segunda-feira, 19 de abril de 2021

Leda Nagle pede desculpa por noticiar Fake News sem antes checar a veracidade

Denúncia de "conspiração" para matar Bolsonaro é falsa e não foi feita por diretor-geral, diz a própria PF


A Polícia Federal afirmou ao Estadão que Tweets denunciando uma "conspiração" para matar o presidente Jair Bolsonaro não foram escritos pelo diretor-geral da instituição, Paulo Maiurino, e sim por alguém utilizando uma conta falsa para se passar por ele. O conteúdo já não está mais no ar.

O vídeo da jornalista Leda Nagle lendo os Tweets como se fossem verdadeiros viralizou.

O vídeo ganhou repercussão antes que a jornalista "tivesse efetuado a checagem completa da informação".

Leda Nagle pediu desculpas por ter disseminado uma notícia falsa afirmando que o ex-presidente Lula tinha um plano para matar o atual chefe do Executivo federal, Jair Bolsonaro.

A informação constava em um tuíte atribuído ao novo diretor-geral da Polícia Federal, Paulo Gustavo Maiurino.

Leda leu a mensagem em uma live no seu canal de YouTube. A conta da qual ela tirou a notícia, porém, era falsa.


Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...