terça-feira, 9 de março de 2021

Pastor buscará aconselhamento após dizer às fiéis que fiquem magras para seus maridos

Um pastor evangélico entrou em uma enorme polêmica após dizer às mulheres de sua congregação que se mantivessem magras, usassem maquiagem e ficassem sexualmente disponíveis para seus maridos, como forma de manterem seus casamentos saudáveis.

Por que existem tantas mulheres que, após se casarem, ficam desleixadas? Não estou dizendo que todas precisam ser aquele tipo de ‘mulher troféu’, como Melania Trump, pois nem todas conseguem ser assim. Porém, vocês não precisam se transformar em machonas”, declarou o pastor no polêmico sermão.

O pastor Stewart-Allen Clark, da Primeira Igreja Batista Geral em Malden, no Missouri (EUA), foi amplamente criticado na imprensa e também nas redes sociais. Com a repercussão, o líder evangélico “tirou uma licença” de sua função para fazer uma requalificação.

A diretoria da igreja divulgou uma nota afirmando que “o sermão incluiu comentários não condizentes com os valores da congregação”, conforme informações do portal The Christian Post.

Em 2 de março de 2021, o pastor Stewart-Allen Clark tirou uma licença e está procurando aconselhamento profissional”, acrescentou o comunicado da igreja, divulgado em seu próprio site.

A Primeira Igreja Batista Geral é membro da denominação Batista Geral, que também publicou um comunicado no dia 01 de março pontuando que o sermão de Clarke não era consistente com seus valores.

O Comitê Executivo do Conselho Geral Batista de Associações se reuniu hoje, 1º de março de 2021, para tratar de questões relacionadas a um sermão de Stewart-Allen Clark na Primeira Igreja Batista Geral de Malden que recebeu exposição significativa. O sermão incluiu comentários que não são consistentes com as posições e valores dos batistas gerais”, enfatizou o conselho.

De acordo com nossa estrutura, o Comitê Executivo recomendou que o Conselho de Associações e o Presbitério de MoArk pesquisassem as declarações e tomassem as medidas apropriadas”, acrescentou o comunicado, que também observou que o pastor, que seria moderador da reunião da Associação Geral de Batistas Gerais agendada para julho de 2022.

Ele renunciou ao cargo. Os batistas gerais acreditam que toda mulher foi criada à imagem de Deus e que devem ser valorizadas por esse motivo. Além disso, acreditamos que todos os indivíduos, independentemente de quaisquer outros fatores, são tão amados por Deus que Cristo morreu por eles”, conceituou o Conselho Geral Batista.

Apesar do afastamento do pastor, não há uma recomendação para que Clark não volte a seu cargo: “Cada igreja Batista Geral tem autonomia da organização nacional e, como resultado, os ministérios batistas gerais não têm autoridade relacionada ao emprego de qualquer pastor ou líder de igreja em uma congregação local”.

Segundo o jornal New York Post, esta não foi a primeira vez que o pastor fez declarações consideradas polêmicas. Em outra oportunidade, ele teria dito que o “controle de peso” era uma ferramenta eficaz para manter um casamento feliz e que toda mulher deveria usar perfume e maquiagem para ficar “menos feia e fedida”.

Fonte: Gospel+

\

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...