domingo, 12 de outubro de 2014

Quando chegam as tribulações...




Wilma Rejane



"Se te fatigas correndo com homens que vão a pé, como poderás competir com os cavalos? Se tão-somente numa terra de paz estás confiado, como farás na enchente do Jordão?" Jeremias 12:5

Como está seu coração hoje? Ansioso, preocupado, atribulado? Assim estava o profeta Jeremias quando Deus lhe dirigiu as palavras acima. Penso que não era bem o que ele queria ouvir, mas o que precisava ouvir. Deus diz que ele tinha de ser forte e tranquilo, mesmo em meio a adversidades maiores. Precisava correr mais que os cavalos e enfrentar a enchente do Jordão com disposição. Em resumo: Jeremias tinha que parar de se lamentar e manter o coração confiante, porque Deus estava a seu lado e sabia perfeitamente até onde ia sua força e fé. Jeremias precisava "esticar"  suas medidas de crente e manter o olhar firme em Deus.

Claro que Jeremias é um de nós. Grandes homens e mulheres da Bíblia foram exatamente como um de nós; sofreram, ganharam, perderam, choraram, passaram tempos difíceis e também de bonança. Quem não sabe o que é sofrer, não aprende a viver, não é mesmo? Agora, um dos grandes triunfos de ser cristão, consiste no fato de que a fé nos mantém de pé, em qualquer circunstância. Se as pernas cambaleiam, os joelhos tremem e os temores querem nos assaltar, olhemos para Cristo. Ele autor e consumador da nossa fé. Sendo morto, ressuscitou ao terceiro dia e intercede por nós diariamente. Essa é a vitória que venceu o mundo e que nos fará vencer também.

Porque vencer, como costumo dizer, não é nunca perder, mas prosseguir confiante, mesmo depois das perdas. Vencer não é receber tudo que pedimos e nada nos faltar. É crer em Deus e continuar amando-O mesmo quando ainda nos falta, quando as respostas parecem não vir. Uma doença grave, um parente drogado, um casamento desfeito...enchentes do Jordão,fatigas, cansaço, tristezas. Como agir?



A resposta que não encontramos nos homens está disponível em Deus. Tudo é possível para Ele. E esse "possível", não significa que Ele irá resolver o que precisamos, da maneira que queremos. Mas, que Ele irá fazer o que precisamos do modo que nem sempre imaginamos. Jeremias, provavelmente não queria sofrer mais, já estava sendo rejeitado, perseguido, humilhado, desacreditado. Apesar de suas orações, a situação chegou a extremos, e ele foi capaz de superar tudo sem desfalecer porque descansava em Deus.

Não sei se você já ouviu falar sobre os peixes de aquário. Eles nadam para lá e para cá e não se chocam contra o vidro do recipiente onde estão. É que eles se acostumam com as medidas, as dimensões do nado são limitadas pelo espaço e são condicionados a viver daquela forma. Se algum dia, um peixe de aquário for liberto para nadar em um oceano morrerá, porque não irá além do que estava condicionado em seu aquário. Estará suscetível a ataques de peixes maiores. Visão e viver limitados pelo espaço e pelo tempo.

Não fomos feitos para viver como peixes de aquários. Nem para vivermos confiados em uma terra de paz, apenas. Todos haveremos de enfrentar dias, situações, longas ou breves de "enchentes",onde quem sabe, mediremos nossas forças pela corrida dos que correm conosco. Quando na verdade, poderemos até competir com o correr dos cavalos. poderemos vencer a força das águas, porque o impossível Deus faz por nós, quando descansamos Nele.

Deus o abençoe.

Fonte: UBE

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...