quarta-feira, 11 de março de 2020

De maioria muçulmana, Sudão considera abrir ensino cristão para escolas públicas


O cristianismo saiu das escolas com a entrada do regime islâmico do ex-presidente Omar al-Bashir, que ficou 30 anos no poder.


O ministro da Educação do Sudão, Mohamed Al-Amin Al-Toam, diz que seu ministério considerará a nomeação de professores cristãos para ensinar o cristianismo em todo o país.

O Morning Star News revelou em seu relatório publicado na sexta-feira (06) que a política é uma das várias novas tentativas de iniciativa de liberdade de fé no Sudão desde o colapso do regime islâmico de 30 anos do ex-presidente Omar al-Bashir.

Segundo o Morning Star News revelou, o cristianismo não é ensinado nas escolas públicas do Sudão há mais de 30 anos.

"Proibindo o ensino do cristianismo nas escolas do governo devido à falta de professores cristãos designados pelos governos, Bashir deixou instruções sobre o cristianismo para as igrejas", diz o relatório.

Al-Toam também disse aos líderes da igreja que o governo está considerando excluir da programação nacional de exames os feriados e domingos cristãos, de acordo com a International Christian Concern.

Os domingos no Sudão são considerados dias úteis, com as sextas e sábados sendo dias de folga.

Em julho de 2017, o governo de al-Bashir ordenou que as escolas cristãs parassem de considerar o domingo como um dia público de folga. Ele queria adotar uma constituição islâmica de "100%" quando o sul se separou.

Ceticismo
Em resposta às novas tentativas do Ministério da Educação, muitos cristãos sudaneses hesitam e são céticos.

O pastor Nalu, da Igreja Evangélica Presbiteriana do Sudão, disse ao Morning Star: "Estamos cansados ​​dessas promessas do governo. Precisamos de ação para mostrar os bons motivos do governo."

Em dezembro de 2019, o Sudão foi removido da lista de Países de Preocupação Particular do Departamento de Estado dos EUA pela primeira vez desde 1998, devido aos avanços religiosos que foram realizados no ano passado.

Fonte: Guiame

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...