sábado, 2 de dezembro de 2017

CADB - Inauguração da nova convenção nacional da AD aconteceu hoje em Belém (PA)


A convenção CADB terá representantes de quase todos os estados brasileiros

Aconteceu na manhã deste sábado (2) a solenidade inaugural da Convenção da Assembleia de Deus no Brasil (CADB), que atraiu milhares de pastores até o Templo Central da AD em Belém (PA).
O pastor Samuel Câmara, presidente da CADB, conduziu a solenidade falando sobre os objetivos da convenção, a leitura do estatuto e explicação dos planos futuros dessa nova convenção.
Passadas as formalidades, Câmara falou esta jornada "desenhada por Deus" que está se iniciando no dia de hoje. "Estamos iniciando uma jornada muito abençoada", declarou ele. "Começamos ultrapassando 10 mil membros filiados", conclui declarando que outros pastores estarão se juntando à CADB.
Segundo o pastor já há pastores de quase todos os estados brasileiros filiados à nova convenção e o número deve crescer após a divulgação do estatuto que pode ser acessado no site oficial da convenção. O único estado sem representantes é Sergipe, e o presidente já fez um apelo para que, caso nenhum pastor se filie à CADB, missionários sejam enviados para aquele estado.
Câmara também lançou o projeto para a compra da sede da CADB em São Cristóvão, no Rio de Janeiro, que será o mesmo prédio onde foi fundada a primeira igreja Assembleia de Deus no Rio, em meados de 1930, a única igreja fundada e liderada pelo missionário sueco Gunnar Vingren. Foi lá a primeira sede da Convenção Geral das Assembleias de Deus no Brasil (CGADB) e da Casa Publicadora das Assembleias de Deus (CPAD). O prédio estava à venda e CADB o comprou.
Por falar em publicações, Câmara mostrou o material para a Escola Dominical, dizendo que se trata de um material de alta qualidade e com preços menores, mas que os pastores conveniados não são obrigados a comprar este material. "Não queremos ser donos da alma e de tudo, seremos dirigidos por Deus", alfineta.
Mulheres poderão participar da convenção  
O pastor Samuel Câmara declarou ainda que as mulheres terão total liberdade para participarem das reuniões da CADB, podem se inscrever na convenção e, dentro do chamado, poderão ser ungidas como pastoras.
Câmara citou as mulheres que pastoreavam as primeiras igrejas da Assembleia de Deus e chamou os homens presentes para recebê-las e homenageá-las.
"Deus abençoe as mulheres da Assembleia de Deus que são chamadas por Jesus. A CADB é o seu lugar", disseram.
O evento começou às 10h, no horário de Belém, e durou até 12h30. No período da tarde os pastores se confraternizarão e poderão se filiar à CADB saindo de lá com a documentação pronta ou optando por receber via Correios. No período da noite um culto especial será realizado.
Com informações JM Notícia

4 comentários:

Laudinei- NEI disse...

Pelo que entendi o motivo da nova Convenção foi politico e não doutrinário. Se SC tivesse ganho as eleições na CGADB ( sem entrar no mérito do motivo da derrota) não haveria esta nova convenção. Ora, o ministério pastoral feminino nunca existiu nas ADs ( pelo menos não de de forma ofical) então esta nova convenção reconhecer sem antes discutir e aprovar em assembléia - o que teria que ocorrer se ele presidisse a CGADB- mostra a falta de respeito e o autoritarismos deste pastor que prega democracia. Mais um papa para a denominação que já tinha no papado os Ferreiras e os Wellingtons. Se eu fosse da Ad e pastor iria querer distancia destas convenções, a
lias ter o nome associado a uma delas já seria bem negativo.

Ismael Almeida disse...

Espero que não aderem a teologia papal hereditária passando de pai para filho, como acontece com CGADB,uma convenção que enfim já perdeu o rumo faz tempo, infelizmente tal convenção(CGADB) não conhece os anseios da igreja que ela diz representar. Oro para que o pr Samuel Câmara saiba conduzir a nova Convenção(CADB). Sou do interior do Maranhão e o pastor daqui do campo só anda aqui de mês em mês para ministrar a ceia e é claro buscar a lã(dizimo) das ovelhas fico indignado. CEADEMA & CGADB para que servem?! No fundo, no fundo para quase nada, somente para ser servidas por aqueles que na verdade deveriam ser os verdadeiros servidos por tais.

Anônimo disse...

Fico me perguntando, o por que de uma nova convenção? E se o pastor Samuel Câmara não quer poder, por que ele não faz uma eleição para presidente, entretanto o que se tem notícia é que apenas será feito para vice.Outra colocação quando o referido pastor "assumiu", a igreja Assembleia de Deus Missão de São José dos Campos, porque não colocou um pastor mais experiente ou um que já tinha uma ascensão na igreja, mas preferiu mandar seu filho um rapaz sem experiência pastoral, para ser o presidente da igreja, monarquia pura onde as transições se dão de pai para filho."O sujo falando do mal mal lavado", só sei de uma coisa os Câmaras e os Costas são farinha do mesmo saco e o que importa para ambos é poder a qualquer custo.

Edmar Cristiano Santos disse...

O pastor Samuel Câmara declarou ainda que as mulheres terão total liberdade para participarem das reuniões da CADB, podem se inscrever na convenção e, dentro do chamado, poderão ser ungidas como pastoras.

Pastoras!!!

que lixo.

tão fazendo de tudo para aumentar a quantidade de mensalistas para a convenção.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...