domingo, 2 de maio de 2021

Parlamentar cristã formalmente acusada por opiniões conservadoras sobre casamento e sexualidade

O Procurador-Geral da Finlândia acusou formalmente uma parlamentar cristã depois que ela expressou uma visão tradicional sobre casamento e sexualidade.

Päivi Räsänen, a ex-Ministra do Interior do país, é acusada de “discurso de ódio” por causa de seus comentários em um panfleto de 2004, um programa de TV de 2018 e um tweet recente.

Três acusações foram feitas contra Räsänen, cada uma delas com uma sentença de prisão de dois anos.

A política cristã de 61 anos foi interrogada pela primeira vez pela polícia em 2019, depois de criticar a Igreja Luterana Finlandesa – da qual ela é membro – por seu apoio oficial a um evento do Orgulho LGBT.

Após a decisão do Procurador-Geral de apresentar acusações formais, a parlamentar disse que não iria deixar de partilhar as suas opiniões.

Não posso aceitar que expressar minhas crenças religiosas possa significar prisão. Não me considero culpada de ameaçar, caluniar ou insultar ninguém”, disse ela.

Minhas declarações foram todas baseadas nos ensinamentos da Bíblia sobre casamento e sexualidade".

Defenderei meu direito de confessar minha fé, para que ninguém mais seja privado de seu direito à liberdade de religião e de expressão".

Eu mantenho a visão de que minhas expressões são legais e não devem ser censuradas. Não vou recuar de minhas opiniões. Não serei intimidada a esconder minha fé".

Quanto mais os cristãos se calam sobre temas polêmicos, mais estreito fica o espaço para a liberdade de expressão”.

Räsänen está sendo apoiada em seu caso pela Alliance Defending Freedom. O diretor executivo do grupo de defesa, Paul Coleman, disse que a decisão do Procurador-Geral teria um “efeito inibidor” sobre a liberdade de expressão.

A liberdade de expressão é uma das pedras angulares da democracia. A decisão do Procurador-Geral finlandês de apresentar essas acusações contra o Dr. Räsänen cria uma cultura de medo e censura”, disse ele.

É preocupante que tais casos estejam se tornando muito comuns em toda a Europa. Se funcionários públicos como Päivi Räsänen são criminalmente acusados ​​de expressar suas crenças profundas, isso cria um efeito assustador para o direito de todos de falar livremente.”

Folha Gospel com informações de The Christian Today

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...