quinta-feira, 25 de abril de 2013

A família sob ataque - EBD - CPAD - Lição nº 4 - 2o. Trimestre - Subsídio teológico




"No demais, irmãos meus, fortalecei-vos no Senhor e na força do seu poder. Revesti-vos de toda a armadura de Deus, para que possais estar firmes contra as astutas ciladas do diabo. Porque não temos que lutar contra a carne e o sangue, mas, sim, contra os principados, contra as potestades, contra os príncipes das trevas deste século, contra as hostes espirituais da maldade, nos lugares celestiais." - Efésios 6.10-12.

A família vem enfrentando alguns ataques na atualidade. Nestes últimos dias, apenas a família que segue as orientações bíblicas, mantendo vigilância, conseguirá vencer tamanha ímpetuosidade destruidora.

As arremetidas são lançadas por Satanás, o arqui-inimigo da família. Ele movimenta os sistemas desse mundo contra o núcleo familiar, pois tem o objetivo de matar, roubar e destruir a humanidade. E muitas vezes ele tem conseguido realizar parcialmente esses propósitos ao desferir golpes ardilosos contra pais, mães e filhos distraídos, ao apresentar falsos ensinos contra às crianças e à disciplina no lar.

O cristão amadurecido na fé é espiritual, portanto um influenciador. Ensina, mostra as virtudes cristãs próprias e do próximo. Como "sal" e "luz" deste mundo posiciona-se correta e firmemente para anunciar Jesus, pois sabe que Cristo possui todo poder para desfazer completamente as obras nefandas do Malígno.

Na condição de cidadãos em país democrático, de maneira pacífica, os cristãos devem questionar projetos de leis e leis que vão contra os princípios bíblicos.

Os governos, federal, estaduais e municipais, não deveriam tentar intervir nas questões familiares. A posição do Estado no quesito educação dos filhos se consiste em uma grande ameaça contra a fé em Cristo. As propostas sociais de ensino do que é ou não o "politicamente correto", na verdade são tentativas de impor uma filosofia mundana na mente das crianças.

Nas escolas públicas e privadas os alunos recebem ensinos materialistas. Eles são influenciados por filosofias materialistas e ateístas, é ensinado a eles a Teoria do Evolucionismo como uma verdade, e o relaxamento do padrão bíblico da prática sexual dentro do casamento heterossexual.

As bases para a firmeza do jovem cristão tem início na observação que eles fazem sobre seus pais. Eles seguem de perto o ensino que recebem em casa se enxergam em quem os ensina procedimentos sinceros, propósitos cristãos autênticos, fé ativa, grandeza de ânimo, amor, perseverança, coragem e paciência.

Elinaldo Renovato, comentarista da revista Lições Bíblicas, na presente lição 4, exorta os pais a serem discipuladores de seus filhos, a aplicar a disciplina prudentemente: "Os pais não devem negligenciar a educação dos filhos... Disciplina é toda ação instrutiva e discipuladora, pois a palavra disciplina tem a mesma raiz da palavra discipular (fazer alunos). De fato, uma pessoa bem disciplinada é uma pessoa bem educada, bem discipulada. Que os pais eduquem seus filhos no temor e na admoestação do Senhor e que os filhos honrem e obedeçam aos pais conforme ordena a Palavra de Deus."

Assim sendo, também, como "sal" e "luz", em rodas de conversação com seus filhos, ouvindo-os com atenção, o cristão deve instruí-los sobre como interagir na sociedade moderna. O uso do método de conversas entre pais e filhos cria a situação para que os pais tenham condições de saber previamente quais temas se apresentam como empecilhos na educação de seus filhos e fazer as considerações pertinentes. Dessa maneira, dinâmica e interativa, as crianças têm condições de receber um poderoso antídoto contra o veneno do pecado difundido em salas de aulas.  Qual antídoto? É a Palavra de Deus, capaz de servir como guia certo para formar ideias e ideais e conduzir almas à glória celestial. A disciplina por meio do incentivo faz a criança permanecer no caminho da vida, isto é, na fé e na vida correta.  (Salmo 119.105; Provérbios 23.13-14; Efésios 6.4).

Com vocabulário apropriado ao filho, os pais cristãos necessitam explicar a eles o texto 1 Coríntios 6.18-20. Dizer-lhes que Deus comprou a cada um de nós individualmente e de maneira coletiva a Igreja (o Corpo de Cristo) para que sejamos santuários do Espírito Santo. Este preço foi o sangue de Jesus derramado no episódio da crucificação. Ensiná-los que seus corpos existem para ser santuário do Espírito Santo, e que o Espírito sendo santo se recusa a estar em santuário poluído. Então todos nós devemos fugir sempre da imoralidade para que tenhamos condições de glorificar a Deus com nossas vidas. Glorificar ao Senhor é um mandamento que deve ser cumprido com atos e palavras em nosso cotidiano, assim como Jesus fez em total submissão ao Espírito (João 15.8; 17.4).

Usando o linguajar da faixa etária das crianças, os pais devem combater os falsos ensinos propagados por teologias liberais. Ensinar-lhes que todo conteúdo da Bíblia é inspirado pelo Espírito Santo, que a Bíblia é a Palavra de Deus, infalível e inerrante, conforme nos informa 2 Timóteo 3.16 e não um mero livro que contém partes da Palavra de Deus misturadas com palavras de homens. Tal ensino é uma agressão à mensagem das Boas Novas do Senhor e visa desestabilizar a fé dos membros da Igreja e consequentemente destruir as famílias segundo o modelo implementado pelo Criador no jardim do Éden.

A Igreja do Senhor Jesus Cristo, a "coluna e firmeza da verdade" (1 Timóteo 3.15), deve lutar para que os princípios éticos fundamentais da família sejam preservados, ajudar os pais na nobre missão de educar os filhos, somente assim não pereceremos sob os ataques do mal, antes, glorificaremos a Deus.

E.A.G.
Fonte: Belverede

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...