ambas as partes e parece que o presidente José Welligton levou a melhor, pois foi bem aconselhado pelos seus juristas(advogados) e seguiu a risca seus conselhos que foi de interromper a AGE e com aquelas palavras e com aquela menção, deixando o papel de vilão inteirinho para o seu oponente político.

Por outro lado, o fato é que o pr. Samuel é meio nervosinho e não tem assessores que o aconselhem,depois de analisarem friamente o caso como o pr. José Welligton. Do contrário ficaria calado e agiria sobre esse erro tamanhoo e brutal do pr. José Welligton,mas no momento certo. Mas Samuel jogou mal, aoontrário do pr. José Welligton. embora os erros grotescos de ambos tenham sido iguais nesse imbróglio todo. Pois todos querem a CGAdb DE QUALQUER FORMA. CERTO?

Mas eu ainda me ponho no lugar do pr. Samuel, pois é o unico que tem coragem de ser oposição a esse regime caduco e prejudicial que ai está e que prejudica a denominação como um todo.

Caso o pr. Samuel tenha êxito pr. Carlos, o senhor ver depois de 4 anos a quantidade de pastores que querem candidatos a presidencia da CGADB mas no momento eles não tem coragem. O Tempo dirá!

Pr. João Souza-MG

Anônimo disse...

Pr Elieber Silva, diz:

5ª AGE PERCA DE TEMPO!!!!

Meu dinheiro foi parar na lata do lixo.

Para nada serviu a AGE, muita ARBITRARIEDADE DE JWBC, protestos EXCESSIVOS de SC e nada terá validade.

1º Particularmente, horrível a chegado ao local de propriedade da AD em Alagoas onde foi realizada a AGE, ruas escuras e sem asfalto, esgota a céu aberto, ruas perigosas (pastores foram assaltados), nosso ônibus teve de ficar a mais de 1K de distância.

2º O descontrole de sempre na entrada de pessoas ao plenário nas reuniões, vi pessoas não inscritas, com crachá provisório se posicionando, como sempre o SOM sendo diminuido ou cortado quando os contrários ao JWBC iam falar.

3º Ficou claro que JWBC não tem mais condições de presidir a CGADB, ele está desgastado e perde o controle com facilidade. FOI ESTRANHO SOMENTE DOIS DIRETORES FIZERAM A INCRIÇÃO PESSOAL, O SECRETÁRIO Pr. Isaias Coimbra inscreveu um convencional nosso da CEADER que estava na América e não fez a propria, MUITO ESTRANHO.

4º Estou convencido que por enquanto SC não deve ser presidente da CGADB, É PRECISO UMA TERCEIRA VIA para realizar a transição entre os dois. isso ficou claro, as sequelas destes comportamentos de ambos não é saudável para a instituição e nós convencionais.

ME SENTI DESRESPEITADO PELOS DOIS, MEU DINHEIRO É GANHO COM MUITO SACRIFICIO. NÃO TENHO IGREJA NEM CONVENÇÃO OU CPAD PARA PAGAR MINHAS DESPESAS. É lamentável vermos a que ponto chegamos, AINDA BEM QUE JESUS NÃO VOLTOU NAQUELA HORA.
Gostou?
Citar

Anônimo disse...

Pr. Carlos.

INCOERÊNCIA e VERGONHA. CGADB querer lançar manifesto público contra o ‘casamento gay’, mas … seus líderes vão apoiar candidato a Prefeito de SP que apoia a legalização. Q coisa né?

Eber Pedro disse...

Senhores ,PRs.

No meu ponto de vista, so acho q é algo fora de tempo, onde já nos anos em q a cgadb começou já deveria ter discutido isso e criado uma facio posição bíblica , os membros da Igreja já devem ter a consciência do pecado homossexual, e já deveriam saber como agir com essas pessoas que ainda não teme a Cristo. para mim isso e so um mero movimento, pois sempre soubemos qual e a posição publica da Igreja em relação ao homossexualismo . O que deveria descutir de fato não era a posicao, mais como agir com os homossexuais a luz da bíblia e com amor de Cristo Jesus, pois de fato muita gente e pastores nao tem claresa sobre isso .

Eber Pedro

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...