segunda-feira, 20 de janeiro de 2020

Regina Duarte conversou com Bolsonaro e se aceitar convite poderá ter contrato com a Rede Globo suspenso


A atriz Regina Duarte aceitou passar por um período de testes na Secretaria da Cultura do governo Jair Bolsonaro. O convite para assumir a pasta havia sido feito pelo presidente na sexta-feira, 17, após a demissão de Roberto Alvim.
Regina, que tinha pedido tempo para pensar na oferta, se reuniu nesta segunda-feira, 20, com Bolsonaro e o ministro da Secretaria de Governo, Luiz Eduardo Ramos, numa área reservada do aeroporto Santos Dumont, no Rio de Janeiro.
Segundo um comunicado da Secretaria de Comunicação do governo, Regina afirmou estar "noivando" com o governo após o encontro. Ela irá para Brasília na quarta-feira, 22, para conhecer a estrutura da Secretaria da Cultura.
"Após conversa produtiva com o presidente Jair Bolsonaro, Regina Duarte estará em Brasília na próxima quarta-feira, 22, para conhecer a Secretaria Nacional de Cultura do governo federal. 'Estamos noivando', disse a artista após o encontro ocorrido nesta tarde no Rio de Janeiro", diz a nota emitida pelo governo.
Pelo Twitter, Bolsonaro usou os mesmos termos que Regina para classificar a reunião. "Tivemos uma excelente conversa sobre o futuro da cultura no Brasil. Iniciamos um 'noivado' que possivelmente trará frutos ao país", afirmou o presidente.
Antes da reunião, a atriz fez uma postagem em seu Instagram em que chamava atenção para o fato de ter sido chamada para uma "conversa olho no olho" com Bolsonaro no dia em que o Rio comemora o feriado de São Sebastião, padroeiro da cidade. "Olha quanta simbologia contém a vida deste homem santo", escreveu. Ela afirmou acreditar que nada "acontece por acaso" e manifestou vontade de tirar um "aprendizado" do momento que está vivendo. "Vambora! Com muito amor no coração", disse.
Ao jornal O Estado de S. Paulo, a emissora informou que a artista “tem contrato vigente com a Globo e sabe que, se optar por assumir cargo público, deve pedir a suspensão de seu vínculo com a emissora, como impõe a nossa política interna de conhecimento de todos os colaboradores”.
Caso aceite, assumirá o comando da Pasta no lugar de Ricardo Alvim, demitido na sexta-feira (17) pelo presidente Jair Bolsonaro após um vídeo com referências nazistas em que citou frases de Joseph Goebbels, ministro de Adolf Hitler.
Com informações Pleno News e Veja

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...