domingo, 23 de abril de 2017

MP de Pernambuco proíbe práticas litúrgicas na Câmara de Recife



De forma preventiva, o Ministério Público de Pernambuco (MPPE), por meio de sua 27ª Promotoria de Justiça de Defesa da Cidadania da Capital, recomendou, na última quarta-feira (19), à mesa diretora da Câmara Municipal do Recife, que se abstenha de autorizar ou permitir a realização da prática litúrgica e de rituais próprios de cultuação religiosa nas dependências, e nos anexos, da Casa Legislativa.

A advertência, assinada pelo promotor de justiça Eduardo Luiz Silva Cajueiro, foi adotada considerando, entre outros dispositivos legais pertinentes à defesa do patrimônio, o art. 5º, da Constituição Federal, que estabelece que "o Estado Laico representa verdadeira salvaguarda à liberdade religiosa da cada cidadão" e, da mesma forma, "não endossa nenhuma religião, garantindo, outrossim, o respeito à descrença religiosa".

Para a vereadora, e líder da oposição na Casa, Marília Arraes (PT) a recomendação do MPPE é positiva. 

"A defesa do Estado Laico é uma luta que vem sendo travada desde o primeiro mandato. Inclusive, na edição do novo regimento me posicionei contra se manter o costume de se ler passagens da Bíblia e se falar no nome de Deus. A gente tem que prezar pelo Estado Laico, principalmente pelo momento de retrocesso que a gente vive no Brasil", ressaltou.

A legisladora disse, ainda, que vai, dentro do mandato, estudar uma forma de que a Câmara retire o exemplar da Bíblia de dentro do plenário da Casa José Mariano.

"É importante frisar que esse posicionamento nosso não é contra qualquer religião. Ele é, sim, a favor de todas elas e para que a gente tenha um Estado sem discriminação", pontuou.

Ruim

Por sua vez, a vereadora mais votada, e que compõe a bancada evangélica na Câmara, Michelle Collins (PP) afirmou que a recomendação é ruim e que afeta o direito de expressão religiosa. "Lá na Câmara existem várias ações de diversas religiões. E do jeito que foi posto, dá a entender que nada mais poderá ser feito". 

Dessa forma, disse, "recebo com muita estranheza, visto que são atos que não violam nenhuma lei". Além disso, Michele questionou que vários locais públicos, espalhados pelo Brasil, realizam cultos e manifestações religiosas, inclusive no próprio Judiciário. "Em Pernambuco temos um projeto do Judiciário chamado 'Justiça com Deus' É um grupo de juristas que realiza eventos, cultos e seminários. Na Páscoa, juízes e promotores realizaram um culto dentro do Fórum Joana Bezerra. Então, por que isso na câmara dos vereadores e dessa forma?”, argumentou.

Independente da discussão sobre o tema, o descumprimento da medida, de acordo com o documento de recomendação nº 002/2017 - 27ª, importará na adoção das medidas judiciais cabíveis, com intuito de corrigir as irregularidades e responsabilizar os agentes públicos. A mesa, ainda segundo o MPPE, tem um prazo de 20 dias para informar a Promotoria de Justiça sobre as providências adotadas.

2 comentários:

moises jacob disse...

Lamentavelmente nos últimos tempos tem se levantado por parte de partidos políticos de esquerda a defesa de uma estado laicista, o estado é laico (isto é, não tem religião oficial), mas não é laicista. Laicista é quando a religião passa para a esfera privada, e este é o sonho dos partidos de esquerda. Desta forma, logo seremos proibidos de pregar, de carregar nossa bíblia na mão, de fazer menção de Deus e de religião em praça publica, e os católicos não poderão usar nenhum simbolo que lembrem sua religião. Já tentaram tirar a frase: "Deus seja louvado" das notas do Real, a placa na entrada de Sorocaba "Sorocaba é do Senhor Jesus". logo questionará a imagem do cristo redentor do Rio de Janeiro, Tudo isto em nome do Estado Laico. Estão tentando introduzir no Brasil o regime Laicista da França, lá a religião só na esfera privada, o sonho dos marxistas Brasileiros.

Pb. José Roberto da Rocha disse...

O interessante é que o estado é laico, mas quando se tem um feriado católico, os funcionários publicos são os primeiros a gozar deste feriado religioso,os promotores e juizes são os primeiros da fila! É muita hipócrisia desta justiça nojenta que reina no Brasil!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...