quinta-feira, 7 de maio de 2020

“A Igreja sairá da pandemia mais forte que antes”, afirma pastor

O pastor Robert Kayanja, filho de um reverendo em Kampala, Uganda, iniciou seu ministério aos 22 anos.
Ele é o pastor sênior da Catedral do Centro de Milagres, uma igreja com mais de 10 mil membros.
Em mais de 36 anos de ministérios, o pastor Kayanja já pregou em mais de 80 nações sempre ministrando sobre o poder de Cristo e seus sinais.
Falando durante o Dia Global de Oração contra a pandemia de coronavírus, na terça-feira (5), o pastor Kayanja disse que a igreja sairá dessa pandemia mais forte do que antes.
"Estamos ficando mais ungidos, quando chegar a hora da Igreja sair, o diabo se arrependerá e desejará que ele nunca tenha parado a Igreja em primeiro lugar", disse ele.
"Agora estamos mais ungidos e mais determinados a derrubar o reino [do diabo]", acrescentou.
Para ajudar a conter a propagação da pandemia de coronavírus, vários países em todo o mundo fecharam todos os edifícios da igreja e incentivaram os fiéis a ter comunhão com suas famílias em casa, além de maximizar plataformas digitais para atividades da igreja, como cultos e oração.

Em Uganda, essa diretiva do chefe de Estado H.E. Yoweri Kaguta Museveni recebeu reações contraditórias, já que alguns líderes sentiram que manter as igrejas abertas seria melhor para confortar as pessoas e evitar o medo do vírus.
O pastor Robert Kayanja comparou o bloqueio nacional aos 40 dias em que Jesus se retirou para o deserto e orou. "Como Jesus se escondeu por 40 dias, meu Pai nesse confinamento, estamos buscando por você", orou.
"Envie avivamento e traga de volta sua Igreja mais poderosa do que nunca", orou ainda.
Dia de oração
O Dia de Oração Global em Uganda foi um evento sem precedentes e baseado em 2 Crônicas 7:14.
Ele permitiu que as multidões em todo o mundo confinadas em suas casas devido às crescentes restrições de viagens e movimentos para impedir a propagação do coronavírus, uma oportunidade de se reunir através do Palavra de Deus.
Em sua participação, o pastor Kayanja pediu aos cristãos que se voltassem ao arrependimento, à guerra espiritual e à intercessão por todos aqueles em todo o mundo cujas vidas foram afetadas pela crise causada pela pandemia.
"Em 2 Crônicas 7:14 diz: 'Se meu povo, chamado pelo meu nome, se humilhar, orar, procurar a minha face e se desviar dos seus maus caminhos; então ouvirei do céu e perdoarei seus pecados, e curarei sua terra.' Não há terra hoje que não precise de cura. Hoje não há pessoa que não precise de perdão. Não existe nação ou governo que não precise ver a face de Deus", disse ele.
Fonte: Guia-me com informações de UG Christian News via Folha Gospel

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...