segunda-feira, 23 de janeiro de 2017

Trump está nas `etapas iniciais´ para mover embaixada dos EUA para Jerusalém


A embaixada dos EUA em Israel fica atualmente em Tel Aviv, mas será transferida para Jerusalém, reconhecida pela nação judaica como sua capital

A Casa Branca confirmou que a equipe do presidente Donald Trump está nos "estágios iniciais" para tirar a embaixada dos Estados Unidos em Israel da cidade de Tel Aviv e movê-la para Jerusalém.
Durante sua campanha presidencial, Trump prometeu aos líderes israelenses reconhecer Jerusalém como capital de Israel e mudar a embaixada americana para a cidade.
Sua intenção foi confirmada no domingo (22) pelo porta voz da Casa Branca, Sean Spicer: "Estamos nas etapas iniciais da discussão desse assunto", disse ele aos repórteres.
A embaixada americana em Israel fica atualmente em Tel Aviv, referida como capital reconhecida internacionalmente. Por outro lado, Israel considera Jerusalém como sua eterna capital, mas os palestinos também dizem que a cidade é parte do futuro Estado palestino. Os dois lados citam motivos bíblicos, históricos e políticos para reivindicarem a cidade.
No domingo, o primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, conversou com Trump por telefone.
Segundo uma nota divulgada pela Casa Branca após a ligação, os dois líderes conversaram sobre os reforços da relação EUA-Israel, a estabilidade no Oriente Médio e o monitoramento das ameaças feitas pelo Irã.
"O presidente enfatizou que a paz entre Israel e Palestina só pode ser negociada diretamente entre as duas partes, e que os Estados Unidos trabalharão em estreita colaboração com Israel para progredir os acordos nesse sentido", anunciou a Casa Branca.
Em nota, o governo também informou que Trump convidou Netanyahu para visitar a Casa Branca em fevereiro.
Durante coletiva de imprensa, a conselheira de Trump, Kellyanne Conway, disse que o presidente abordou sobre os problemas no Oriente Médio e os conflitos com o Irã durante a ligação com o líder israelense, sem citar a mudança da embaixada.
Enquanto Israel comemora o novo apoio dos EUA, os palestinos alegam que a mudança da embaixada pode atrapalhar qualquer perspectiva de paz.
O xeique Ekrema Sabri, imã (autoridade religiosa) da Mesquita al-Aqsa em Jerusalém, já havia advertido que a mudança de embaixada seria como uma "declaração de guerra".
Fonte: CPAD News

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...