quinta-feira, 15 de junho de 2017

Evangélico, prefeito do Rio corta verba para o Carnaval e é criticado pela mídia


"Marcelo Crivella impõe ao Rio a ultraconservadora agenda de sua Igreja Universal" atacou VEJA nesta quarta-feira

Deixar de gastar dinheiro público com festas que só trazem prejuízo virou "crime"  aos olhos da mídia tradicional.
"Progressivamente, Marcelo Crivella impõe ao Rio a ultraconservadora agenda de sua Igreja Universal. Só nesta semana, foram dois golpes." escreveu um jornalista da revista VEJA nesta quarta-feira, 14.
O prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivela, resolveu cortar gastos com carnaval e também diminuir a blindagem que os LGBT’s sempre tiveram em governos anteriores e por isso ele foi criticado pela mídia progressista.
Mudança e cortes
O primeiro foi o corte de metade da verba destinada ao Carnaval. Nos últimos dois anos, cada escola recebeu R$ 2 milhões de subsídio. Crivella quer só 50% disso.
O segundo, o rebaixamento da Coordenadoria de Diversidade Sexual, que segundo eles "perderá autonomia para criar políticas públicas que auxiliem a população LGBT" acusaram
A prefeitura do Rio, por outro lado diz que "a Coordenadoria Especial da Diversidade Sexual (CEDS- Rio) recebe apoio para o desenvolvimento de projetos que combatam à discriminação e incentivem a inclusão". 
A prefeitura afirma ainda que "foram iniciados o período de formação e estágio, que inclui uma bolsa-auxílio de um salário-mínimo, passagem e alimentação para os alunos e alunas trans, dentro dos projetos Damas e Trans+Respeito".
Fonte: Gospel Geral

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...