terça-feira, 23 de junho de 2015

AD Cubatão entrega Manifesto sôbre Identidade de Gênero no PNE aos Vereadores da cidade


Assembleia de Deus Ministério de Cubatão entregou manifesto com posicionamento sôbre a Identidade de Gênero ao Legislativo cubatense em 23.06.2015.


Muito embora o prazo para votação do alinhamento do PLANO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO, ao PNE, que norteará os rumos da educação pelos próximos 10 anos, expira amanhã, 24.06.2015, até hoje ao meio dia, a Prefeitura Municipal de Cubatão, através da sua Secretaria de Educação, não havia protocolado o projeto na Câmara Municipal dos Vereadores.

Utilizando-se do direito de participação dos cidadãos cubatenses, membros da Assembleia de Deus - Ministério de Cubatão, o Pr. Carlos Roberto Silva participou de reunião com a Mesa Diretora do Legislativo cubatense, quando após discutir com os vereadores, entregou manifesto em nome da Diretoria, Ministério e Membresia da Igreja em geral, manifestando preocupação e posicionamento quanto a inserção da Ideologia e ou Identidade de Gênero no referido plano.

Segundo os Diretores do Legislativo, assim que for protocolado o plano, por parte da PMC, serão convidadas as lideranças da cidade, que já se posicionaram e mostraram sua preocupação, para discutirem o plano.

Leia abaixo, a íntegra do documento entregue nas mãos do Presidente da Casa, Aguinaldo Alves de Araújo, extensivo a todos os vereadores:

Cubatão, 23 de Junho de 2.015.

