terça-feira, 7 de janeiro de 2020

Daniel Berg na AD Cubatão - Nossa História - 03


Daniel Berg na História da Assembleia de Deus Ministério de Cubatão



Natural de Vargon - Suécia - 1984 - viajou para os EUA aos 17 anos fugindo da crise que assolava seu país. 8 anos depois voltou a sua terra natal para visitar parentes e amigos e ouviu falar sobre o ''tal batismo no Espírito Santo''. Viveu a experiência do ''revestimento'' ainda durante a viagem de volta para a América e lá, numa conferência em Chicago conheceu o companheiro Gunnar Vingren.


Juntos vieram para o Brasil em novembro 1910 após uma revelação divina de que deveriam se dirigir a um lugar denominado Pará.

Em Belém, iniciaram a pregação do chamado ''batismo com fogo'' ainda na igreja batista, fato não aceito pelo pastor local que no ano seguinte expulsou os dois acompanhados dos irmãos que concordavam com a ''doutrina dos dons''. Dentre eles estava a irmã Celina Albuquerque, a primeira brasileira a falar em ''línguas'', que prontamente cedeu sua casa para iniciar os cultos.


Desse movimento surgiu a Igreja da Fé Apostólica e em 1918 a Assembleia de Deus. Gunnar e Berg continuaram a exercer o chamado missionário e pelos mares avançaram pregando nas cidades do nordeste, sudeste e sul.

Em 1924 aportaram em Santos com o objetivo de organizar a igreja, já iniciada por Vicente Lameira e sua esposa Hermínia Lameira, provenientes de Recife-PE.

Berg passou então a pastorear o pequeno grupo, que logo cresceu significativamente. Em 1925 registrou o trabalho em Cubatão com a realização de cultos nas casas dos irmãos, na publicação do jornal Boa Semente, então órgão oficial de comunicação das Assembleias de Deus no Brasil, precursor do hoje tradicional Mensageiro da Paz.

Berg chama Cubatão, até então distrito de Santos de cidade, enxergando no local potencial que só seria reconhecido em 1949, por ocasião de sua autonomia administrativa quando se tornaria de fato e de direito um município.

O saudoso irmã Benedito Rosalino de Carvalho, escreveu no livro 70 anos da AD Cubatão, registros de sua infância quando o "grande missionário" (Berg era de estatura alta) foi por algumas vezes recepcionado em sua casa. Irmã Dito como era conhecido, lembrou que Berg falava de "Jesus a todo instante", e não sabia falar de outra coisa, "sua vida era cantar e pregar a Palavra" resumiu ele em sua anotação histórica.

Muito embora a igreja só tenha se iniciado como congregação em 1935, quando o Pastor Daniel já era mais o líder da igreja na região, o seu trabalho foi de suma importância e fundamental para a origem da Assembleia de Deus em Cubatão.

Berg foi casado com a irmã Sara e faleceu na Suécia em 1963.



Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...