quarta-feira, 11 de dezembro de 2019

“Consequências virão a esses hereges”, diz Pr. Marco Feliciano sobre zombaria do Porta dos Fundos

A zombaria do Porta dos Fundos no filme Especial de Natal publicado pela Netflix continua mobilizando protestos de cristãos indignados com a representação de um Jesus homossexual. Um dos líderes cristãos que mais trava embates com os ativistas do humor, pastor Marco Feliciano, afirmou que a mão de Deus pesará sobre eles.
O pastor e deputado federal publicou o artigo A blasfêmia e o vilipêndio à fé com a conivência da Netflix e afirmou que tem sido questionado "sobre o que fazer em face de mais uma terrível blasfêmia e vilipêndio à nossa fé […] perpetrado pelo famigerado grupo intitulado Porta dos Fundos".
Segundo Feliciano, o filme dos ativistas do humor é um "pernóstico desrespeito aos símbolos máximos de nossa fé" que foi produzido com "a conivência de uma grande empresa de comunicação, a Netflix".
"A companhia fatura grande parte de suas receitas aqui em nosso país e sabe que a maioria do povo brasileiro professa a fé cristã. Mesmo sendo o cristianismo uma religião de paz e que prega o amor, nos sentimos todos indignados com tamanho desrespeito e vilipêndio aos nossos maiores símbolos e a família sagrada", escreveu Feliciano no portal Pleno News.
Feliciano lembrou que já adotou a linha judicial contra "esse odioso grupo", e destacou que "nossas autoridades judiciárias entenderam que as performances se tratam da livre expressão, portanto, excludente de punição".
Se não há meios de reprimir o ataque à fé cristã pela via judicial, Feliciano sugere que os cristãos aguardem para ver: "Como pastor sei das consequências que advirão a esses hereges. Creio que no tempo de Deus a justa justiça será consumada. […] Nosso Jesus não precisa de defesa. Ele é a própria justiça e sua magnitude nos basta", concluiu.

Meio milhão

A petição online que mobiliza cristãos de todas as tradições doutrinárias contra o Porta dos Fundos, requerendo que a Netflix remova o Especial de Natal do calendário, superou a marca de 500 mil assinaturas nesta quarta-feira, 11 de dezembro.
A iniciativa, hospedada na plataforma Change.org, foi iniciada no dia 04 de dezembro.
Fonte: Gospel+

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...