domingo, 3 de abril de 2016

Pastor resolve se tornar católico e diz: “fazemos teologia da mesma forma”

Russell Saltzman chega a dizer que essência da Igreja de Cristo é encontrada em igrejas em comunhão com a Igreja de Roma

Fazendo o caminho oposto de Martinho Lutero, um pastor da Igreja Luterana dos Estados Unidos resolveu se tornar católico.
Russell E. Saltzman foi pastor luterano por 30 anos, sendo reitor do distrito da American Lutheran Church North até que resolveu, juntamente com sua esposa, se tornar membro da Igreja Católica Apostólica Romana.
Em artigo ele relata que sua esposa nasceu católica, se tornou luterana e voltou a se aproximar do catolicismo nos últimos dias de seu pai, católico fervoroso que faleceu por conta da esclerose lateral amiotrófica.
Enquanto sua esposa ia para missas, o até então pastor luterano, resolveu acompanhá-la e passou a se sentir atraído pela mensagem. “Na verdade, não era uma surpresa para mim. Desde o seminário, quando me envolvi nos documentos confessionais Luteranos do século XVI, fui me tornando progressivamente mais católico em meu pensamento”, escreveu Saltzman.
Ele deu ainda três razões que servem como explicações para essa mudança de religião. A primeira delas é por ver uma certa ligação entre luteranos e católicos em suas doutrinas básicas e formulações teológicas.
“Nós – romanos e luteranos – fazemos teologia da mesma forma, e, possivelmente, de uma maneira que ninguém mais faz”, afirmou ele.
Outro fator que interferiu na decisão de Russell foi a influência que o padre Richard John Neuhaus, já falecido, teve em sua formação pastoral como luterano.
“Em seus anos como padre católico, ele costumava me cutucar, ‘volte para casa. A última correspondência que trocamos foi sobre o assunto. Após sua morte, fiquei várias noites sonhando que ele me perguntava por que eu não tinha feito isso”, relembra.
O ex-luterano passou a pensar sobre esta troca de religião, lembrando que muitos dos clérigos luteranos que ele admirava trocaram a Igreja Luterana pela Igreja Católica.
“Parecia que eu conhecia muitos padres como pastores, e depois de um tempo, não poucos desses pastores se tornaram padres”, disse ele que até chegou a editar uma publicação considerada católica.
“Durante os últimos seis anos, está chegando no sétimo, eu tenho sido um colunista regular no website First Things; eu era um escritor luterano; agora eu sou um escritor católico”.
O último tópico apresentado por ele para justificar essa troca de igreja foram suas convicções pessoais. “Passei a acreditar que a essência, mais como plenitude, da Igreja de Cristo é encontrada em igrejas em comunhão com a Igreja de Roma”, diz.
Ele não chama essa decisão de “conversão”, mas sim de transição.
“Estou indo, mas a fé cristã que marcou a minha vida está vindo comigo. Eu aprendi minhas orações como luterano, memorizei o catecismo, e quando eu estava lutando contra o agnosticismo, tendendo ao ateísmo, Deus colocou em minha vida alguns apaixonados e autênticos pastores luteranos que me ensinaram bem.”
Fonte: Gospel Prime
MEU COMENTÁRIO:
Sem comentários...
Ah, só para lembrar, isso também já está previsto nas Escrituras Sagradas, senão vejamos:
"Mas o Espírito expressamente diz que nos últimos tempos apostatarão alguns da ,dando ouvidos a espíritos enganadores, e a doutrinas de demônios;". I Temóteo 4:1
Oremos!

Um comentário:

Flávio da Cunha Guimarães disse...

Pastor voltar ao catolicismo! Ele nunca foi pastor. Para ser pastor é preciso uma conversão genuína e verdadeira, o que parece que não houve nesse "pastor". É preciso uma chamada divina o que parece que não houve também. Quem conhece verdadeiramente o Evangelho de Jesus Cristo, jamais adere ao catolicismo. No mínimo esse pastor deve estar em uma crise existencial, teológica, doutrinária e de fé.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...