quinta-feira, 31 de agosto de 2017

Ex-assassino que trabalhava para Saddam Hussein se rende a Cristo


Alim se rendeu a Cristo após anos de crimes e assassinatos em nome do ditador iraquiano.


Um dos assassinos que trabalhavam para o ex-presidente do Iraque, Saddam Hussein, se tornou cristão e tem atraído muçulmanos para Jesus Cristo.

A história de Alim foi contada pelo missionário da organização Frontiers EUA, Perry LaHaie, que soube dessa inusitada conversão através de seu amigo Charles Morris, que é apresentador do programa Haven Today.

Charles conheceu Alim em uma de suas viagens ao Oriente Médio. Alim era um assassino que trabalhava para Hussein na década de 1990. Após a execução do ditador iraquiano, Alim abandonou sua antiga função e passou a trabalhar com torres de telefonia.

Durante um turno de seu novo trabalho, Alim foi sequestrado por terroristas, mas sua empresa se recusou a pagar o resgate exigido. "Alim estava considerado um homem morto. Mas Jesus apareceu a ele e disse: ‘Alim, você pertence a mim. Vou te libertar'", relatou Perry.

No dia seguinte, os sequestradores de Alim iniciaram uma troca de tiros uns contra os outros e ele teve uma nova visão de Jesus. "'Alim, vá embora agora'. Alim argumentou: 'Eu vou ser morto no tiroteio'. Jesus insistiu: 'Saia agora'. E Alim obedeceu", disse Perry.

Quando chegou em casa, Alim contou à sua esposa tudo o que tinha acontecido com ele ficou surpreso ao saber que Jesus também se revelou a ela. "Ele disse que você pertence a Ele e que estava trazendo você para casa", disse ela. Depois disso, toda a família de Alim se converteu ao cristianismo.

Experiências de muçulmanos com sonhos e visões sobre Jesus não são raras no Oriente Médio. "O Islã considera homens como Abraão e Jacó verdadeiros profetas, e eles sonhavam com Deus. Maomé também afirmou ter tido visões de Alá quando recebeu o Alcorão. Os muçulmanos acreditam que Deus fala através de sonhos e visões, e Jesus tem usado essa expectativa para se revelar como a verdadeira luz", disse Perry.

Há cerca de 724 milhões de muçulmanos nos países menos alcançados pelo Evangelho. Dentre eles, 86% nunca conheceram um cristão, de acordo com The Traveling Team. No entanto, apenas 3,3% dos missionários são enviados para chegar a grupos não alcançados.

Segundo Perry, isso explica a razão de Cristo se mover de maneira milagrosa entre aqueles que vivem nestes países. "Os muçulmanos não têm acesso à Palavra de Deus e poucos estão levando o Evangelho a eles. Então, esses sonhos e visões possibilitam os muçulmanos a saberem mais sobre Jesus", conta o missionário.

Por outro lado, esse milagroso mover apenas ressalta a importância do investimento em missões por parte da Igreja. "O fato de Jesus fazer coisas poderosas entre os muçulmanos, não significa que não precisamos cumprir o ide, 'porque Jesus está fazendo isso'. Eu acredito que esse é um convite de Jesus para se envolver nessa missão", afirmou Perry.

Fonte: Guiame

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...