Ao Excelentíssimo Senhor 
VEREADOR AGUINALDO ALVES DE ARAÚJO 
DD. Presidente da Câmara Municipal de Cubatão  
Ref.: NÃO À IDEOLOGIA OU IDENTIDADE DE GÊNERO  - Plano Nacional de Educação (PNE 2014-2024)  
Senhor presidente, Com a aprovação do Plano Nacional de Educação (PNE 2014-2024), chegou a hora de estados e municípios elaborarem seus planos. O Ministério da Educação, por meio da Secretaria de Articulação com os Sistemas de Ensino (SASE), trabalha para apoiar os diferentes entes federativos no desafio de alinhar seus planos ao PNE. 
Na condição de cidadãos brasileiros, e também defensores e seguidores da FÉ CRISTÃ, estamos deveras preocupados com a inserção no plano em epígrafe, que de acordo com a legislação deverá ser votado por todas as Câmaras de Vereadores do país até amanhã, 24.06.2015, do tema IDEOLOGIA ou IDENTIDADE DE GÊNERO. 
Entre as principais criticas feitas por especialistas em educação, ao documento que ditará as normas a serem seguidas pelos educadores de todo o país pelos próximos dez anos, está a de que o referido plano  está “contaminado” com a referida ideologia de gênero que serviria para reorientar a sociedade. 
É patente que, nos países onde tal ideologia foi aprovada, o resultado é funesto para a continuidade e preservação da INSTITUIÇÃO DA FAMÍLIA no molde bíblico, cristão e milenar aprovado pela história da humanidade. 
A vitória da ideologia de gênero significaria a permissão de toda perversão sexual (incluindo o incesto e a pedofilia), a incriminação de qualquer oposição ao homossexualismo (crime de “homofobia”), a perda do controle dos pais sobre a educação dos filhos, a extinção da família e a transformação da sociedade em uma massa informe, apta a ser dominada por regimes totalitários” – afirma a psicóloga Marisa Lobo 
Analisem os nobres edis dessa egrégia casa de leis,  o que acontece em países como a Suécia, onde já está aprovada a IDEOLOGIA DE GÊNERO: 
 – A escola “Egalia”, do distrito de Sodermalm, em Estocolmo, evita o uso dos pronomes “ele” (han) ou “ela” (hon) quando se dirige aos mais de trinta meninos e meninas que lá estudam, com idade de um a seis anos. Em vez disso, usa-se a palavra sexualmente neutra “hen”, um termo inventado que não existe em sueco, mas que é amplamente usado por feministas e homossexuais – tendo a escola contratado um “pedagogo de gênero” para ajudar os professores a removerem todas as referências masculinas ou femininas na linguagem e no comportamento dos estudantes. 
– Os tradicionais livros infantis são substituídos por outros que tratam de duplas homossexuais, mães solteiras, crianças adotadas e ensinam “novas maneiras de brincar”. Jenny Johnsson, uma professora da escola, afirma: “a sociedade espera que as meninas sejam femininas, delicadas e bonitas e que os meninos sejam masculinos, duros e expansivos. Egalia lhes dá uma oportunidade fantástica para que eles sejam qualquer coisa que queiram ser”. 
Tal imposição educacional, senhores, implantada na Suécia, sem nenhum controle dos pais, fez com que o homossexualismo fosse tão amplamente aceito pelos suecos, que “nos livros de educação sexual, eles não falem mais em alguém ser heterossexual ou homossexual. Tais coisas não mais existem, pois para eles todos são bissexuais; é apenas uma questão de escolha”. 
O governo da Suécia aborda a questão da homossexualidade com tanta veemência, que o país aprovou uma lei de “crimes de ódio” que proíbe críticas à conduta homossexual, exatamente o que estão querendo fazer também aqui no Brasil, se alguém falar contra a chamada ideologia de gênero. 
Será isso que queremos ver implantado em nosso querido Brasil? Uma nação genuinamente de maioria cristã, que tem a Bíblia Sagrada como sua regra de fé e prática, não pode aceitar isso de maneira omissa. 
Deus criou HOMEM e MULHER e os dotou de órgãos específicos e especialmente destinados à reprodução da espécie, chamados órgãos sexuais ou genitais. “Assim Deus criou o homem à sua imagem, à imagem de Deus o criou. MACHO e FÊMEA os criou” (Gênesis 1.27). 
Por outro lado, a tal ideologia de gênero, não peca somente do ponto de vista espiritual contra as leis da natureza e contra o Divino, mas contraria a própria Constituição Brasileira, nossa Lei Maior, a qual  muito embora mencione a possibilidade de a família ser constituída por qualquer dos pais e seus descendentes (artigo 226, § 4º), não deixa de reafirmar a igualdade entre o homem e a mulher na sociedade conjugal (artigo 226, § 5º) e estabelece o tratamento igualitário dos filhos, sem qualquer designação discriminatória, ou seja a família tradicional é formada por um Homem + Mulher + Filhos. 
Isto posto, mostra-nos que  propalada ideologia de gênero, é uma clara indução funesta à nossa sociedade já tão contaminada pelo viés liberal do nosso presente século,  a rebelar-se contra os preceitos divinos, de ordem humana natural e também da nossa cultura, defendida até mesmo pela Constituição, nossa lei maior, a qual em seu Preâmbulo anuncia que foi promulgada SOB A PROTEÇÃO DE DEUS. 
Ora, senhores, porventura não se instala uma incongruência ideológica, quando o Congresso Nacional Constituinte de 1988 invoca a proteção de Deus para promulgação da lei maior, e depois sancionamos outras menores que se rebelam e contrariam os ensinos exarados na Palavra do Altíssimo? 
Sabemos perfeitamente que o Estado é laico, porém, essa laicidade nos garante o direito de que cada brasileiro professe e defenda a sua fé, e é justamente o que fazemos através deste manifesto. 
Entendemos também que, essa magna casa de leis é formada por nobres vereadores que representam um extrato da nossa sociedade cubatense, portanto, analisem o que pensa a maioria dos cidadãos cubatenses, pois, se o que se pretende é para ser voltado por vossas excelências, o resultado deve refletir o pensamento coletivo da maioria da população.

Vivemos em um Estado Democrático de Direito, portanto não é justo que a vontade de uma minoria seja imposta à maior parte dos cidadãos. 
Deus criou homem e mulher e,  a partir daí todos tem o livre arbítrio de se submeter ou se rebelar contra a Palavra do Altíssimo, arcando com as consequências da sua própria atitude, aqui na vida presente e na eternidade, no entanto, em nosso entender, isso não deve ser imposto a toda uma sociedade por vias legais, portanto, pedimos vênia aos nobres vereadores que reflitam e digam: 
NÃO Ã IDEOLOGIA DE GÊNERO EM NOSSO MUNICÍPIO.
 
PELA DIRETORIA, MINISTÉRIO E MEMBRESIA DA IGREJA EVANGÉLICA ASSEMBLEIA DE DEUS – MINISTÉRIO DE CUBATÃO, FUNDADA HÀ 80 ANOS NA CIDADE (1935), HOJE COM CERCA DE 100 CONGREGAÇÕES,
 
Pr. CARLOS ROBERTO SILVA - Vice Presidente 
JOSIAS DE ALMEIDA SILVA - Pastor Presidente

Um comentário:

ROBSON SILVA disse...

Louvamos a Deus pela iniciativa do amado Pastor e do Ministério.
Estou certo de que agimos na direção de Deus, que todas as coisas governa.
Oremos!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...