quinta-feira, 8 de setembro de 2016

Rick Warren: Pornografia é um veneno, só os tolos alimentam-se de lixo

“As pessoas devem encher a sua mente com a verdade, não com a pornografia”

Quando a atriz Pamela Anderson veio a público afirmar que está numa campanha contra a pornografia, muita gente parou para ouvir. Ela posou nua para a revista Playboy 14 vezes e já participou de um filme adulto. Em um artigo de opinião publicado no The Wall Street Journal, aos 49 anos ela surpreendentemente decidiu denunciar os “efeitos nocivos da pornografia”.
Dizendo que fala “com experiência e autoridade”, reconhece que o fácil acesso a conteúdo pornográfico “é um perigo público muito sério e sem precedentes”. Assinando o material em conjunto com o rabino Shumley Boteach, ela defende que o problema está na forma como se educam as crianças atualmente. Por isso pede que algo seja feito “imediatamente” por aqueles que têm esse hábito.
A reação foi imediata e muitos órgãos de mídia comentaram o assunto.
O pastor Rick Warren, conhecido por seus livros, abordou o tema em seu site pessoal. Usou para isso o texto de Provérbios 15:14: “O coração que sabe discernir busca o conhecimento, mas a boca dos tolos alimenta-se de insensatez”.
Usando uma paráfrase, ele afirmou: “Uma pessoa sábia tem fome de conhecimento, enquanto o tolo se alimenta de lixo”. Para o pastor, há uma relação de causa e efeito muito simples.
“Tudo o que você botar para dentro de si irá se manifestar no seu comportamento. Se entra lixo, sai lixo. Se você quer ser sábio, precisa se alimentar todos os dias com a verdade, e não com lixo”, escreveu Warren.
Ao abordar exemplos específicos de coisas nocivas que podem ser assimiladas mentalmente, o líder da igreja Saddleback afirmou que há três tipos de alimento para a mente: o saudável, o fast food e o que te envenena.
“A pornografia é veneno. Ela é ruim para você, te deixa para baixo. Você não deveria ler Cinquenta Tons de qualquer cor! Algumas pessoas tem a mente tão aberta que seus cérebros estão caindo para fora”, continuou.
Pediu uma reflexão aos cristãos que mantém hábitos ruins e argumentam que isso não os “incomoda”. “Esse é o problema! Quando você fica consumindo coisas que são profanas, blasfemas, más, vis e isso parou de te incomodar, então você tem um sério problema. Você se tornou um tolo”.
Elaborando sobre os aspectos nutricionais da fast food, lembrou que ela não é particularmente ruim, mas também não traz benefícios. “É algo que simplesmente não tem o valor nutricional que precisamos”. Usando uma figura de linguagem, disse que a maior parte do que consumimos pela TV é como “fast food”, tem duração curta e serve apenas para ocupar um espaço na nossa mente, sem deixar a sensação de saciedade.
Pediu então que as pessoas analisem o que têm consumido no dia a dia. “A comida saudável te ajuda a crescer e manter-se em forma. É como a verdade, e o sábio se alimenta de verdade. Em todas as áreas de sua vida você precisa dessa verdade.”
Finalizou dizendo que o alimento mais saudável que existe para a mente humana é a Palavra de Deus. “Quanto mais você desenvolver o hábito de gastar tempo todos os dias lendo e estudando a Bíblia, mais sábio você vai se tornar.”

Cristãos não estão imunes

O texto de Rick Warren foi reproduzido por vários sites cristãos em língua inglesa. A preocupação dele com o assunto não é nova. Um estudo realizado e divulgado pelo seu ministério, descobriu que 30% dos pastores entrevistados tinham problema com pornografia.
Este ano, uma pesquisa abrangente divulgada pelo Grupo Barna, voltado para o público cristão, mostrou que 68% dos homens que frequentam igrejas acessam alguma forma de pornografia regularmente.
O estudo foi encomendado pelo conhecido apologeta e pastor Josh McDowell. Segundo o material, entre os jovens de 18 a 24 anos de idade, 76% dos cristãos procuram ativamente por pornografia, sobretudo na internet. Além disso, 49% afirmam saber que todos, ou a maioria de seus amigos, fazem o mesmo.
Um dado que chamou atenção é o fato de que 33% das mulheres entre 13 e 24 anos acessam conteúdo pornográfico regularmente.
Parece que as igrejas ainda não estão preparadas para lidar com esta questão. Apenas 9% dos membros de igreja e 7% dos pastores afirmam possuir algum tipo de programa em sua igreja para auxiliar pessoas que lutam contra o vício em pornografia.
Fonte: Gospel Prime

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...