domingo, 2 de novembro de 2014

PMDB UMA HISTÓRIA DE LUTA AO FISILOGISMO MACABRO.



PMDB UMA HISTÓRIA DE LUTA AO FISILOGISMO MACABRO.

Os políticos e as lideranças do PMDB, partido que tem uma linda história de lutas em defesa da democracia, cidadania e em defesa sobre tudo dos mais pobres, desde os tempos do MDB, “movimento Democrático Brasileiro” liderado pelo ilustre Politico Ulisses Guimarães e outros (Ulisses era o homem politico, conforme idealizaram os gregos, na antiga Grécia).

Após esta eleição (2014) o PMDB precisa acordar para a atual situação em que se encontra o Brasil, infração em alta, crescimento em baixa, corrupção instalada ou institucionalizada pelo PT no palácio do planalto, (Corrupção nas barbas do governo, e eles tem a cara de pau de dizer que não sabiam de nada) que esta corroendo as riquezas o país e minando a poupança dos trabalhadores. O Brasil real é bem diferente do Brasil virtual e das propagandas do governo federal mostrada nos meios de comunicação (propaganda paga com o dinheiro do povo), não precisamos ir muito longe para vermos os desmando desse governo em todas as áreas, uma educação falida e um currículo retrógrado, (Um sistema engessado) nós cidadãos que dependemos do SUS temos que esperar até seis meses para fazer uma cirurgia. 

A presidente Dilma foi reeleita com a maioria dos votos validos, conforme estabelece a lei eleitoral, mas, não foi eleita com a maioria dos votos dos brasileiros, a maioria dos brasileiros disseram não a esse jeito fisiológico, de dominação e de divisão de classes de loteamento, capitaneado pelo PT, um modelo de governo falido que se assemelha muito e esta bem próxima das ditaduras socialista, é só analisar as relações diplomáticas, que são relações ideológicas, e não politica de Estado. 

Quando disse que a nossa presidente não elegeu com a maioria dos votos e só conferir os números (os números não mentem) Cerca de 88 milhões de eleitores, ou seja, 62% do eleitorado, reprovou o PT nas urnas, vejam os números:

- Brancos 1.921.819 (1,71%) 

- Nulos 5.219.787 (4,63%) 

- Abstenção 30.137.479 (21,10%) 

Os votos brancos nulos e a abstenção demostraram nítida e claramente que esses eleitores não concordaram com as propostas de Aécio muito menos com a forma de governar de Dilma do PT, portanto, na somatória destes números que não querem o “lulopetismo” no poder são 37.279.085 eleitores, que somados aos 51.041.155 que votaram em Aécio, perfazem 88.320.240, ou seja, mas de 62%, da população brasileira não concordam com o atual governo petista; portanto, a maioria absoluta da população, e exatamente o que indicava as pesquisas, sempre elas apontavam mais de 60% querendo mudança, o que foi intitulado como “Sentimento de mudança”  

Com esses números, será que o PMDB que é o maior partido do Brasil, jogará a sua linda história no lixo, e insistirá em ser fisiologista “governista” e continuará a dar apoio ao PT, um partido falido moral e eticamente enrolado em esquema de corrupção jamais vista na história do Brasil, excetuando aquelas pessoas nobres que fazem parte do PT e não concordam com a corrupção como, por exemplo, Aluízio Mercadante, Eduardo Suplicy, Paulo Paim, Fernando Pimentel e muitos outros. O PT ao aliar-se aqueles a quem ele sempre combateu jogou no lixo toda a sua historia de luta. 

A Presidente Dilma disse que não ficara Pedra sobre pedra no caso da corrupção da Petrobrás, eu duvido que ela faça isso! Será que ela tem coragem mandar pra cadeia Gleisi Hoffmann, o atual tesoureiro do PT, claro que não, e os corruptos do PSDB que pegaram 10 milhões de propina do mesmo esquema! 

O PMDB se não abrir os olhos para o Brasil real em breve pode ser transformado em um partidinho nanico e sem prestigio. Na verdade, os petistas tem nojo do PMDB, querem apenas o seu apoio para permanência no poder; Jamais um petista vai votar num candidato do PMDB para presidência. 

E o Michel Temer, ser candidato à Presidência da República em 2018, é a maior piada do século, ele tem potencial para isto, mas o que parece é o PMDB prefere ser manipulado pelo PT. O PMDB, todo Brasil sabe de suas obsessões por cargos e ministérios, isso desde a ditadura militar, portanto neste sentido continuará fazendo as barganhas (cargos e ministérios em troca de apoio politico na Câmara Federal e no Senado) e o Michel Temer só terá voto de petista se ele se tornar um petista, porém, eu continuo duvidando que o PMDB tenha coragem de lançar candidato à presidência em 2018, se isso o fizer será bom para democracia.  

Mauricio Brito é Pastor Filiado a CGADB ,Graduado em Pedagogia, Filosofia e Teologia, Graduando em Psicologia, Professor Universitário nas cadeiras de filosofia, antropologia, autor do livro Antropologia. 


Contatos - 69-9224-4161

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...