sábado, 19 de agosto de 2017

O discurso do Pr. José Wellington sôbre Michel Temer e a bancada assembleiana. - MEU COMENTÁRIO


Considerando os comentários, mormente no Facebook, onde postei o link da publicação em referência, apenas reverberei uma notícia e, sabem os que me conhecem que não é meu perfil denigrir a imagem de quem quer que seja.

O vídeo que está postado na íntegra, já rodava nos grupos das redes sociais logo após o pronunciamento, eu mesmo recebi, porém só reverberei a matéria vários dias após, muito mais para registro do fato neste blog, do que mesmo que para conhecimento, até porque já tinha como matéria vencida.

O Pr. José Wellington é um ancião com a idade do meu pai, portanto não faria isso mesmo, agora, o vídeo fala por si só. Por outro lado, o assunto é muito polêmico mesmo, e o Brasil já está dividido, por isso toda a celeuma criada.

É muito difícil presidir, sei disso, e na era da informação pior ainda. O Pr. José Wellington Bezerra da Costa, jamais ou muito poucas vezes se expôs em assuntos da vida nacional, pelo menos em público, e foi até cobrado por isso, mas entendo que, em agora não sendo mais o Presidente da CGADB, e ainda num momento que qualquer que fosse sua opinião iria desagradar uma das alas da nação, entendo que poderia ter mantido sua já conhecida neutralidade, pelo menos publicamente.

Outro fato importante a se registrar é que, sua fala se deu no âmbito da reunião de obreiros da Igreja que preside e não se tratou de um pronunciamento à nação, porém, em tempos de internet e transmissões em tempo real, no bojo da própria fala ele já prevê a possibilidade da gravação e publicidade, e que não se importaria com isso. 

Quando ele assume no vídeo que "mandou" os Deputados votarem dessa forma, não tinha como não acirrar mesmo o debate, enfim assumiu o voto da bancada assembleiana, e a obediência dos deputados. Uma outra forma de dizer a mesma coisa seria: "Os deputados me consultaram para saber minha opinião e lhes declarei o que penso, mas cada um votou com a sua consciência e a responsabilidade do seu mandato".

Outrossim, creio que a ideia de não se abrir a investigação do Presidente Temer no STF agora, se sustenta muito mais pelo fato do Brasil não estagnar mais do que já está, do que mesmo pelo temor da volta do governo passado, até porque o governo que passou não se apoderou do poder por si mesmo, mas foi eleito com o voto também de parte da Igreja evangélica brasileira, não foi o meu caso, mas todos somos responsáveis. Agora o Pr. José Wellington Bezerra da Costa é experiente, e sabe o porque da sua atitude e, por certo calculou os riscos das diversas interpretações.

Na minha modesta opinião, nada poderá salvar o Brasil deste caos, pois somente Deus tem a solução, e isso passa pelo arrependimento da Igreja, voltando-se para a prática real e de fato da oração, clamor, intercessão, jejum e da Palavra de Deus, nos voltando aos princípios determinados pelo Eterno em nossas práticas cotidianas, ainda que tenhamos que perder valores terrenos para ganharmos os eternos.

Com o tamanho da Igreja Evangélica Brasileira isso é perfeitamente possível, apenas depende de nós. A Coréia do Sul que o diga - veja aqui mesmo no blog.

Quem congrega comigo na AD Ministério de Cubatão, ou é filiado da Comadespe, sabe exatamente o que penso sobre isso e quais as atitudes que temos tomado a esse respeito.

Oremos pelo Brasil!

Um comentário:

Alexandre Barbosa disse...

Parece que não aprendemos com a história ou não a conhecemos, higreja se envolvendo com o estado sempre deu errad. Lamentável, o pastor José Wellington perdeu a oportunidade de ficar calado. Como o senhor mesmo comenta e concordo pastor Carlos Roberto.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...