sexta-feira, 14 de abril de 2017

Cidade americana é tomada por igrejas evangélicas brasileiras


São ao menos 22 denominações evangélicas do Brasil que abriram templos locais em Danbury nos EUA

Danbury, uma pequena cidade de Connecticut a 1h30 de Nova York, tem 84 mil habitantes e uma das maiores comunidades brasileiras nos Estados Unidos, mais de 8 mil pessoas.
A exemplo dos comércios brasileiros importados, as igrejas seguem o mesmo caminho. São ao menos 22 denominações evangélicas do Brasil que abriram templos locais.
Os dados foram constatados pelo pastor brasileiro Silvani da Silva (45), que começou o trabalho evangelístico na Assembleia de Deus Danbury há 12 anos, com 18 pessoas, que não tinham local para realizar os encontros.
Mas nem sempre foi aprovado o grande número de pontos de oração. ”Já ouvi uma piada de mau gosto de uma pessoa na prefeitura dizendo que tinha que abrir bar, e não igreja", relatou o pastor. Silva tem planos de comprar a escola de caratê que atualmente aluga por US$ 1.800 um cômodo para sua igreja.
Só a Igreja Universal possui 221 endereços nos EUA. A unidade em Danbury explora bordões em espanhol ("donde una vida mucho mejor espera por usted"), em um apelo aos hispânicos. Outra gigante, a Renascer em Cristo, tem filiais em Nova York e na Flórida.
Silva apontou à Folha ao menos "um ponto favorável para cristãos": tudo indica que o presidente Trump será contra aborto e casamento gay, "coisas que biblicamente vemos de forma contrária".  Com apoio ideológico do presidente americano as igrejas locais tendem a crescer.
O pastor Silvani da Silva (45) da Assembleia de Deus, citado na matéria, é o Presidente da UNIMAD USA-Canadá, que agremia dos Ministros das Assembleias de Deus filiados à COMADESPE nos Estados Unidos e Canadá, o qual vem realizando excelente trabalho de arregimentação e mentoria entre os pastores brasileiros naquela nação.


Com informações Gospel Prime

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...