segunda-feira, 25 de maio de 2015

Conselho Federal de Psicologia decide pela não cassação de Marisa Lobo


O Conselho Federal de Psicologia (CFP) decidiu na última sexta-feira (22) pela não cassação do registro profissional da psicóloga cristã Marisa Lobo, julgando o recurso movido por ela contra a decisão do Conselho Regional de Psicologia do Paraná (CRP-PR) que cassou seu registro no ano passado.

Marisa Lobo foi representada pela advogada Damares Alves que também é psicóloga e cristã. Após ler o relatório diante do CFP, a jurista tratou de se apresentar como cristã e mostrar que as acusações contra sua cliente se tipificam como perseguição religiosa.

A profissional foi acusada por promover a “cura gay” e o CPR-PR chegou a determinar que ela retirasse de seu site pessoal e de suas redes sociais todas as mensagens religiosas que ela havia postado.

Foram 17 acusações contra Marisa Lobo, mas nenhum dos acusadores compareceu ao julgamento. “Eu sou psicóloga e cristã! Eu não nego a minha fé! Também quero afirmar que nunca ‘curei gay’, nunca tratei a homossexualidade como ‘doença’ ou com qualquer outro tipo de preconceito”, disse ela diante do Conselho Federal de Psicologia.

Marisa Lobo também tratou de reafirmar que existem ex-gays, ao contrário do que muitos afirmam. “Também afirmo que ex-homossexuais existem. Isto não é objeto de ocupação minha. Eu, apenas, como psicóloga especializada em Direitos Humanos dou o direito ao sujeito, dele existir da maneira que ele próprio desejar”.

Fonte: CPADNews

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...