terça-feira, 12 de novembro de 2013

MARCO FELICIANO - PSC acredita que Deputado será o "novo Tiririca" das Eleições em 2014

Marco Feliciano (PSC) - Deputado Federal

O PSC - Partido Social Cristão quer transformar o deputado federal por São Paulo Marco Feliciano no “novo Tiririca”. A mudança não é profissional, não existe o interesse do partido em fazer do pastor um novo palhaço. A ideia é repetir o feito do humorista cearense nas urnas nas eleições de 2014. Desde sua eleição para a presidência da Comissão de Direitos Humanos da Câmara, na qual defendeu projetos polêmicos como a “cura gay”, os dirigentes da legenda social-cristã acreditam que o parlamentar conquiste mais de 1,2 milhão de votos.

“Feliciano virou um pop star. É o deputado mais citado do país, acho que é o evangélico que mais tem CDs rodando por aí e já deve ser o mais procurado (por candidatos a deputado estadual) para fazer dobradinhas em 2014”, comemora o presidente do diretório regional da sigla e pastor, Gilberto Nascimento. Nas contas do religioso, com sua votação expressiva Feliciano deverá “puxar” até cinco deputados em São Paulo. Na última eleição, o PSC elegeu apenas dois parlamentares.

O deputado polêmico evita comemorar antes do tempo, mas mostra segurança quando o assunto é resultados. “Não acredito nesse número alto, espero o suficiente mais um”, disse Marco Feliciano ao jornal Folha de S. Paulo nesta segunda-feira (11). “A mídia acabou me colocando em destaque e o efeito esperado foi o contrário: acharam que eu iria morrer politicamente, mas agora eu venho com força total”, completou.

Grande votação

Em 2010, Tiririca (PR) foi o candidato a deputado mais votado do país com 1,35 milhão de votos, 4,3 vezes o quociente eleitoral do estado de São Paulo. Com isso, garantiu e própria vaga e outras três cadeiras para colegas de sua coligação. O partido, no entanto, não “comemorou” a votação. Até porque os beneficiados foram de outros partidos. Naquele ano, o PR coligou com outras legendas e acabou levando os deputados Otoniel Lima (PRB), Protógenes Queiroz (PCdoB) e Vanderlei Siraque (PT).

A expectativa em torno da grande votação de Feliciano preocupa, ironicamente, os líderes da igreja Assembleia de Deus. O receio consiste em que a votação maciça acabe prejudicando a bancada evangélica na Câmara. Isto ocorreria porque os fiéis que costumam votar de forma pulverizada nos candidatos religiosos resolverem concentrar a votação nele. Assim, Feliciano acabaria ajudando a eleger os candidatos do PSC não necessariamente evangélicos por conta do quociente eleitoral.


5 comentários:

Anônimo disse...

Eu sei de um pastor poderoso que estah com medo da votação de Marco Feliciano, pois os votos de Feliciano vão prejudicar seu filho. Acho que vcs sabem de quemn estou falando não é?

sousa disse...

ACREDITO NUM NÚMERO BEM EXPRESSIVO DE VOTOS,MAS DIZER QUE PODE ARRASTAR
MAIS CINCO,FICA DÍFICIL.

Eliseu Antonio Gomes disse...

Pr. Carlos Roberto.

A bancada evangélica, infelizmente, está fazendo um trabalho inexpressivo, as exceções são poucas. Nada mais natural que recebam o troco em número de votos inexpressivos também.

Abraço.

Evaldo disse...

Eu entendi perfeitamente o que quer dizer ser mais um Tirica,na realidade ele não vai ser, já está sendo, e todos aqueles que votam nele também devem colocar bolinha vermelha no nariz.

T.Mendes disse...

A realidade está longe, parece que ninguém percebe. A disputa para cargo público importante no país por lideranças evangélicas não refletem os pensamentos de milhares de membros. Pelas mensagens com uso indiscriminado de versículos isolados para proveito próprio, HERESIAS EM QUASE TODAS AS PREGAÇÕES, não acredito que exista unção para governar. O que vão defender se nem a própria fé a defendem (Judas 3,4)? A distorcem...

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...