segunda-feira, 13 de setembro de 2021

58% dos cristãos adultos nos EUA não acreditam que o Espírito Santo é uma Pessoa



Segundo pesquisa, apenas 6% dos cristãos adultos norte-americanos teriam uma cosmovisão 100% bíblica


Centro de Pesquisa Cultural da Universidade Cristã do Arizona publicou um estudo que mostra, que 58% das pessoas que se autodefinem como cristãs acreditam que o Espírito Santo não é um ser vivo real, mas apenas um símbolo do poder, presença ou pureza de Deus .

Outra estatística surpreendente que a pesquisa aponta é que, enquanto 176 milhões de adultos americanos se identificam como cristãos, apenas 15 milhões, ou 6%, realmente têm uma cosmovisão bíblica.

Segundo o Charisma News, para o pesquisador-chefe do Centro de Pesquisa Cultural, George Barna, o termo cristão se tornou "um tanto genérico", ao invés de refletir um "profundo compromisso de buscar apaixonadamente e ser como Jesus Cristo".

Para Barna, "pessoas que são simplesmente religiosas, ou frequentadores regulares da igreja, ou talvez pessoas que desejam uma certa reputação ou imagem adotam o rótulo de 'cristão', independentemente de sua vida espiritual e intenções”, afirma.

O pesquisador ressalta ainda, que os resultados da pesquisa mostram o quão cuidadoso é preciso ser "ao interpretar os dados associados a um determinado segmento de pessoas que são rotuladas como cristãs. As pesquisas políticas, em particular, podem enganar as pessoas quanto às opiniões e preferências dos verdadeiros seguidores de Cristo, simplesmente com base em como essas pesquisas medem a população cristã", observa Barna.

O estudo mostra que cerca 7 em cada 10 adultos (69%) usam o rótulo "cristão" para identificar sua fé, no entanto, este grande grupo nutre uma ampla gama de perspectivas que não estão em harmonia com os ensinamentos bíblicos. Um dado, que o Charisma News classificou como "muito preocupante", revela que 58% acreditam que se uma pessoa é boa o suficiente ou faz coisas boas, ela pode ganhar o seu caminho para o céu.

Em Efésios 2:8a, a Bíblia é clara em afirmar que "Porque pela Graça sois salvos, por meio da fé, e isto não vem de vós. É dom de Deus".

Entre as perspectivas errôneas mais amplamente adotadas, a pesquisa destacou:

- 72% argumentam que as pessoas são basicamente boas.

- 71% consideram os sentimentos, a experiência ou a opinião de amigos e familiares como suas fontes mais confiáveis ??de orientação moral.

- 66% dizem que ter fé é mais importante do que a fé que você segue.

- 64% dizem que todas as religiões têm o mesmo valor.

- 58% acreditam que se uma pessoa é boa o suficiente, ou faz coisas boas o suficiente, ela pode ganhar o seu caminho para o céu.

- 58% afirmam que o Espírito Santo não é um ser vivo real, mas apenas um símbolo do poder, presença ou pureza de Deus.

- 57% acreditam no carma.

- 52% afirmam que determinar a verdade moral depende de cada indivíduo; não há absolutos morais que se apliquem a todos, o tempo todo.

Em uma visão geral, pode-se afirmar com esta pesquisa que os cristãos que se identificam, também tendem a rejeitar vários ensinos e princípios bíblicos. O Charisma validou essa afirmativa, com os dados que mostram, que um pouco menos da metade (46%) acredita que o casamento de um homem com uma mulher é o plano de Deus para a humanidade, em todas as culturas; apenas 40% acreditam que quando morrerem irão para o céu, mas apenas porque confessaram seus pecados e aceitaram a Jesus Cristo como seu Salvador; apenas um terço (34%) acredita que as pessoas nascem em pecado e só podem ser salvas das consequências por Jesus Cristo; apenas um terço (32%) acredita que sexo antes do casamento é moralmente inaceitável; e cerca de 1 em cada 4 (28%) acredita que o melhor indicador de uma vida de sucesso é a obediência consistente a Deus.

 

CPAD News/ Com informações Charisma News - Foto: Pixabay.com

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...