domingo, 15 de março de 2015

Brasil - Mais de 1 milhão de pessoas só em SP protestam contra a corrupção e o governo


Segundo dados da Polícia Militar do Estado de São Paulo, hoje 15 de Março de 2015, por volta das 16h, cerca de 1.000.000 de pessoas já se aglomeravam na Av. Paulista, na capital, o mais importante centro financeiro do país e tradicionalmente local que concentra as maiores manifestações populares do Estado de São Paulo.

Os manifestantes se utilizavam de camisetas, cartazes, faixas, tiaras e outros adereços em verde e amarelo, protestando contra a corrupção generalizada na nação, bem como na Petrobrás, contra a inflação, os altos impostos, o aumento abusivo nos preços, principalmente nos combustíveis, enfim, contra o governo da Presidenta Dilma Roussef e seu partido o "PT". Em alguns casos, se pedia mesmo o impeachment de Dilma Roussef.

O movimento se torna histórico na nação, por se aproximar ao Movimento das "Diretas Já", que confirmou a transição da ditadura militar para uma democracia plena. A massa humana se compõe de pessoas em grupos organizados ou não, apresentando inclusive muitas famílias unidas em torno do protesto, mesmo em baixo de muita chuva.

Existe a possibilidade do movimento em SP atingir o número de 1.500.000 de pessoas, já chegam cerca de 4.000 manifestantes por minuto, o que ocasionou o fechamento da Estação Trianon do metrô, por excesso de passageiros.

Muito embora a cidade de São Paulo concentre o maior número de manifestantes, a imprensa em geral dá conta que a manifestação acontece em mais de 20 estados da federação e também em Brasília, a sede do Governo, que está no Distrito Federal.

Como alguém que vê as coisas de forma moderada, entendo que tudo isso é um "sinal amarelo" para o governo, que deve tomar providências em caráter de emergência, no sentido de colocar em ordem as coisas na nação.

O atual governo, em que pese ter sido reeleito no último di 03 de Outubro, está com apenas dois meses do início da atual gestão, porém, todas as mazelas que atingiram o povo em cheio, foram avisadas pela oposição e desmentidas e escondidas pelo atual governo, na ocasião em campanha eleitoral.

O povo fez a sua escolha, agora amarga as medidas de controle impostas pelo governo. Será que não caberia aqui a frase: "Cada povo tem o governo que merece?".

Enfim, creio que os protestos são legítimos, e fazem parte de um regime democrático, no entanto, creio que a Presidenta Dilma foi eleita legitimamente pelo povo, motivo pelo qual entendo ser o impeachment uma ferramenta precipitada para este momento, considerando que não existe provas cabais da participação pessoal da Presidenta em atos de corrupção, o que por certo, além de trazer uma clima de instabilidade democrática no país, traria traumas e cicatrizes irreparáveis, além da hipótese de termos que enfrentar uma guerra civil, coisas já vistas em outras nações.

Graças a Deus que, pelo menos por enquanto não se tem notícias de atos de violências e depredações ao patrimônio tenham acontecido. Esperamos que continue assim. Cabe ao governo se manifestar fazendo a sua parte, dando ouvido a voz popular.

Quanto ao mais, entendo que a população está fazendo a sua parte e, a próxima eleição é o fórum competente e oficial da resolução dos problemas que nos atingem.

Quanto a Igreja do Senhor, o que devemos fazer e levantar um clamor em prol da nação e das autoridades governamentais, no sentido de sejam dirigidos por Deus para as mudanças necessárias.

Oremos.

pr. Carlos Roberto Silva
Cubatão - SP

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...