quarta-feira, 29 de agosto de 2018

Cristão que sobreviveu a um ataque terrorista no Quênia vem ao Brasil


Fred testemunha sobre a importância da unidade da igreja


"Jesus disse que sua igreja sofreria perseguição, mas não seria derrotada. Ele nos disse que isso ocorreria. Se perseguiram a Jesus, você deve saber que nosso dia está chegando". Essas são palavras de Fred, do Quênia, um jovem que presenciou 147 pessoas, principalmente cristãos, serem mortos por terroristas muçulmanos na Universidade de Garissa.
De acordo com Fred, há uma grande necessidade de os cristãos de todo o mundo estarem unidos ao enfrentar a perseguição. "Muitos irmãos e irmãs em outros países estão presos, com fome, sem ter o que vestir, escravizados, doentes, com crianças sem ir à escola e sendo perseguidos por causa da fé em Jesus. Não podemos permitir essa situação, ficando quietos vendo tais injustiças e dizendo ser problemas deles", explica.
Ele afirma ainda que devemos nos lembrar de que somos corpo de Cristo e, por isso, devemos ser um com eles. Quando uma parte do corpo está com dor, o corpo todo sofre.
Esses irmãos não podem levantar suas vozes, então nós devemos usar nossa liberdade para ajudar, encorajar e estar com eles.
"Você não pode se permitir continuar calado. O mínimo que você pode fazer é se unir como família e orar por nossos irmãos e irmãs que enfrentam perseguição. O Senhor pode te guiar enquanto você ora, apoia e fala pelos que não têm voz", declara.
Leve Fred em sua igreja
Ele decidiu não se calar, mas sim compartilhar seu testemunho com outros cristãos. Fred estará no Brasil entre os dias 19 de setembro e 8 de outubro, nas cidades de São Paulo/SP e João Pessoa/PB.
Para levá-lo à sua igreja, entre em contato com a Missão Portas Abertas.
Fonte: CPAD News

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...