sábado, 16 de junho de 2018

Pastor Israel Alves reconhece decisão judicial sobre ADESAL e faz recomendação aos obreiros



O pastor destituído da presidência da Assembleia de Deus de Salvador – (ADESAL), Israel Alves Ferreira, divulgou áudio aos obreiros da igreja reconhecendo a decisão  da Justiça desta semana, proferida pela desembargadora Ilona Márcia Reis, da 5ª Vara Câmara Civil do Tribunal de Justiça da Bahia que manteve a decisão anterior de afasta-lo do cargo de presidente da Assembleia de Deus Salvador (ADESAL), além de cancelar a convocação de Assembleia Geral que alterou o estatuto da igreja em 2010.
No áudio, pastor Israel Alvez diz que o processo judicial cancelou o estatuto da igreja que  o desligava da Convenção CEADEB, reconhece que a CEADEB pode indicar um nome para concorrer à presidência da ADESAL, que no caso seria o Pastor Eliúde Amaral Soares:
"Queridos companheiros! me ouçam por favor!. Existe um processo que cancelou o estatuto da nossa igreja, o que pode acontecer aí é uma indicação da CEADEB para um candidato a concorrer numa reunião do ministério da Igreja de Salvador com uma votação somente do ministério da igreja de Salvador. É preciso lembrar disso que esse candidato poder ser reprovado e tudo voltar ao normal", disse o pastor.
Como o assunto é complexo, e ainda tem que passar pelo crivo do Ministério da Igreja em Salvador (ADSAL), fica claro que a Igreja é soberana, portanto águas ainda vão rolar.
Casos dessa natureza, normalmente trazem incertezas, insegurança e certa instabilidade no meio do rebanho, portanto oremos pelas partes envolvidas nesse processo e principalmente pelo rebanho do Senhor que ali se congrega.
Com informações JM Notícia

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...