quinta-feira, 9 de abril de 2020

Pastor diz que cristão que morre por coronavírus é “sacrifício para Deus”

A situação de milhares de mortes nos Estados Unidos por conta da pandemia de coronavírus levou um pastor a comentar as circunstâncias atuais sob o raciocínio do apóstolo Paulo na carta aos Filipenses: "Porque para mim o viver é Cristo e o morrer é lucro" (Filipenses 1:21).
Tony Spell, líder da Igreja do Tabernáculo da Vida na cidade de Baton Rouge, estado da Luisiana, afirmou numa entrevista ao portal TMZ que os verdadeiros cristãos não se importam em morrer por coronavírus.
O pastor insistiu que os que temem a morte vivem com medo e que, para o cristão, morrer é parte de um "sacrifício para Deus e para a liberdade": "As pessoas que podem preferir a tirania à liberdade não merecem liberdade", afirmou categoricamente.
Spell se tornou assunto na grande mídia norte-americana após ser acusado de violar as recomendações de isolamento social em Luisiana e realizar cultos em sua igreja. De acordo com informações do portal Uol, o estado norte-americano proibiu a partir de março que reuniões com mais de dez pessoas fossem feitas, como forma de tentar impedir a propagação do novo coronavírus.
Os Estados Unidos registraram na última quarta-feira, 07 de abril, um novo recorde de óbitos em decorrência do coronavírus: 1.973 pacientes morreram em apenas 24 horas, segundo a Universidade Johns Hopkins, instituição que tem contabilizado as estatísticas da pandemia no país. No dia anterior, haviam sido 1.939.
Na última quarta-feira, os dados apontaram que o novo coronavírus já matou 14.739 pessoas, de um total de 430.376 foram infectadas no país.
O portal G1 destacou que ontem foi ultrapassada a marca mundial de 1,5 milhão de pessoas infectadas, chegando a 1.513.358 casos, com 88.415 mortes. O número de pessoas consideradas recuperadas em todo o mundo é de 329.329.
Fonte: Gospel+

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...