quinta-feira, 27 de setembro de 2018

Festa de Cosme e Damião: conheça a origem e o sincretismo religioso envolvido

A festa popular de Cosme e Damião, no Brasil, é mais do que apenas uma celebração católica. Devido ao sincretismo religioso iniciado no período da escravidão, as comemorações são carregadas de referências às religiões afro-brasileiras.
Nesse contexto, o site da Igreja Universal do Reino de Deus publicou uma matéria sobre a origem do dia de Cosme e Damião no catolicismo, assim como sua ligação com as tradições africanas mantidas pelos escravos séculos atrás.
No texto, a denominação pontua que Cosme e Damião eram gêmeos de origem árabe, de família cristã, e foram perseguidos pelos poderosos de seu tempo por conta de seu talento com a medicina, que terminava chamando atenção para a fé que praticavam.
Em relação ao período de escravidão no Brasil, a data serviu para escamotear a celebração religiosa dos orixás que eram adorados pelos escravos, de forma a não desagradar seus senhores.
Confira a íntegra da matéria:
Os dias 26 e 27 de setembro são as datas designadas por algumas religiões para celebrar o dia de Cosme e Damião. Mas é importante saber o que está realmente por trás de tal celebração.
De acordo com estudos, na época da escravatura no Brasil, para enganar os senhores de engenho – que não se agradavam dos seus deuses -, os escravos começaram a associar os santos da Igreja Católica aos orixás que eles cultuavam – o chamado sincretismo religioso.
Foi assim que os orixás ibejis ou erês, considerados pelas religiões espíritas os protetores das crianças – por isso o costume de distribuir doces e guloseimas – foram associados aos santos católicos Cosme e Damião, que são tidos como padroeiros dos farmacêuticos, dos médicos e das faculdades de medicina.
Os gêmeos nasceram na região da Arábia, por volta do ano 260 d.C. Pertenciam a uma família cristã e, desde muito jovens, demonstravam vocação para a medicina, profissão que passaram a exercer logo após terem estudado e se formado na Síria.
A fama dos dois médicos começou a incomodar as autoridades da época e, por volta dos anos 300 d.C., o então imperador romano Diocleciano ordenou a perseguição aos cristãos.
Acusados da prática de feitiçaria e de usar meios diabólicos para realizar curas, eles foram torturados para que negassem a fé e se curvassem aos deuses romanos. Mas resistiram e três anos depois foram decapitados.
Dois séculos depois de suas mortes, para homenageá-los, foi construída uma igreja em Constantinopla, cuja consagração aconteceu num dia 26 de setembro. Desde então, o dia de Cosme e Damião é celebrado nessa data pelos católicos.
Nas religiões afro-brasileiras, a comemoração é feita no dia 27 de setembro, pois é a data que acontece a festa dos erês, entidade associada aos irmãos.
O que a Palavra de Deus orienta
O fato é que tanto a idolatria quanto a feitiçaria, o ocultismo, o culto aos mortos e as práticas semelhantes são condenadas por Deus e todos aqueles que as realizam atraem maldição para si e para os seus descendentes.
Porquanto trocaram a verdade de Deus pela mentira, e adoraram objetos e seres criados, em lugar do Criador, que é bendito para sempre. Romanos 1.25
Que vos abstenhais das coisas sacrificadas aos ídolos, e do sangue, e da carne sufocada, e da prostituição, das quais coisas bem fazeis se vos guardardes. Bem vos vá. Atos 15.29
Sendo assim, uma vez que um doce ou qualquer outro tipo de alimento seja consagrado aos ídolos, é importante que aquele que crê no Deus Vivo não coma nem deixe que outras pessoas, em especial as crianças, se alimentem dele. Pois, como a própria Bíblia alerta, quem assim age, evita a ação do mal em sua vida.
Fonte: Gospel+

Um comentário:

Márcio Melânia disse...

A verdadeira história desses mártires cristãos:

Seguidores de Jesus Cristo, nasceram na Arábia, no terceiro século depois de Cristo, eram gêmeos e seus pais eram cristãos. Estudaram na Síria, e se tornaram médicos. Eram "Anargiros" (inimigos do dinheiro), e não cobravam nada pelo trabalho que exerciam. Como trabalhavam de graça, começaram a ser muito conhecidos, atraindo muita gente para ouvir a mensagem que pregavam sobre o Salvador Jesus Cristo. Naquele mesmo tempo, Diocleciano era o Imperador Romano, homem perverso que nutria forte ódio por cristãos. Ele mandou para a cidade de Egéia, onde estavam Cosme e Damião, um representante de nome Lísias. Sob o comando deste homem, começaram a torturar Cosme e Damião, até por fim degolá-los. Desse modo foram mortos no ano 283 depois de Cristo, não porque trabalhavam de graça como médicos, mas porque eram cristãos e por sua fama tornaram-se alvo do imperador Diocleciano. Lísias mandou que eles adorassem ou se ajoelhassem diante de algumas imagens. Porém, como seguidores de Jesus, nunca poderiam fazer isso. A Bíblia diz: "Não farás para ti imagens de esculturas, nem figura alguma do que há em cima no céu, nem embaixo na terra, nem nas águas de debaixo da terra. Não te encurvarás diante delas, nem as servirás, porque Eu sou o Senhor, o teu Deus, sou Deus zeloso." (Êxodo 20.4,5) Foi então, por obedecerem às ordens de Deus e não se encurvarem ou rezarem às imagens, que eles morreram. Que ironia diabólica, fazer imagens de Cosme e Damião para se curvar diante delas e pedir bênçãos e proteção.

Jesus disse "Eu sou o Caminho e a Verdade e a Vida. Ninguém vem ao Pai, senão por mim." (João 14.6) Portanto sabemos que não adianta pedir nada a Cosme e Damião, a São João, São Paulo, Santa Maria ou outro "santo" qualquer. Buscamos somente a Jesus, o Filho de Deus! Foi Ele quem morreu por nós numa cruz, ressuscitou ao terceiro dia e hoje roga a Deus por nós (I Timóteo 2.5; I João 2:1). Pegar doces nesse dia torna-se um laço porque a maioria das pessoas que fazem essa distribuição estão presas à promessas feitas à estas imagens e esses doces são oferecidos aos "santos" em algum terreiro de candomblé ou centro espírita como pagamento dessas promessas. Esses que parecem ser "santos" nos terreiros ou centros, são na realidade demônios (ajudantes do diabo que estão enganando tais pessoas) I Corintios 10.19,21).

Fonte: Enciclopédia Universal Ilustrada Europeo-Americana -Volume 15, páginas 1140-1142

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...